História Do Brasil Republicano Simulado 5
2 pág.

História Do Brasil Republicano Simulado 5


DisciplinaHistória do Brasil Republicano682 materiais4.717 seguidores
Pré-visualização2 páginas
HISTÓRIA DO BRASIL REPUBLICANO 
 
 1a Questão (Ref.: 201303147448) 
(UFF/2009 Adaptação) Segundo Antonio Barros de Castro, o café foi, entre nós, uma "cultura itinerante", "uma atividade em 
movimento", compreendendo, simultaneamente, "uma faixa pioneira, onde o café estaria penetrando; uma zona onde estaria 
consolidado e plenamente produtivo e uma região decadente, onde a cultura se encontra em regressão". (7 Ensaios sobre a economia 
brasileira). 
Aplicando a classificação contida no texto acima à cafeicultura brasileira na primeira década do século XX, é possível associar: 
A a faixa pioneira à fértil região do Oeste paulista; a região madura ao vale do Paraíba de São Paulo e o setor decadente aos velhos 
cafezais do Vale do Paraíba fluminense 
B a região do Vale do médio Paraíba à produção paulista; a frente de expansão à baixada do Rio Jequitinhonha e a área decadente 
ao oeste paulista 
C a frente pioneira de terras férteis e produtivas ao vale do Paraíba paulista; a região madura e plenamente produtiva ao vale do 
Paraíba fluminense e a área de retaguarda aos velhos cafezais da Bahia 
D a região pioneira a Cantagalo; a zona consolidada aos municípios da baixada fluminense e a área decadente a Angra dos Reis e 
Parati 
E a faixa pioneira à região de Vassouras e Valença; a área consolidada à região de Campinas e a retaguarda ao oeste do Paraná 
 
2a Questão - O controle dos votos nas eleições pelos coronéis na República das Oligarquias, era chamado de: 
A Eleições do Cacete. 
B Voto censitário. 
C Voto distrital. 
D Voto de cabresto. 
E Curral eleitoral. 
 
 3a Questão (Ref.: 201303156029) 
Leia com atenção o trecho a seguir: 
"Até Campos Sales as dissidências estaduais e a divisão entre executivo e legislativo ganhavam contornos ásperos graças às 
repercussões que encontravam na tropa e o fato de que o florianismo e demais tendências militares mesclavam-se com as oposições 
civis. Sujeitadas estas ao poder presidencial, a grande querela política limitar-se-ia às alianças e diferenças entre Governo Federal e 
Governos Estaduais ou suas oposições. Noutros tempos, voltar-se-ia formalmente aos períodos em que as oposições locais poderiam 
transformar-se em governo graças às derrubadas promovidas pelo Moderador. Campos Sales, consciente de que assim seria na falta 
de partidos e convicto de que a direção ou a orientação de um processo político "é uma função que pertence aos poucos e não à 
coletividade", propôs um "pacto oligárquico", capaz de dar cabida a um sistema baseado numa liderança que mais do que pessoal 
(como no moderador) seria "institucional". (CARDOSO, Fernando Henrique. Dos governos militares a Prudente-Campos Sales. In: 
FAUSTO, Boris. História Geral da Civilização Brasileira. Tomo III, vol. 2. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2006. pp.17-57.p. 64) 
O autor está se referindo ao seguinte arranjo político: 
A O militarismo. 
B O jacobinismo. 
C A política dos Governadores. 
D O encilhamento. 
E O civilismo. 
 
