estatistica aula 1
8 pág.

estatistica aula 1


DisciplinaAdminitrati43 materiais406 seguidores
Pré-visualização2 páginas
16/03/2019 Disciplina Portal
http://estacio.webaula.com.br/Classroom/index.html?id=2225692&classId=1131557&topicId=2652832&p0=03c7c0ace395d80182db07ae2c30f03\u2026 1/8
Estatística aplicada
Aula 1 - Conceitos introdutórios
INTRODUÇÃO
Nesta aula, faremos um breve estudo sobre a origem da estatística.
OBJETIVOS
16/03/2019 Disciplina Portal
http://estacio.webaula.com.br/Classroom/index.html?id=2225692&classId=1131557&topicId=2652832&p0=03c7c0ace395d80182db07ae2c30f03\u2026 2/8
Apresentar o plano de ensino aos alunos.
Mostrar o mapa conceitual da disciplina.
Destacar a importância da disciplina para a empregabilidade do aluno.
Contextualizar o ensino de estatística para as ciências sociais.
16/03/2019 Disciplina Portal
http://estacio.webaula.com.br/Classroom/index.html?id=2225692&classId=1131557&topicId=2652832&p0=03c7c0ace395d80182db07ae2c30f03\u2026 3/8
ORIGEM DA ESTATÍSTICA
Vamos começar a nossa aula de hoje com um breve estudo sobre a origem da estatística. 
Ha indícios de que ha 3.000 anos atrás já se faziam censos na China, Babilônia e Egito. 
Mesmo na Bíblia, varias passagens insinuavam o use da estatística como o pedido feito a Moises de realizar um
mapeamento de quantos homens estariam aptos para a guerra. 
Por varias vezes no período Clássico e Medieval, os censos eram fonte para informação para auxiliar a coleta de
impostos. 
Cabe lembrar que a palavra censo provém do latim "Censere" que signi\ufffdca "taxar".
Cabe destacar também a utilização no século XVII dasCabe destacar também a utilização no século XVII das
Tabuas de Mortalidade que consistiam na analise exaustivaTabuas de Mortalidade que consistiam na analise exaustiva
no acompanhamento de nascimentos e mortes. Estano acompanhamento de nascimentos e mortes. Esta
analise contribuiu para o monitoramento de riscos dasanalise contribuiu para o monitoramento de riscos das
Companhias de Seguros.Companhias de Seguros.
O termo estatística vem da palavra também Latina "Status", que corresponde a informações e descrições que seriam
úteis para o estado. E desde então uma ferramenta administrativa utilizada para varias áreas como: recursos humanos,
\ufffdnanças, logística, produção e Marketing. 
Logo, Estatística é a ciência que estuda quantitativamente os fenômenos naturais ou sociais, cuja avaliação está
baseada em métodos cientí\ufffdcos de coleta, organização, apresentação e analise de dados.
Estatística Descritiva:Estatística Descritiva: que se preocupa com a organização e descrição dos dados experimentais.
Estatística Indutiva:Estatística Indutiva: (Estatística Inferencial), que cuida da sua analise e interpretação, ou seja, tirar conclusões sobre
populações com base nos resultados observados em amostras extraídas dessas populações.
Estatística Probabilística:Estatística Probabilística: representa o estudo de planejar jogadas ou estratégias de jogos de azar, bem como o risco e
o acaso em eventos futuros.
16/03/2019 Disciplina Portal
http://estacio.webaula.com.br/Classroom/index.html?id=2225692&classId=1131557&topicId=2652832&p0=03c7c0ace395d80182db07ae2c30f03\u2026 4/8
POPULAÇÃO
E um conjunto de elementos sobre o qual se faz alguns estudos ou Inferência Estatística. 
A Estatística não interessa concluir a respeito de unidades individuais de observação, mas sim de grupos, conjuntos ou
agregados, porque seu objetivo e o estudo da chamada POPULAÇÃO, a qual pode ser \ufffdnita ou in\ufffdnita. 
A população \ufffdnita é aquela em que o número de unidades de observação pode ser contado e é limitado.
Con\ufffdra agora alguns exemplos de população.
Exemplos de População In\ufffdnitaExemplos de População In\ufffdnita
Gases, líquidos e alguns sólidos, como o talco, porque as unidades não podem ser
contadas. 
 
O número de unidades de observação na população denomina-se tamanho e, no caso \ufffdnito,
o numero dessas unidades é designado pela tetra N. 
 
