D FISICA 3

D FISICA 3


DisciplinaFísica III17.137 materiais197.524 seguidores
Pré-visualização1 página
1 Duas esferas eletrizadas encontram-se no vácuo distantes horizontalmente 1m uma da outra. Sendo as cargas de cada uma delas igual a Q1 = 6x10-9 C e Q2= -2x10-8 C, podemos afirmar que a intensidade da força de interação eletrostática entre as duas esferas vale aproximadamente: (Considere a constante eletrostática no vácuo como 9 x10 9).
R;1x10^-6 N
2 Dois resistores, A e B, estão ligados em paralelo e sua resistência equivalente é 8 ohms. Sendo a resistência de A quatro vezes maior que a de B, podemos afirmar que a resistência de A, em ohms, é:
	
R;40.
3 Durante um experimento, um eletricista aplicou uma ddp de 110 V nas extremidades de um fio de 10m de comprimento e secção transversal de área 2,2mm2. O eletricista então mediu a intensidade de corrente elétrica no fio, obtendo 10 A e calculou a resistividade do material que constitui o fio. Podemos afirmar que o valor encontrado pelo eletricista foi, em O.mm2/m, igual a:
R;2,4
4 Durante um experimento, um estudante realizou medidas em um determinado resistor, a uma temperatura
constante. Essas medidas originaram um gráfico de diferença de potencial (V) versus corrente ( i ) ,que está
mostrado abaixo. Com base ensses dados, podemos afirmar que para uma corrente de 0,3A, a resistência elétrica
do resistor será igual a:
R;100O
5 Durante uma atividade no laboratório de física, um estudante, utilizando uma luva de material isolante, encostou
uma esfera metálica A, carregada com carga +8 µC, em outra esfera metálica B, idêntica e eletricamente neutra.
Em seguida, encosta a esfera B em outra C, também idêntica e elétricamente neutra. Podemos afirmar que a carga
de cada uma das esferas medida pelo estudante ao final dos processos descritos foi :
R;+2 µC
6 Determine a magnitude da força elétrica em um elétron no átomo de hidrogênio, exercida pelo próton situado no núcleo atômico. Assuma que a órbita eletrônica tem um raio médio de d = 0,5.10-10 m.
 
Gabarito: 
Sabemos que a carga elétrica do elétron é -1,6.10-19C e a carga do próton 1,6.10-19C, na aplicação da Lei de Coulomb temos:
 F=K*q*Q/d^2=(9*10^9)*(1,6*10^-9)*1,6*10^-19/(0,5*10^-10)^2
F=23,04*10^-29/0,25*10^-20=9,2*10^-8N
A direção da força no elétron é a mesma da linha que liga as duas partículas. Como as cargas têm sinais opostos então a força é atrativa.
7 Durante um experimento, um estudante realizou medidas em um determinado resistor, a uma temperatura constante. Essas medidas originaram um gráfico de diferença de potencial (V) versus corrente ( i ) ,que está mostrado abaixo. Com base ensses dados, podemos afirmar que para uma corrente de 0,3A, a resistência elétrica do resistor será igual a:
 
