DIREITO AMBIENTAL 2014-1.pdf
181 pág.

DIREITO AMBIENTAL 2014-1.pdf


DisciplinaAmbiental1.404 materiais4.802 seguidores
Pré-visualização50 páginas
CONA-
MA n. 1/86. A lista de atividades que consta do artigo 2º, da referida Resolução é, 
pois, exemplifi cativa. Quer dizer que se o órgão ambiental competente entender que 
uma atividade, ainda que não listada, tenha potencial para causar signifi cativo impacto 
ambiental, desde que devidamente motivada, a determinação pela realização do EIA/
RIMA está dentro da esfera de discricionariedade da administração pública. Por sua vez, 
DIREITO AMBIENTAL
FGV DIREITO RIO 90
se a atividade estiver listada, mas o órgão ambiental entender que não há potencial para 
causar signifi cativo impacto ambiental, em tese \u2013 segundo dispõe o parágrafo único 
do artigo 3º, da Resolução CONAMA n. 237/97, poder-se-ia dispensar a exigência do 
EIA/RIMA. Dispõe o referido dispositivo que \u201c[o] órgão ambiental competente, verifi -
cando que a atividade ou empreendimento não é potencialmente causador de signifi cativa 
degradação do meio ambiente, defi nirá os estudos ambientais pertinentes ao respectivo pro-
cesso de licenciamento.\u201d Entretanto, esse entendimento não é pacífi co e, por vezes, por 
provocação do Ministério Público, o Poder Judiciário determina a realização de EIA/
RIMA quando dispensado pelo órgão ambiental competente.
Por ser a mais complexa espécie de avaliação ambiental, o EIA/RIMA é custoso e, 
frequentemente, responsável por signifi cativo aumento no valor total do empreendi-
mento. Por isso, a exigência desse tipo de avaliação para projetos de pequeno ou médio 
impacto não se mostra efi ciente. Logo, outras espécies de avaliação de impacto ambien-
tal podem e devem ser utilizadas para os casos de obras ou atividades que não tenham 
potencial de causar signifi cativo impacto ambiental. São outros exemplos de avaliações 
ambientais: relatório de controle ambiental; projeto de controle ambiental, programa 
de recuperação de áreas degradadas, estudo de viabilidade ambiental, relatório de ava-
liação ambiental, estudo ambiental simplifi cado, estudo de sísmica, relatório ambiental 
simplifi cado e avaliação ambiental estratégica.
A diferença entre o estudo prévio de impacto ambiental (EIA) e o relatório de im-
pacto ao meio ambiente (RIMA), está na natureza das informações. O EIA é complexo, 
elaborado por equipe técnica, científi ca e multidisciplinar especializada. Utiliza termos 
pouco conhecidos para a maioria da população. Não é acessível ao leigo. Por isso, de-
manda de relatório simplifi cado, com termos acessíveis e que comuniquem efi cazmente 
as informações técnicas e científi cas contidas no seu todo. Esse relatório é o RIMA. Do-
cumento de comunicação das informações do EIA com a sociedade em geral, garantido 
a qualifi cação da participação popular no acompanhamento e controle dos processos de 
licenciamento ambiental.
O procedimento para convocação e estruturação de audiência pública para discus-
são do EIA/RIMA é regulamentado pela Resolução CONAMA n. 9/87. De acordo 
com o artigo 2º da referida resolução, \u201c[s]empre que julgar necessário, ou quando for 
solicitado por entidade civil, pelo Ministério Público, ou por cinquenta ou mais cidadãos, 
o Órgão de Meio Ambiente promoverá a realização de audiência pública.\u201d O intuito da 
audiência pública regulada pela Resolução CONAMA n. 9/87 é \u201c...expor aos inte-
ressados o conteúdo do produto em análise e do seu referido RIMA, dirimindo dúvidas e 
recolhendo dos presentes as críticas e sugestões a respeito.\u201d (artigo 1º). Quando requisi-
tada, a \u201caudiência pública deverá ocorrer em local acessível aos interessados.\u201d (artigo 2º, 
§ 4º). Para os casos complexos e dependendo da localização geográfi ca, \u201cpoderá haver 
mais de uma audiência pública sobre o mesmo projeto de respectivo Relatório de Impacto 
Ambiental \u2013 RIMA.\u201d (artigo 2º, § 5º).
DIREITO AMBIENTAL
FGV DIREITO RIO 91
ATIVIDADES
1. Qual a diferença entre Avaliação de Impacto Ambiental (AIA) e Estudo / 
Relatório de Impacto Ambiental (EIA/RIMA)?
2. Qual a diferença entre Estudo e Relatório de Impacto Ambiental?
3. Qual a fi nalidade destes instrumentos (AIA / EIA / RIMA)?
4. De que forma a avaliação de impacto ambiental pode atuar como instrumen-
to de redução de incertezas?
5. Por que a redução de incertezas é importante para o direito ambiental?
6. Qual a relação existente entre avaliação de impacto ambiental e os princípios 
da precaução e prevenção?
