APLICAÇÃO DOS RECURSOS FINANCEIROS NO SISTEMA MUNICIPAL DE SAÚDE DE UNAÍ NO PERÍODO DE 2010 A 2013
18 pág.

APLICAÇÃO DOS RECURSOS FINANCEIROS NO SISTEMA MUNICIPAL DE SAÚDE DE UNAÍ NO PERÍODO DE 2010 A 2013


DisciplinaDireito Administrativo I60.959 materiais1.080.404 seguidores
Pré-visualização6 páginas
organização de serviços de saúde. (2013, p.156) 
Contudo o financiamento da assistência farmacêutica é subdividido e duas partes, parte 
financeira fixa e parte financeira variável. A primeira é destinada ao financiamento em 
valores per capita para obtenção de medicamentos e insumos da assistência 
farmacêutica da atenção básica. O segundo destina-se ao custeio dos Programas 
Hipertensão e Diabetes, Asma e Rinite, Saúde Mental, Saúde da Mulher, Alimentação e 
Nutrição e Combate ao Tabagismo. 
3 METODOLOGIA 
A máxima desse estudo foi à inexistência de interferência por parte dos pesquisadores na 
análise dos dados, caracterizando assim uma pesquisa descritiva. E se tratando de 
dados numéricos, a pesquisa foi feita a partir de uma abordagem quantitativa 
comparando esses dados entre os anos os quais foram estipulados, limitando-se em 
descrevê-los com um objetivo informativo além do didático, pois além de informar a 
população ao verificar se os percentuais mínimos estão sendo cumprida, deixa aos 
futuros pesquisadores do tema tais percentuais e suas referências para apoiar em 
pesquisas futuras. 
3.1 Tipo e descrição geral da pesquisa (técnicas de pesquisa ou estratégias 
escolhidas para coletar os dados) 
Seguindo o raciocínio lógico do objetivo geral da pesquisa, que é descrever a aplicação 
dos recursos financeiros no sistema de saúde pública de Unaí no período de 2010 a 
2013, destaca-se logo que se trata de um estudo do tipo descritivo, já que \u201cos fatos são 
observados, registrados, analisados, classificados e interpretados, sem que o 
pesquisador interfira neles\u201d (ANDRADE, 2010, p.112). 
Esses \u201cfatos\u201d foram índices percentuais específicos sobre os recursos financeiros que 
foram considerados de maior relevância, retirados do SIOPS resguardando-se os dados 
ao período de tempo proposto, para que pudesse ser feita uma comparação entre os 
anos, caracterizando assim uma abordagem quantitativa. 
Ao usar esses índices específicos de maior relevância aos objetivos de pesquisa, 
buscando alcançar, a partir desses, o objetivo geral, caracterizou-se pelo uso do método 
indutivo, que \u201cpossibilita o desenvolvimento de enunciados gerais sobre as observações 
acumuladas de casos específicos [...]\u201d (OLIVEIRA, 1999, p.60). 
11
11 
 
 
Esses dados foram transcritos pelos pesquisadores em tabelas e gráficos, porém quanto 
a sua origem são de fonte documental secundária, definindo o presente estudo como de 
fontes secundárias, que consiste em todo trabalho feito com base em outro de fonte 
original ou primária. A característica que os difere é o fato de não produzir uma 
informação original, mas sobre ela trabalhar, procedendo à análise, ampliação, 
comparação. 
3.2 Caracterização da organização, setor ou área do objeto de estudo 
Como é o capital público que financia toda a infraestrutura do SUS, é de interesse da 
população saber como esse dinheiro vem sendo empregado, e se as obrigações mínimas 
estipuladas pela lei vêm sendo cumpridas por seus representantes na administração do 
bem público. Assim, com o objetivo de disponibilizar informações sobre a atividade 
financeira da saúde de todos os entes federados, foi institucionalizado em 2000, o 
SIOPS. 
Esse sistema é totalmente digital, e os resultados são contabilizados de acordo com as 
porcentagens as quais estão dispostas nas legislações fiscais como o § 3º do art. 198 da 
Constituição Federal, incluído pela EC 29/2000, e regulamentado pela LC 141/2012. 
Ademais esses dados da receita e despesa total do município são inseridos no sistema 
através do preenchimento de um formulário no software, esse que faz automaticamente 
toda a formulação ou contabilização de acordo com o predisposto nas leis acima citadas 
obtendo o resultado dos mesmos dados voltados unicamente à área da saúde. 
A presente pesquisa utilizou desse sistema extraindo indicadores por ente federado e o 
Relatório Resumido de Execução Orçamentária (RREO) que possibilitaram a analise 
documental para conferir se a aplicação mínima dos recursos prevista por lei está sendo 
cumprida pelo município. 
3.3 Instrumentos de pesquisa 
Como explicitado no item anterior, à pesquisa utilizou o sistema público SIOPS para 
buscou informações que contribuiriam para alcançar os objetivos da pesquisa. Esse 
sistema possui diversos tipos de informações sobre a atividade financeira do sistema de 
saúde em todas as esferas de governo, incluindo a esfera municipal a qual o presente 
estudo se limita a abordar. Tais informações estão disponibilizadas em dois instrumentos 
usados para quantificar dados sobre as finanças. Instrumentos esses que os 
pesquisadores julgaram necessários para que os objetivos pudessem ser alcançados são 
os Indicadores por ente federado e o RREO. 
12
12 
 