R= 100O
8 Durante um experimento, um estudante realizou medidas em um determinado resistor, a uma temperatura
constante. Essas medidas originaram um gráfico de diferença de potencial (V) versus corrente ( i ) ,que está
mostrado abaixo. Com base ensses dados, podemos afirmar que para uma corrente de 0,3A, a resistência elétrica
do resistor será igual a: 
R= 100O
9 Determine a magnitude da força elétrica em um elétron no átomo de hidrogênio, exercida pelo próton situado no núcleo atômico. Assuma que a órbita eletrônica tem um raio médio de d = 0,5.10-10 m.
R= Sabemos que a carga elétrica do elétron é -1,6.10-19C e a carga do próton 1,6.10-19C, na aplicação da Lei de Coulomb temos:
9,2x10^-8 n
10 Durante um experimento, um eletricista aplicou uma ddp de 110 V nas extremidades de um fio de 10m de comprimento e secção transversal de área 2,2mm2. O eletricista então mediu a intensidade de corrente elétrica no fio, obtendo 10 A e calculou a resistividade do material que constitui o fio. Podemos afirmar que o valor encontrado pelo eletricista foi, em O.mm2/m, igual a:
R= 2,4
11 Dada uma câmara de bolhas, com campo magnético perpendicular à folha deste papel e orientado para fora desta, se inserirmos uma partícula com carga positiva (com intensidade de 4,8x10-19C), com velocidade vetor v (de módulo igual a 2x10-3m/s, perpendicular ao
1 ponto
vetor campo magnético B (módulo igual a 1 T), teremos uma força de intensidade:
R= 3,2 x 10-22 N
12 Dada uma câmara de bolhas, com campo magnético perpendicular à folha deste papel e orientado para fora desta, se inserirmos uma partícula com carga positiva (com intensidade de 4,8x10-19C), com velocidade vetor v (de módulo igual a 2x10-3m/s, perpendicular ao vetor campo magnético B (módulo igual a 1 T), teremos uma força de intensidade:
R= 9,6 x 10^-16 N
13 Durante o ensaio de tração, o corpo passa pelo regime de deformação elástica e pelo regime de deformação plástica. Considerando a recuperação macroscópica do corpo de prova, conceitue o primeiro tipo de deformação.
R=
Gabarito:
Deformação elástica é aquela em que o corpo recupera suas dimensões originais após a retirada da carga.
14 Durante um experimento, um estudante realizou medidas em um determinado resistor, a uma temperatura constante. Essas medidas originaram um gráfico de diferença de potencial (V) versus corrente ( i ) ,que está mostrado abaixo. Com base ensses dados, podemos afirmar que para uma corrente de 0,3A, a resistência elétrica do resistor será igual a:
R= 100
15 Dois ímãs estão dispostos em cima de uma mesa de madeira, conforme a figura anterior. F1 é a força que o ímã II exerce sobre o ímã I, enquanto que este exerce uma força F2 sobre o ímã II. Considerando que F1 e F2 representam os módulos dessas duas forças, podemos afirmar que:
 
R= F1 = F2 diferente 0
16 Dois fios longos, retos e paralelos, situados no vácuo, são percorridos por correntes contrárias, com intensidade 2A e 4A, e separadas entre si de 20 cm. Calcule a intensidade do vetor indução magnética resultante no ponto P, equidistantes dos referidos fios, conforme indicado na figura abaixo.
 
R= 1,2x10-5T
Dois fios longos e paralelos de cobre, com 2,5 mm de diâmetro, conduzem correntes de 10 A em sentidos opostos. Se os eixos centrais dos fios estão separados por uma distância de 20 mm, determine o fluxo magnético por metro de fio que existe no espaço entre os fios. (µ0 = 4p x 10^-7 Tm/A; p = 3,14)
r: 1,3 x 10^-5 Tm
17 Dispõe-se de um capacitor de placas planas e paralelas com capacitância de 1 mF. Deseja-se que haja uma corrente de deslocamento entre as placas do capacitor igual a 1,0 A. Qual a variação da diferença de potencial que deve existir nas extremidades deste capacitor?
 
Dados: id = C.dV/dt
R= 1.106 V/s
18 De acordo com a lei de Faraday-Lenz, pode-se afirmar que: i) Existirá uma corrente elétrica induzida em uma espira circular quando houver variação no fluxo magnético que atravessa a espira; ii) Se o fluxo magnético através da espira não variar com o passar do tempo, então, não haverá corrente elétrica induzida na espira; iii) A corrente elétrica induzida em uma espira circular terá o mesmo sentido da variação do fluxo do campo magnético. A única alternativa correta é?	
Quest.: 6
R= 	i e ii estão corretas e iii está errada.
19