7. Questão do concurso para Procurador do Município, Manaus, 200652:
 No curso de processos de licenciamento ambiental, o estudo de impacto 
ambiental e seu respectivo relatório (EIA/RIMA):
a. São sempre exigíveis.
b. São em princípio exigíveis, podendo ser dispensados por livre decisão do 
órgão licenciador.
c. São em princípio exigíveis, podendo ser dispensados pelo órgão licen-
ciador se o impacto ambiental não for signifi cativo.
d. Não são em princípio exigíveis, mas podem sê-lo por livre decisão do 
órgão licenciador.
e. Não são em princípio exigíveis, mas podem sê-lo pelo órgão licenciador 
se o impacto ambiental for signifi cativo.
8. Questão retirada do concurso para Analista Ambiental CPRH/PE, 2006:
 Leia as afi rmativas que seguem:
a. O empreendedor e os profi ssionais que subscrevem o Estudo de Impac-
to Ambiental são responsáveis pelas informações apresentadas, sujeitan-
do-se às sanções administrativas, civis e penais.
b. O órgão ambiental competente, apesar de verifi car que a atividade ou 
o empreendimento não é potencialmente causador de signifi cativa de-
gradação ambiental, poderá mesmo assim exigir os estudos ambientais 
pertinentes ao respectivo processo de licenciamento.
c. É obrigatória a elaboração de Estudo de Impacto ambiental para: os 
distritos industriais, as estradas de rodagem com duas ou mais faixas de 
rolamento, os postos de abastecimento de combustível, e os gasodutos.
Está(ão) incorreta(s) apenas:
a. A afi rmativa (a).
b. A afi rmativa (b).
c. A afi rmativa (c).
d. As afi rmativas (a) e (c).
e. As afi rmativas (a) e (b).
52. As questões 5 a 11 foram extra-
ídas da seguinte obra: Antônio F. G. 
Beltrão, Manual de Direito Ambiental, 
Editora Método, 2008, pp. 192-199.
DIREITO AMBIENTAL
FGV DIREITO RIO 92
9. Questão retirada do concurso para Analista Ambiental CPRH/PE, 2006:
 Leia as afi rmativas que seguem:
a. O RIMA é parte integrante do Estudo de Impacto Ambiental.
b. As diretrizes a serem seguidas para a elaboração do Estudo de Impacto 
Ambiental são determinadas exclusivamente pelo órgão competente que 
realizar o licenciamento ambiental.
c. Durante o período de análise técnica, o RIMA deve estar disponível ao 
público no órgão ambiental estadual, observado o sigilo industrial.
Está(ao) correta(s)
a. Apenas a afi rmativa \u201ca\u201d.
b. Apenas a afi rmativa \u201cc\u201d.
c. Apenas as afi rmativas \u201ca\u201d e \u201cb\u201d.
d. Apenas as afi rmativas \u201ca\u201d e \u201cc\u201d.
e. As afi rmativas \u201ca\u201d, \u201cb\u201d e \u201cc\u201d.
10. Questão retirada do concurso para Analista Ambiental CPRH/PE, 2006:
 Leia as afi rmativas que seguem:
a. Compete ao órgão ambiental estadual exigir Estudo de Impacto Ambiental 
dos empreendimentos e atividades localizados ou desenvolvidos em mais 
de um Município ou em unidades de conservação de domínio estadual.
b. Compete ao IBAMA exigir Estudo de Impacto Ambiental dos empre-
endimentos e atividades localizados ou desenvolvidos nas fl orestas e de-
mais formas de vegetação natural de preservação permanente relaciona-
das no artigo 2º da Lei Federal n.º 4.771/65.
c. Em regra, é de competência do órgão ambiental estadual exigir Estudo 
de Impacto Ambiental dos empreendimentos e atividades localizados 
em dois ou mais Estados.
Está(ão) correta(s) apenas:
a. A afi rmativa \u201ca\u201d.
b. A afi rmativa \u201cb\u201d.
c. A afi rmativa \u201cc\u201d.
d. As afi rmativas \u201ca\u201d e \u201cb\u201d.
e. As afi rmativas \u201ca\u201d e \u201cc\u201d.
11. Questão retirada do concurso para Analista Ambiental CPRH/PE, 2006
 Leia as afi rmativas que seguem:
a. O Estudo de Impacto Ambiental deverá
Elena
Elena fez um comentário
Excelente material de apoio. Muitíssimo grata.
1 aprovações
Suzyane
Suzyane fez um comentário
o site era útil, mas agora não é mais, uma vez que só conseguimos visualizar online e não temos mais a opção de baixar os arquivos, que são enviados por nós, alunos. Uma pena!
2 aprovações
robson
robson fez um comentário
O Governador do Estado, após estudos técnicos do órgão ambiental, criou um Parque Estadual numa serra de Mata Atlântica, por meio de um decreto do Poder Executivo. Posteriormente, após consulta à população residente na sua área de amortecimento, diminuiu a sua extensão territorial, por meio de outro decreto do Executivo. Tais medidas são constitucionais e legais? Justifique e fundamente as respostas... Veja mais
0 aprovações
Lincoln
Lincoln fez um comentário
Agora tem que pagar para abrir arquivos, lixo de site.
1 aprovações
abiqueila
abiqueila fez um comentário
Não consigo abrir
3 aprovações
Carregar mais