FMU   DP.ADAP   DIREITO CONSTITUCIONAL   SEPARAÇÃO DE PODERES
17 pág.

FMU DP.ADAP DIREITO CONSTITUCIONAL SEPARAÇÃO DE PODERES

Pré-visualização3 páginas
Obs XXV: Em relação À Separação dos Poderes:
a) A divisão dos poderes se dá pelo critério funcional, na qual pode se observar três
funções distintas do Estado: Legislação, Administração e jurisdição.
b) Em relação a evolução histórica da separação dos poderes foi esboçada pela primeira
vez por Aristóteles na obra \u201cPolitica\u201d, foi detalhada por John Locke no \u201cSegundo tratado
do governo livre\u201d; foi destacado e aperfeiçoado por Montesquieu na obra \u201c O espirito
das leis\u201d; foi apresentado no artigo 16 da Declaração Francesa dos Direitos do homem e
do cidadão em 1789; está disposta atualmente no artigo 2º da nossa Constituição
Federal.
c) Esta tripartição de poderes está fundada na pluralidade de órgãos, no
relacionamento entre vários centros de poder e na lealdade constitucional e
institucional.
d) O Estado constitucional e de direito é uno, uma vez que representa uma unidade;
e) A divisão corresponde às tarefas e funções e não ao poder, apesar da denominação
ser tripartição de poderes;
f) As funções estatais são separadas dentro de um mecanismo chamado de controles
recíprocos ou sistemas de freios e contrapesos.
DIREITO CONSTITUCIONAL \u2013 Prof. Ms. Ricardo C. Chaccur
Obs XXVI: Em relação ao Poder Legislativo:
-Funções Típicas: Legislar e fiscalizar:
Elaboração de leis, normas gerais a serem seguidas por todos, bem como fiscalizar
financeiramente e administrativamente os atos executivos.
-Funções atípicas: Administrar e julgar:
Administrar a organização e operacionalidade interna e julgar o Presidente da
República por crime de responsabilidade.
- Composição dos Poderes Legislativos dos entes federativos: Esferas:
a) Federal (União): 2 casas legislativas (Bicameral) = Câmara dos Deputados e
Senado Federal \u2013 Congresso Nacional \u2013 art. 44 CC
b) Estadual (estados membros) \u2013 Assembleia Legislativa = 1 casa legislativa
(Unicameral)
c) Distrito Federal \u2013 Câmara Legislativa = 1 casa legislativa (Unicameral)
d) Municipal (Municípios) \u2013 Câmara municipal = 1 casa legislativa (Unicameral)
DIREITO CONSTITUCIONAL \u2013 Prof. Ms. Ricardo C. Chaccur
Obs XXVII: Em relação à Câmara dos Deputados: Art. 45 da CF:
a) É composta por representantes do povo e eleitos pelo sistema eleitoral proporcional.
b) Cada Estado membro tem assegurado o número mínimo de 8 deputados federais e o número
máximo de 70 deputados federais.
c) A lei complementar número 78/93 estabelece um número máximo de 513 representantes, devendo
o IBGE, no ano anterior às eleições, fornecer os dados atualizados sobre o número da população de
cada Estado para que o Tribunal Superior Eleitoral fixe o número de cadeiras disponíveis para cada
Estado.
d) São Paulo é o Estado mais populoso, possuindo 70 cadeiras para deputados federais, número
máximo fixado pela CF de 88.
e) O mandato dos deputados federais é de quatro anos.
f) Compete privativamente a câmara dos deputados federais:
- Autorizar a instauração de processo contra o presidente e vice-presidente da República, bem com
seus ministros, por dois terços de seus membros;
- Proceder a tomada de contas do presidente da República quando não forem apresentadas ao
congresso nacional em 60 dias após a abertura da sessão legislativa;
- Dispor sobre sua organização, funcionamento, transformação, criação e extinção de cargos, empregos
e funções;
- Eleger dois membros do conselho da República.
g) Legislatura: É o período legislativo de quatro anos que corresponde ao mandato dos
deputados federais.
h) Uma legislatura possui quatro sessões legislativas ordinárias.