 
Sobre os indicadores, a Secretaria Executiva do Ministério da Saúde apresenta um 
quadro que está presente em ANEXO A e explica de sua composição em nota técnica 
(2009, p.2): 
Os indicadores são majoritariamente índices, constituídos por contas 
contábeis no numerador e no denominador, que visam atingir objetivos 
específicos. Os indicadores foram implementados no SIOPS em 2002, 
sendo que os iniciados pelo dígito 1 referem-se às receitas; os iniciados 
pelo dígito 2 referem-se às despesas e os iniciados pelo dígito 3, 
correlacionam receitas e despesas. 
Também explica sobre o funcionamento de um dos instrumentos (RREO) a Secretaria do 
Tesouro Nacional (2009, p.6), explicitando que é uma obrigação dos entes federados 
executarem tal relatório, ressaltando que tal ente responsável no município de Unaí é a 
Secretaria Municipal de Saúde: 
O RREO e seus demonstrativos abrangerão os órgãos da Administração 
Direta e entidades da Administração Indireta, de todos os Poderes, 
constituídos pelas autarquias, fundações, fundos especiais, empresas 
públicas e sociedades de economia mista que recebem recursos dos 
Orçamentos Fiscais e da Seguridade Social, inclusive sob a forma de 
subvenções para pagamento de pessoal ou de custeio em geral ou de 
capital, excluídos, no último caso, aqueles provenientes de aumento de 
participação acionária. O RREO será elaborado e publicado pelo Poder 
Executivo da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios. O 
RREO deverá ser assinado pelo Chefe do Poder Executivo que estiver 
no exercício do mandato na data da publicação do relatório, ou por 
pessoa a quem ele tenha legalmente delegado essa competência, 
qualquer dos dois deve fazê-lo em conjunto com o profissional de 
contabilidade responsável pela elaboração do relatório. 
Utilizando de tais instrumentos, a pesquisa fez a seleção de tais indicadores que 
colaboraram para o alcance dos objetivos. Esse processo de seleção de dados será 
detalhadamente demonstrado no item 3.4. 
3.4 Procedimentos de coleta e de análise de dados 
Utilizando de dados tabulados pelo sistema online que são informações sobre a saúde, a 
pesquisa buscou analisar o conteúdo para filtrar as informações que fossem relevantes 
aos objetivos que se propôs a alcançar. Mas primeiro, foi necessário que se buscassem 
esses dados brutos online. Esse processo foi feito da seguinte forma. 
Primeiro, com acesso ao portal do SIOPS, clicava-se no ícone \u201cindicadores\u201d, seguindo 
para os municipais para ter acesso aos indicadores por ente federado, selecionando 
todos, copiando e colando esses dados no programa Microsoft Excel 2010 para 
prosseguir o tratamento. Teve-se acesso aos dados RREO pelo ícone \u201cdemonstrativo\u201d 
escolhendo da mesma forma os demonstrativos municipais e copiando as tabelas para 
tratamento no Excel. 
13
13 
 
 
Feito o tratamento segundo o propósito de alcançar os objetivos específicos foram 
usadas as tabelas que passavam as informações