LISTA DE EXERCÍCIOS A2
22 pág.

LISTA DE EXERCÍCIOS A2


DisciplinaConstrução de Edifícios169 materiais607 seguidores
Pré-visualização7 páginas
UNIPAC \u2013 ENSINO SUPERIOR COM QUALIDADE SUPERIOR 
 
 
 
FUNDAÇÃO PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS 
FACULDADE PRESIDENTE ANTONIO CARLOS DE UBERLÂNDIA. 
 
ATIVIDADE: \uf06f Relatório \uf06f Estudo de caso 
 \uf06f Exercício \uf06f Outros 
 
Disciplina Construção de Edifícios I 
Data da Entrega: 
12/04/2018 
Nota atribuida: 
 
Professor Leandro Cesar dos Reis Valor: 5 Pts 
Assinatura Profº.: 
 
 
 
ESCOLHA E PREPARAÇÃO DO TERRENO 
 
 
1- Questão do concurso do Corpo de Engenheiros da Marinha (2015) 
 
Em um lote de 2000m² deve ser projetado um edifício comercial de 8 pavimentos com dimensões 
iguais. Considerando que o projeto do edifício adotará coeficiente de aproveitamento igual a 2: 
 
(A) Calcule a área construída total do edifício, em m². 
(B) Calcule a área de projeção da edificação no lote, em m². 
(C) Verifique se o empreendimento projetado atende à taxa de ocupação máxima de 70% 
determinada pela Prefeitura Municipal. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
2- Coeficiente de aproveitamento e taxa de ocupação máxima 
 
Em um lote de 400 m² pretende-se construir um edifício de 5 pavimentos, sendo que o térreo usará 
a taxa máxima de ocupação e os pavimentos superiores terão áreas iguais. Qual a área de cada 
pavimento superior? 
Dados: Coeficiente de aproveitamento (CA) = 3,0 
 Taxa de ocupação máxima (TO) = 75% 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
UNIPAC \u2013 ENSINO SUPERIOR COM QUALIDADE SUPERIOR 
 
3- Questão do concurso do Corpo de Engenheiros da Marinha (2015) 
 
Um edifício está localizado em um lote de 1.0000 metros quadrados e precisar ser ampliado para o 
dobro da sua área construída. A base da edificação ocupa atualmente 250 m². Considerando que a 
taxa de permeabilidade determinada pela Prefeitura local seja de 0,20 para esse terreno e a taxa 
de ocupação máxima seja de 60%, calcule: 
 
(A) A área construída máxima que pode ser acrescentada no nível do terreno (pavimento térreo), 
em m². 
(B) A área livre do terreno, considerando o acréscimo da área construída calculada no item \u201ca\u201d do 
exercício, em m². 
(C) A área permeável do terreno, em m². 
(D) O percentual de área livre que deverá ser deixado permeável. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
4- Coeficiente de aproveitamento e taxa de ocupação máxima 
 
Um construtor tem disponível um terreno de 2000m², em uma zona urbana cuja taxa de ocupação 
máxima é de 80% e o coeficiente de aproveitamento é igual a 3,0. Calcule a máxima quantidade 
de pavimentos considerando que cada pavimento do edifício terá áreas iguais a 400 m² e que não 
exista restrição com relação a altura máxima do edifício. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
UNIPAC \u2013 ENSINO SUPERIOR COM QUALIDADE SUPERIOR 
 
5- Questão do concurso da Prefeitura Municipal de Campinas/SP (2012) 
 
Abaixo apresentamos figuras que representam o relevo, em cortes e em curvas de nível. Escolha a 
alternativa que corretamente correlacione as duas. 
 
(A) A \u2013 3; B \u2013 1; C \u2013 4 e D \u2013 2. 
(B) A \u2013 1; B \u2013 2; C \u2013 3 e D \u2013 4. 
(C) A \u2013 2; B \u2013 4; C \u2013 1 e D \u2013 3. 
(D) A \u2013 4; B \u2013 3; C \u2013 2 e D \u2013 1. 
 
6- Cálculo do desnível entre dois pontos 
 
Calcule o desnível entre os pontos A e B do seguinte levantamento altimétrico. 
 
 
 
 
 
 
 
 
UNIPAC \u2013 ENSINO SUPERIOR COM QUALIDADE SUPERIOR 
 
7- Cálculo do volume de aterro 
 
Para o exercício anterior, calcule o volume necessário de aterro para nivelá-lo até uma cota 15 
centímetros acima do ponto A, dados: 
 
Largura do aterro: 10 metros 
Volume de aterro = \ud835\udc49\ud835\udc4e = \ud835\udc34\ud835\udc4f × \u210e\ud835\udc5a × 1,30 
Ab é a área de projeção do corte e hm a altura média. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
8- Cálculo do volume de corte e aterro 
 
O terreno apresentado na figura deverá ter o solo retirado até a cota de 834,50m, pois este será 
substituído por solo de melhor qualidade. A cota final do terreno é de 841,00 m. Calcular o volume 
de corte e aterro necessário para nivelar o terreno. 
Dimensões terreno: 11x30m 
Material do corte: argila úmida (empolamento = 25%). 
 
