História Do Brasil Republicano Simulado 6
2 pág.

História Do Brasil Republicano Simulado 6


DisciplinaHistória do Brasil Republicano682 materiais4.735 seguidores
Pré-visualização2 páginas
HISTÓRIA DO BRASIL REPUBLICANO 
1a Questão - A Revolta da Chibata, ocorrida na Capital Federal em 1910, foi um grande movimento social da Primeira República. 
Analise as assertivas abaixo sobre as principais interpretações historiográficas acerca deste episódio: I- Podemos entender a eclosão 
do movimento a partir da perspectiva da escravidão no Brasil como um "cancro social". Dessa maneira, um exemplo desse tipo de 
permanência foi o costume dos oficiais da Marinha brasileira em punir com chibatadas os desvios de conduta dos marujos que, em sua 
grande maioria, eram negros. II- A Revolta pode ser interpretada como um "movimento messiânico", tal qual a Guerra de Canudos. Pois 
seu líder, João Cândido, era considerado um libertador por aqueles que seguiam suas ideias. III- A eclosão do movimento dos 
marinheiros pode ser compreendido a partir da resistência desenvolvida por aqueles que sentiam, na pele, as consequências da 
segregação racial e que lutavam por seu direito à cidadania. Assinale a alternativa correta: 
A Se apenas as alternativas I e III estiverem corretas. 
B Se apenas a alternativa I estiver correta. 
C Se todas as afirmativas estiverem corretas. 
D Se apenas as alternativas II e III estiverem corretas. 
E Se apenas as alternativas I e II estiverem corretas. 
 
2a Questão - A proclamação da República em 15 de novembro de 1889 é considerada pela historiografia recente: 
A Uma reação das oligarquias ao fim da escravidão. 
B Uma reação das oligarquias ao poder da Igreja Católica. 
C Uma ruptura entre liberais republicanos e as oligarquias rurais. 
D Um golpe militar liderado por Deodoro da Fonseca. 
E Uma reação da burguesia urbana ao autoritarismo do Imperador Pedro II. 
 
 3a Questão - (UFF 2002/Adaptação) Decorridos vinte anos da República as desigualdades regionais aprofundaram-se. Assinale a 
opção que apresenta um comentário correto e coerente com a informação: 
A O boom da expansão cafeeira sobre o Oeste paulista explica a concentração de ferrovias construídas na Região Sudeste. 
B A expansão da cafeicultura no Estado do Rio de Janeiro, devida à incorporação de terras virgens para o plantio do produto, 
determinou a concentração da malha ferroviária na Região Sudeste. 
C A tecnologia ferroviária esteve ausente da Região Norte, em função da total inexistência de produtos para exportação. 
D Na Região Sul, a pecuária e a produção agrícola eram desenvolvidas, exclusivamente, por imigrantes e encontravam-se em 
completo abandono. Isso justifica a menor incidência de ferrovias no sul do país. 
E A agroindústria açucareira e a produção algodoeira do nordeste viviam um momento de apogeu inaugurado pelo início do novo 
século, mas, o escoamento desses produtos era dificultado pela ausência de ferrovias na região. 
 
4a Questão - Em relação à cidadania política das camadas populares durante a Primeira República podemos afirmar, EXCETO: 
A A participação política dos grupos populares se deu através de formas alternativas como a atuação em revoltas urbanas e 
rurais e a organização do movimento operário. 
B A ordem liberal era profundamente antidemocrática, excluía da participação política os analfabetos e retirava a obrigação do 
governo de fornecer instrução primária. 
C As revoltas rurais e urbanas como Canudos e Revolta da Vacina demonstram o caráter excludente e hierarquizado da política 
brasileira. 
D O voto por ser obrigatório era a única garantia de participação política das camadas populares, embora ocorressem muitas 
fraudes e o voto de cabresto. 
E Foi praticamente nula participação popular durante a proclamação da República e as tentativas posteriores de participação 
formal na política foram praticamente derrotadas. 
 
