Aula 11 Direito do Trabalho I

Aula 11 Direito do Trabalho I


DisciplinaDireito do Trabalho I27.446 materiais482.292 seguidores
Pré-visualização1 página
DIREITO DO TRABALHO I
AULA 11: SALÁRIO
1
Direito do Trabalho I
Conteúdo desta Aula
AULA 11: SALÁRIO
 
Adicionais
1
Participação nos lucros
3
PRÓXIMOS PASSOS
Salário complessivo
2
Gratificação natalina
4
PAGAMENTO DO SALÁRIO
5
2
Conceito:
Adicional é o acréscimo salarial que tem como causa o trabalho em condições mais graves. 
Direito do Trabalho I
Adicionais
AULA 11: SALÁRIO
3
Direito do Trabalho I
AULA 11: SALÁRIO
Conceito: 
Segundo o artigo 192 da CLT, o exercício do trabalho em condições insalubres, acima dos limites de tolerância estabelecidos pelo Ministério do Trabalho, assegura a percepção de adicional respectivamente de 40% (quarenta por cento), 20% (vinte por cento) e 10% (dez por cento) do salário mínimo da região, segundo se classificam nos graus máximos, médios e mínimo.
Adicional de Insalubridade
4
Direito do Trabalho I
AULA 11: SALÁRIO
Adicional de Insalubridade
Peculiaridades:
Segundo a Súmula n. 80 do TST, o fornecimento do EPI aprovado pelo órgão competente do Poder Executivo poderá eliminar o agente agressivo gerador do adicional de insalubridade. 
5
Direito do Trabalho I
AULA 11: SALÁRIO
Adicional de Insalubridade
Peculiaridades:
Súmula n. 289 do TST: só o fornecimento do aparelho de proteção pelo empregador não o exime do pagamento do adicional de insalubridade, cabendo-lhe tomar as medidas que conduzam à diminuição ou eliminação da nocividade, entre as quais as relativas ao uso do equipamento pelo empregado;
Culpa in vigilando.
6
Direito do Trabalho I
AULA 11: SALÁRIO
Conceito:
São consideradas atividades ou operações perigosas, na forma da regulamentação aprovada pelo Ministério do Trabalho, aquelas que, por sua natureza ou métodos de trabalho, impliquem o contato permanente com inflamáveis ou explosivos em condições de risco acentuado (art. 193 da CLT);
A Norma Regulamentadora n. 16 do Ministério do Trabalho, traz um rol de atividades e operações consideradas perigosas, as quais asseguram o pagamento do respectivo adicional.
Adicional de Periculosidade
7
Direito do Trabalho I
AULA 11: SALÁRIO
Contato eventual:
Adicional de Periculosidade
Súmula n. 364 do TST: o contato eventual com agentes perigosos, assim considerado o fortuito, ou o que, sendo habitual dá-se por tempo extremamente reduzido, não faz jus ao pagamento do adicional.
8
Direito do Trabalho I
AULA 11: SALÁRIO
Adicional de Periculosidade
Peculiaridades:
O adicional deve ser pago de forma integral, sendo ilegal o pagamento proporcional ao tempo de exposição para ingresso intermitente e habitual, previsto no Dec. 93.412/86, art. 2º, II (TST 361), exceto se pactuado em acordos ou convenções coletivos de trabalho (CF, art. 7º, XXVI e TST 364);
Não é devido durante as horas de sobreaviso, quando o empregado não se encontra em condições de risco (TST 132).
9
Direito do Trabalho I
AULA 11: SALÁRIO
Adicional de Periculosidade
Peculiaridades:
Havendo condenação ao seu pagamento, deve ser inserido em folha de salários enquanto for executado trabalho nessas condições (SDI-1 172);
O adicional de periculosidade integra a base de cálculo do adicional noturno (SDI-1 259) e das horas extras (TST 132).
10
Direito do Trabalho I
AULA 11: SALÁRIO
Conceito:
O salário complessivo consiste no pagamento global do salário do empregado, compreendendo diversos institutos jurídicos (adicionais, comissões etc.), sem, porém, discriminá-los, como determina o artigo 477 da CLT (BARROS, 2014).
Salário Complessivo
11
Direito do Trabalho I
AULA 11: SALÁRIO
Proibição:
Salário Complessivo
Súmula nº 91 do TST
SALÁRIO COMPLESSIVO (mantida) - Res. 121/2003, DJ 19, 20 e 21.11.2003 
Nula é a cláusula contratual que fixa determinada importância ou percentagem para atender englobadamente vários direitos legais ou contratuais do trabalhador. 
12
Direito do Trabalho I
AULA 11: SALÁRIO
Lei n. 10.101/00:
Participação nos lucros
 Integração entre o capital e o trabalho;
Incentivo à produtividade;
Criada por meio de negociação entre a empresa e os empregados.
13
Direito do Trabalho I
AULA 11: SALÁRIO
Regras claras:
Participação nos lucros
Índices de produtividade, qualidade ou lucratividade da empresa;
Programas de metas, resultados e prazos, pactuados previamente;
Instrumento arquivado na entidade sindical dos trabalhadores;
Vedada em período inferior a um semestre, ou mais de duas vezes no mesmo ano;
Não constitui salário.
14
Direito do Trabalho I
AULA 11: SALÁRIO
Definição:
Gratificação Natalina
Gratificação compulsória, na base de 1/12 da remuneração por mês trabalhado ou fração igual ou superior a 15 dias;
Tem natureza salarial.
15
Direito do Trabalho I
AULA 11: SALÁRIO
Pagamento:
Gratificação Natalina
À vista ou em duas parcelas;
Parcelado: primeira parcela entre os meses de fevereiro a novembro e a segunda parcela, até o dia 20 de dezembro;
Férias do empregado (mediante requerimento).
16
Direito do Trabalho I
AULA 11: SALÁRIO
Peculiaridades:
Gratificação Natalina
Remuneração do mês de dezembro;
Salário e seus componentes;
Recolhimento do FGTS e contribuições sociais (caráter salarial).
17
Direito do Trabalho I
AULA 11: SALÁRIO
Meios de pagamento do salário
O pagamento estipulado por mês deverá ser realizado até o 5ª dia útil subsequente ao trabalhado (parágrafo único do artigo 459 da CLT).
Segundo o artigo 459 da CLT, o pagamento do salário, qualquer que seja a modalidade do trabalho, não deve ser estipulado por período superior a um mês, salvo o que concerne a comissões, percentagens e gratificações.
18
Direito do Trabalho I
AULA 11: SALÁRIO
Pagamento em dinheiro
Meios de pagamento do salário
Exceção: técnico estrangeiro (cujo salário pode ser estipulado em moeda estrangeira, mas deve ser pago em moeda nacional, DL 691/69, art. 1º e 3º), e empregado transferido para o exterior (cujo salário pode ser estipulado em moeda nacional e pago total ou parcialmente em moeda estrangeira, L. 7.064/82, art. 5º).
O pagamento do salário pode ser realizado em dinheiro (moeda nacional), sendo vedado o seu pagamento em moeda estrangeira (artigo 463, parágrafo único). 
Mediante recibo.
19
Direito do Trabalho I
AULA 11: SALÁRIO
Depósito bancário
Meios de pagamento do salário
Conta-salário.
Conta bancária aberta com o consentimento do empregado em estabelecimento de crédito próxi­mo ao local de trabalho, tendo o comprovante de depósito força de recibo (CLT, art. 464, par. único).
20
Direito do Trabalho I
AULA 11: SALÁRIO
Pagamento em Cheque
Meios de pagamento do salário
Anuência do empregado;
Assegurado o horário e os meios de locomoção para o saque (Portaria TEM 3.281/84).
21
Assuntos da próxima aula:
CONTEÚDO DA PRÓXIMA AULA
 
Formas de pagamento do salário;
Equiparação salarial;
Alteração do contrato de trabalho;
Alteração unilateral;
Alteração bilateral;
Jus variandi.
 
22