DIREITO CONSTITUCIONAL \u2013 Prof. Ms. Ricardo C. Chaccur
Obs XXVIII: Em relação ao Senado Federal:
a) É composto por três representantes de cada Estado membro e do DF,
totalizando o número de 81 senadores federais, uma vez que o Brasil possui 26
Estados membros e um DF.
b) Os senadores são eleitos com dois suplentes cada.
c) O mandato dos Senadores é de oito anos.
d) A renovação do Senado federal é feita de forma alternada de quatro em quatro
anos, por um terço e dois terços.
e) Compete privativamente ao senado federal: art. CF/88:
DIREITO CONSTITUCIONAL \u2013 Prof. Ms. Ricardo C. Chaccur
Obs XXIX: Estatuto dos Congressistas:
É um conjunto de regras instituidoras das imunidades e vedações 
parlamentares, para que o poder legislativo, bem como seus membros 
possam atuar com ampla independência e liberdade no exercício de suas 
funções constitucionais. 
a) Prerrogativas:
- Imunidades \u2013 Mecanismo de defesa para que o legislador possa trabalhar.
São julgados pelo STF 
-Material (art. 53 \u201ccaput\u201d) \u2013 Trata do conteúdo
-Formal (§2º prisão - § 3º, 4º e 5º Processo) \u2013 Trata de procedimento 
-Foro especial (art. 53 § 1º)
-Isenção do dever de testemunhas (art. 53 § 6º)
-Serviço Militar (art. 53 §7º)
-Vencimentos (art. 49, VII)
DIREITO CONSTITUCIONAL \u2013 Prof. Ms. Ricardo C. Chaccur
Obs XXIX: Estatuto dos Congressistas: Vedações ou incompatibilidades (art. 54)
a) Imunidade material implica na subtração da responsabilidade penal, civil, disciplinar ou política do parlamentar por suas opiniões
palavras e votos, uma vez que o fato típico deixa de constituir crime, assim os parlamentares não responderão por crimes conta honra.
b) Imunidade formal \u2013 é o instituto que garante ao parlamentar a impossibilidade de ser ou permanecer preso, salvo exceções, ou ainda a
possibilidade de sustação do andamento da ação penal por crimes praticados após a diplomação.
c) A sustação do processo suspende a prescrição.
d) As imunidades são um privilégio pessoal, não se estendendo ao suplente enquanto este não for convocado para ocupar uma vaga no
congresso nacional.
e) Deputados e senadores são processados criminalmente perante o STF durante o exercício do seu mandato.
f) Os crimes cometidos antes da diplomação serão remetidos ao STF a partir do instante da diplomação, devendo retornar ao juízo de
origem se após o fim do mandato do parlamentar o processo ainda não estiver sentenciado.
g) Deputados e Senadores não podem ser obrigados a depor sobre informações recebidas ou prestadas em razão do exercício do mandato,
possuindo direito ao sigilo da fonte sobre as pessoas que lhes confiaram ou deles receberam informações.
h) Deputados e senadores, mesmo que militares e ainda que em tempo de guerra, só poderão ser incorporados as forças armadas após
previa licença da casa legislativa a qual pertença.
i) Em relação as incompatibilidades ou vedações dos parlamentares federais, são classificadas por Jose Afonso da Silva como:
Funcionais \u2013 Quando não podem aceitar ou exercer cargo função ou emprego remunerado em entidades da administração pública direta ou
indireta;
Negociais \u2013 Quando não podem firmar ou manter contrato com órgãos da administração pública direta ou indireta, salvo quando a lei
autorizar;
Políticos: refere-se a proibição dos parlamentares de serem titulares de mais de um cargo ou mandato público eletivo.
j) Perda do Mandato dos parlamentares Federais:
- Hipóteses: Rol taxativo do art. 55 CF/88
-Dependem de votação e aprovação por maioria absoluta da casa legislativa = Incisos I, II e VI.
-Devem ser declaradas de oficio pela Mesa da respectiva casa Legislativa=Incisos III, IV e V.
DIREITO CONSTITUCIONAL \u2013 Prof. Ms. Ricardo C. Chaccur
Obs XXIX: Em relação ao Poder Executivo:
a) Funções Típicas: Pratica atos de chefia de Estado, chefia de governo e atos de administração.
b) Funções atípicas: Função legislativa, como por exemplo decretar medidas provisórias; Judiciária, como por
exemplo julgar processos administrativos
c) A primeira constituição que adotou o presidencialismo no Brasil foi a de 1891.
d) Chefe de Estado é o responsável pela representação protocolar e diplomática do Estado.
e) Chefe de governo: é o responsável pelo comando interno e administrativo.
f) No presidencialismo o mandato é determinado, tem origem nos