 4a Questão (Ref.: 201303160217) 
Os movimentos de Canudos e Contestado: 
A Defendiam idéias monarquistas, exaltando a igura de Dom Pedro II. 
B Receberam apoio da Igreja católica, em especial de padres de localidades próximas. 
C Atemorizaram os governos republicanos, sendo por essa razão aniquilados. 
D Foram lideradas por homens desvinculados das tradições locais. 
E Propuseram a reforma agrária, tomando as fazendas dos ricos agricultores. 
 5a Questão (Ref.: 201303147460) 
(UFF 2002/Adaptação) A questão da qualidade de vida já aparecia, no início do século XX, na reforma urbana realizada pelo prefeito 
Pereira Passos na cidade do Rio de Janeiro. Identifique a opção que revela características dessa reforma. 
A Possibilitou que os grupos monarquistas fizessem da capital uma cidade-corte, privilegiando o embelezamento em detrimento da 
utilidade econômica e política da cidade do Rio de Janeiro. 
B Imitou as reformas de Paris realizadas pelo Barão Haussmann em 1850, trazendo para o Rio de Janeiro um modo de vida europeu. 
Entretanto, os vestígios da arquitetura colonial permaneceram no centro da cidade devido à força política dos proprietários dos 
cortiços. 
C Associou beleza e saneamento ao considerar que, em uma cidade moderna, além de se construírem avenidas e jardins, devia-se 
cuidar, também, das instalações de água e esgoto, eliminando-se os odores fétidos e combatendo-se a falta de asseio de seus 
habitantes. 
D Transformou a cidade-capital em cidade moderna, o que representou o avanço brasileiro em direção ao modelo europeu. Pereira 
Passos manteve o centro como cidade portuguesa e atuou, apenas, nas áreas periféricas. 
E Atendeu às reivindicações de engenheiros e médicos que queriam uma cidade limpa, saneada, com características exclusivamente 
brasileiras e sem nenhuma semelhança com Paris. 
 
 6a Questão (Ref.: 201303602967) 
Sobre a Guerra do Contestado, ocorrida entre 1912 e 1918, na região sul do país, assinale a alternativa INCORRETA: 
A A situação na região ficou muito complicada em 1911, quando um grupo de moradores foi removido de suas casas por causa 
da construção de uma ferrovia e da atuação de uma grande empresa madeireira. 
B Os rebeldes seguiram as ideias e liderança do Monge José Maria, que guiou os fiéis por vitoriosas batalhas até a Revolta ser 
definitivamente controlada pelo governo, em 1918. 
C A Guerra do Contestado pode ser compreendida a partir de um contexto histórico de transformações estruturais na sociedade 
brasileira, desencadeado após a proclamação da República. 
D A figura de José Maria foi fundamental para o movimento, que assim como a Guerra de Canudos, pode ser considerado um 
movimento messiânico. 
E O contestado era a região limítrofe entre Santa Catarina e Paraná, chamada dessa forma porque a sua posse era alvo das 
disputas entre os governos dos dois estados. 
 
 7a Questão (Ref.: 201303160351) 
Podemos afirmar sobre as imigrações no Brasil, no final do século XIX e início do século XX, 
A Ganharam força até para o vale amazônico, em torno do ciclo da borracha e seu peso no mercado externo. 
B Não aconteceram de fato, sendo um grande mito criado a partir da década de 30. 
C Desenvolveram-se de forma bastante aleatória, sem uma política de migrações discutida pelas elites econômicas e políticas do 
país. 
D Modificaram demograficamente a região nordestina do Brasil na mesma proporção que mudaram a composição dos habitantes 
do sul do país. 
E Conferiram um perfil radicalmente distinto à economia nacional até praticamente os anos 30 com a intensa chegada de 
portugueses, italianos e alemães. 
 
 8a Questão (Ref.: 201303160360) 
 
Discuta as continuidades e rupturas da transição brasileira entre a monarquia e a república. 
Sua Resposta: 
 
9a Questão - Apresente a situação e as reivindicações da classe operária na Primeira República. 
Sua Resposta: 
 
10a Questão - Com relação à chamada Revolta da Chibata, assinale, abaixo, a afirmação INCORRETA. 
A A revolta de 22 de novembro de 1910 precisa ser vista tão somente como o estopim que detonou violentamente uma 
insatisfação acumulada durante anos. 
B Apesar da determinação dos marinheiros revoltosos, os castigos físicos ainda perduraram por muito tempo na Marinha de 
Guerra brasileira. 
C O momento da punição era, sobretudo, um ritual simbólico destinado a disciplinar os marinheiros subalternos. 
D Essa revolta foi violentamente reprimida e vários marujos foram presos, entre eles o próprio João Cândido. 
E Por tradição, a Marinha era uma força militar cujos quadros superiores eram originários da aristocracia, mas os marujos eram 
recrutados entre os setores mais pobres da população, tornando a convivência entre superiores e subalternos muito difícil, 
principalmente se levarmos em conta a mentalidade senhorial típica de uma aristocracia escravocrata.