\ud835\udc49\ud835\udc50 = \ud835\udc34\ud835\udc4f × \u210e\ud835\udc5a × \ud835\udc36\ud835\udc52\ud835\udc5a\ud835\udc5d\ud835\udc5c\ud835\udc59 
\ud835\udc49\ud835\udc4e = \ud835\udc34\ud835\udc4f × \u210e\ud835\udc5a × 1,30 
 
 
 
 
UNIPAC \u2013 ENSINO SUPERIOR COM QUALIDADE SUPERIOR 
 
9- Sondagens 
 
As investigações geotécnicas são tão importantes para a obra como, por exemplo, o levantamento 
topográfico. Sem conhecer o solo, grandes erros podem ser cometidos, levando uma obra à falência. 
Para melhor conhecer o solo, existe um amplo espectro de sondagens e ensaios que devem ser 
escolhidos e utilizados conforme a situação da obra e do terreno. 
 
O Standard Penetration Test (SPT) é, por enquanto, a sondagem mais utilizada no Brasil. É uma 
sondagem de reconhecimento do solo, criado para coletar amostras. O amostrador de SPT desce 
através de cravação, deixando um martelo de 65 kg cair 75 cm. O número N, a quantidade de 
golpes, passou a ser utilizado para obter uma aproximação da resistência do solo. 
 
Em uma sondagem, em determinado trecho do terreno, foram necessários 6 golpes para cravar o 
amostrador 15 cm no terreno. Em seguida, aplicaram-se 7 golpes para cravar o amostrador mais 
15 cm. Foram requeridos 9 golpes, para cravar os últimos 15 cm. O número N apresentado no laudo 
de sondagem para este trecho foi igual a: 
 
(A) 6 
(B) 7 
(C) 9 
(D) 16 
(E) 22 
 
10- Questão do ENADE (2017) 
 
O conhecimento do subsolo se faz por meio das investigações geológico-geotécnicas, que fornecem 
informações primordiais para a elaboração de um projeto adequado. As técnicas de investigação 
existentes podem ser indiretas e diretas. A sondagem de simples reconhecimento (SPT), uma 
técnica direta, fornece informações importantes do terreno, a exemplo do índice de resistência à 
penetração do amostrador padrão, também conhecido como número de golpes do SPT (NSPT), obtido 
a cada metro de sondagem. Além disso, essa técnica coleta uma amostra de solo para cada metro 
investigado para a caracterização tátil-visual. 
A tabela 1 apresenta os valores dos números de golpes para três segmentos de 15 cm cravados do 
amostrador a cada metro de profundidade, obtidos em uma sondagem de terreno realizada. A 
tabela 2 apresenta estados de compacidade e de consistência, de acordo com o índice de resistência 
à penetração (NSPT). 
 
Tabela 1 
Profundidade 
(m) 
1° segmento 
(15 cm) 
2° segmento 
(15 cm) 
3° segmento 
(15 cm) 
Material 
amostrado 
1 2 2 3 silte arenoso 
2 2 3 4 
3 3 2/10 4 
4 4 3 4 argila arenosa 
5 3 3/12 5/18 
6 5 4 5 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
UNIPAC \u2013 ENSINO SUPERIOR COM QUALIDADE SUPERIOR 
 
Tabela 2 
Solo Índice de resistência à 
penetração (NSPT) 
Designação 
Areias e siltes arenosos \u2264 4 fofa (o) 
5 a 8 pouco compacta (o) 
9 a 18 medianamente compacta (o) 
19 a 40 compacta (o) 
> 40 muito compacta (o) 
Argila e siltes argilosos \u2264 2 muito mole 
3 a 5 mole 
6 a 10 média (o) 
11 a 19 rija (o) 
> 19 dura (o) 
 
Com base na tabela 2 e nos resultados do ensaio correspondente ao índice de resistência à 
penetração e material amostrado, apresentados na tabela 1, conclui-se que as designações corretas 
para as duas camadas do subsolo amostradas \u2013 1 m a 3 m e 4 m a 6 m \u2013 são, respectivamente: 
 
(A) silte arenoso fofo e argila arenosa mole. 
(B) silte arenoso pouco compacto e argila arenosa média. 
(C) silte arenoso medianamente compacto e argila arenosa rija. 
(D) silte arenoso fofo a medianamente compacto e argila arenosa média. 
(E) silte arenoso pouco compacto a medianamente compacto e argila arenosa rija. 
 
11- Em relação à análise e à condição de solo, sabe-se que a realização da sondagem