Em uma população realiza-se uma pesquisa estatística, observando-se todas as suas
unidades e uma ou mais características passiveis de estudos: também se identi\ufffdca a área
de abrangência, aquela que, \ufffdsicamente, limita as unidades de observação que se deseja
estudar.
Exemplos de População FinitaExemplos de População Finita
\u2022 Alunos matriculados nas escolas públicas estaduais; 
\u2022 Todas as declarações de Imposto de Renda recebidas pela Receita Federal; 
\u2022 Todas as pessoas que compram telefone celular. 
 
Uma população é in\ufffdnita se a quantidade de unidades de observação é ilimitada, ou a sua
composição é tal que as unidades da população não podem ser contadas.
Exemplos de Áreas de AbrangênciaExemplos de Áreas de Abrangência
16/03/2019 Disciplina Portal
http://estacio.webaula.com.br/Classroom/index.html?id=2225692&classId=1131557&topicId=2652832&p0=03c7c0ace395d80182db07ae2c30f03\u2026 5/8
Alunos matriculados nas escolas públicas estaduais em 1999. 
 
Todas as declarações de Imposto de Renda recebidas pela Receita Federal em 1999. Todas
as pessoas que compram telefone celular na Região Sudeste do Brasil. 
 
Ao se descrever uma população estatística, deve-se diferenciar unidades de observação das
características da população.
Exemplo de Unidade de Observação e CaracterísticasExemplo de Unidade de Observação e Características
Em uma população de municípios, uma unidade de observação é o município, o qual
apresenta muitas características, entre as quais a área, o número de habitantes e a renda
per capita.
VARIÁVEIS
Em Estatística, variável é uma atribuição de um número a cada característica da unidade de observação, ou seja, é uma
função materna tica de\ufffdnida na população. 
Quando uma característica ou variável é não numérica, denomina-se Variável Qualitativa ou Atributo.
Exemplos de Variável QualitativaExemplos de Variável Qualitativa
\u2022 Sexo 
\u2022 Religião 
\u2022 Naturalidade 
\u2022 Cor dos Olhos 
\u2022 Faixa Etária 
Uma variável qualitativa a expressa em categorias.
Exemplos de Categorias de Variáveis QualitativasExemplos de Categorias de Variáveis Qualitativas
\u2022 Em sexo: masculino e feminino; 
\u2022 Em religião: católica, judaica e protestante; 
\u2022 Em naturalidade: carioca, paulista; 
\u2022 Em cor dos olhos: castanhos, azuis e verdes; 
\u2022 Em faixa etária: ate 25 anos; de 26 a 49 anos e acima de 50 anos. 
Quando os dados são qualitativos, o interesse encontra-se, normalmente, na quantidade ou na proporção de cada
categoria em relação a população. Quando pode ser expressa numericamente, a variável estudada denomina-se
variável quantitativa.
Exemplos de Variáveis QuantitativasExemplos de Variáveis Quantitativas
Quantidade de valores de notas de uma moeda. Duração de uma bateria de telefone celular. 
As variáveis quantitativas podem ser discretas ou continuas. Variáveis discretas podem assumir apenas determinados
valores e resultam de uma contagem.
16/03/2019 Disciplina Portal
http://estacio.webaula.com.br/Classroom/index.html?id=2225692&classId=1131557&topicId=2652832&p0=03c7c0ace395d80182db07ae2c30f03\u2026 6/8
Exemplos de Variáveis Quantitativas DiscretasExemplos de Variáveis Quantitativas Discretas
Quantidade de valores de uma moeda: 1;5;10;50;100. 
Quantidade de sabores de refresco: tangerina, laranja, maracujá... 
As variáveis continuas são aquelas cujo conjunto de valores possíveis é um intervalo de números reais, resultante de
uma medição em qualquer grau de precisão.
Exemplos de Variáveis Quantitativas ContinuasExemplos de Variáveis Quantitativas Continuas
Duração de uma bateria de telefone celular: 60h,46h 37min 12s ou 39h 13min (dependendo do tipo de bateria ou da
sua utilização).
AMOSTRA
É um subconjunto, necessariamente \ufffdnito, uma parte selecionada das observações abrangidas pela população, através
da qual se faz um estudo ou inferência sobre as características da população. 
A amostra é constituída por n unidades de observação e que deve ter as mesmas características da população. Essa
coleta recebe o nome de amostragem que envolve pelo menos dois