A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
adminis finan 3

Pré-visualização|Página 1 de 3

1
a
Quest ão
U m admi nist rador de fund o de pens ões m on tou uma ca rte i ra c omp os ta de 60 % de ações da Gerda u, e o restante em ações
d a C SN. O s r eto rn os são , respect iva men te , 7% e 6% . Q ual s erá o ret or no m édi o da ca rte ira?
11 ,4%
7 ,2%
10 ,2%
6 ,6%
7 ,8%
2
a
Quest ão
U m admi nist rador de fund o de pens ões mon tou uma c a rte i ra comp osta de R$ 1 0.0 00 de aç ões B .B rasil , R$ 1 5.0 00 d e aç ões
d o Bradesc o , R$ 25 .00 0 de aç ões do Ita u . Os re to rnos s ão, respecti vame nte , 12% ,11% e 8 %. Q ual s erá o reto rn o mé dio da
cartei ra?
Gabarit o
Coment .
3
a
Quest ão
O bs ervan do as a firmat ivas : I - P ara o a dmi nist rador avess o ou ind i fe rente ao ris c o, o re torno exig id o aumenta qua ndo o
risco se e leva . C omo es s e ad mi nist rador tem med o do risco, ex ige um re to rno es perado mais al to para c omp ens ar o risc o
mais elev ado ; I I - P ara o adminis tra do r pro pens o o u i nd i ferente ao risc o , o ret orno e xig ido cai s e o r isc o aume nta .
T eoricame nte , co mo g osta de co r rer risc os , es s e t ipo de a dminist ra do r está disposto a ab ri r mão d e al gum re torn o pa ra
as sumir maiores risc os ; III - P ara o ad ministrado r i nd i fe rente ao ris c o, o re to rno exig ido nã o va ria qua nd o o nível de ris co
vai de x1 p ara x2. Es s enc ialmente , não have ria nenhu ma va riaç ão de re torno exi gida em ra zão do a ume nto de risco . É c laro
q ue ess a atitu de não fa z s en tido em quase nenhu ma s it uação e mp resarial ; A a lter nativa c orre ta s eria :
As a fi rma tiv as I e II es tão c o rre tas;
As a fi rma tiv as I e I II es tã o c or ret as ;
A penas a a firmativa I está c o rr eta ;
Nenhu ma das a firmativas está c orre ta ;
A penas a a firmativa I II está c o r reta ;
Gabarit o
Coment .
4
a
Quest ão
Supo nha que você tiv ess e c omp ra do , no i nício do a no , 1 0 0 ações de uma emp resa de pe tróle o ao p reço de $ 4 6 ,50 a
uni dad e e q ue , a o fin al dess e a no , ess a ação este ja v ale ndo $ 5 0,2 2 e ten ha re ndi do um d ivi dendo de R$ 1 ,86 . Q ual a taxa
d e re to rn o to tal do s eu inves t ime nt o?

Gabarit o
Coment .
5
a
Quest ão
O g ove rno do p resi dente Ba rack O ba ma , d os E UA , a nunc iou os det alh es de sua ú ltima rev is ão de programas que v is am
ev itar ex ecuç ões hipotecá rias , i nc luind o ma is es fo rç os pa ra red uzir os s al dos de e mp réstimos pa ra pro prie tários de imóv eis
q ue devem mais d o q ue o v alo r a tua l de suas c asas, in fo rmou o Wa ll S tre et Jo urna l . Os banc os que pa rt icipa m do H o me
A ffo rd abl e M odi fica tion P rogra m (HAMP ) s erão or ientados a re du zi r o princ i pal dos emp rés t imos p ro ble mát ic os p ara os
d eved ores q ue s ão e leg íveis pa ra ess e p ro gra ma e c u ja dí vid a hi po tec ária é m aio r d o q ue 115 % do valor a tu al d e s uas
casas. O p rinc ipal s erá re du zi do e m fases a o longo de três a nos , s e os deved or es fize re m s eus pagame ntos e m di a . [...] (O
Es tado de São P au lo o n l ine 26 /0 3 /20 10 ) A pa rtir d o tex to , pod e-s e a fi rma r q ue o p reside nte Ba rack O bama , dos EUA :
6
a
Quest ão
Q ual t ipo de a nal ise c ria c enários di fere nt es, pa ra o fe rec e r ao toma dor de decisão u ma perc epção do risc o?
a nal ise de s eto r
a nal ise de s ens ib il ida de
a nal ise de p ers pect iva
a nal ise de ret ros pect iva
a nál ise de p erc epç ão
Gabarit o
Coment .
7
a
Quest ão
U m admi nist rador fina nc ei ro m on tou uma c art eira c ompos ta d e 2 5% d e ações do Ita u, e o rest ante em aç ões d a P etr ob ras .
Os re tornos s ão, respecti vame nte , 1 0 % e 8 % . Q ual s e rá o ret orno médio d a c art eira?
8 ,5 %
9 ,5 %
12 ,5%
11 ,5%
10 ,5%
Gabarit o
Coment .
8
a
Quest ão

A a nal ise__ __ ________ ___ __ __ __ c r ia c ená ri os di fe re ntes , p ara ofe recer a o to ma dor de decisão u ma perc epção do risc o.
d e pe rs pectiv a
d e pe rc epç ão
d e vet ores
d e s ens ibi li dade
d e re trospectiv a