5a Questão - Sobre o movimento operário brasileiro pode-se afirmar corretamente que: 
A O governo de Marechal Floriano, o Estado autoritário que se instituiu no país aumentou a fiscalização sobre os sindicatos 
operários, consolidou uma legislação que regia as relações de trabalho e cerceava a organização política dos trabalhadores. A 
greve se tornava ilegal e os sindicatos tornaram-se órgãos assistencialistas e burocráticos. 
B Começa a se constituir a partir da entrada dos imigrantes italianos e alemães nas indústrias do sudeste brasileiro, no início do 
século XX, e tem muitas dificuldades para organizar uma imprensa operária que divulgasse suas reivindicações, daí a 
inexistência de periódicos operários nos primeiros anos da república, sendo os primeiros a circular sendo escritos em italiano e 
alemão. 
C Havia uma hegemonia da ideologia socialista entre os operários brasileiros nas primeiras décadas do século XX, influenciados 
pelos ideais marxistas, propagados pela vitoriosa Revolução Russa de 1917, o que os levou a pregar, como grande instrumento 
de luta contra os patrões, todo poder aos sindicatos, o que gerou um movimento ludista no Brasil. 
D O sindicalismo brasileiro surge por conta de influências anarquistas e socialistas, disseminados entre os imigrantes, tendo seus 
dois primeiros centros de organização São Paulo, nas indústrias, e no Rio de Janeiro, no cais do porto. 
E Com a ascensão de Getúlio Vargas ao poder, em 1930, é publicada a Lei de Sindicalização(1931), que protegia o trabalhador 
nacional, pois proibia a entrada de imigrantes europeus para trabalhar nas indústrias nacionais que se espalhavam por todo o 
país, ao mesmo tempo que instituía o salário mínimo e criava o livre sindicalismo. 
6a Questão - A relação entre imigrantes e proprietários, conflituosa de início, foi se modificando aos poucos na medida em que o 
sistema de pagamento foi se tornando mais sofisticado. A principal transformação consistiu na substituição da parceria pelo colonato. 
Selecione, dentre as alternativas abaixo, aquela que melhor define o colonato. 
A O colonato representava uma relação de trabalho na qual o colono recebia uma determinada extensão de terra onde deveria 
cultivar uma quantia previamente acertada de café e, em troca, poderia usar parte dessa terra para cultivar produtos para sua 
subsistência, recebendo uma quantia em dinheiro de acordo com a quantidade de café que entregasse ao proprietário do 
cafezal. 
B No colonato, os colonos plantavam o café e cuidavam do cultivo por um período que variava de quatro a seis anos. Os 
trabalhadores não recebiam salários, mas poderiam utilizar a terra para produzir gêneros de interesse próprio, que poderiam ser 
destinados tanto à subsistência quanto ao comércio local. 
C No colonato os imigrantes se responsabilizavam pelo cultivo do cafezal, recebendo por isso dois pagamentos anuais: o primeiro 
acontecia no momento do plantio de um número previamente estabelecido de pés de café, e o segundo na ocasião da colheita. 
D O colonato não serviu para estabilizar as relações de trabalho existentes e nem eliminou os problemas entre colonos e 
fazendeiros. 
E O colonato foi responsável por inúmeros desentendimentos entre colonos e donos de terra em virtude das constantes tentativas 
destes em procurar enganar aqueles, pagando-lhes sempre um salário menor do que o que fora acordado. 
 
7a Questão - "Nesta república monstruosa, onde não há justiça, nem instrução, nem eleição, nem responsabilidades, a bandeira da 
federação é a bandeira negra do corso cobrindo toda as depredações da pirataria política." [Martim Soares. O Babaquara: subsídio para 
a história da oligarquia no Ceará. Rio de Janeiro, s/ed., 1912.] O texto faz menção aos mecanismos de dominação política que foram 
instaurados na Primeira República, mostrando como a nova configuração do poder transitou por ambigüidades que dificultaram a 
consolidação de um regime representativo em nosso país, o exercício da cidadania e o respeito à "coisa pública". Expedientes políticos 
de manipulação do processo eleitoral, tais como o voto de cabresto, a eleição a bico de pena, o voto dos mortos, a falsificação