Noções de Farmacologia
29 pág.

Noções de Farmacologia


DisciplinaFarmacologia I39.523 materiais750.937 seguidores
Pré-visualização8 páginas
o paciente. 
\u2022 Manter o paciente em repouso no leito em casos de intoxicação digitálica; 
 
5) VASODILATADORES ANTI-HIPERTENSIVOS 
 
a) Conceito 
 São medicamentos utilizados na regulação e controle da hipertensão arterial, ou 
seja quando a pressão diastólica estiver igual ou superior a 90mmHg. Dentre uma 
diversidade de drogas, as mais utilizadas são: 
\u2022 Metildopa (Aldomet) 
\u2022 Prazosim (Minipress) 
\u2022 Hidralazina (Apresolina) 
\u2022 Nifedipina (Adalat) 
\u2022 Atenolol (Atenol) 
\u2022 Captopril (Capoten) 
 
CUIDADOS DE ENFERMAGEM 
\u2022 controle freqüente da pressão arterial; 
\u2022 Comunicar sinais e sintomas como: sonolência, hipotensão postural, zumbido, 
fraqueza, tonturas, náuseas, cefaléia, pois podem significar reação adversa; 
\u2022 Orientar os pacientes para levantar da cama ou da cadeira com cuidado devido à 
hipotensão postural. 
 
6) VASODILATADORES 
 
a) Conceito 
São drogas que promovem vasodilatação melhorando o fluxo sangüíneo. Podem 
atuar nas coronárias, vasos cerebrais e periféricos. 
 
b) Vasodilatadores coronarianos 
Também denominados de antianginosos, promovem o relaxamento das artérias 
coronárias por ação direta, melhorando assim a dor (angina) causada pela isquemia 
miocárdica. O efeito colateral mais freqüente é a cefaléia, que ocorre devido à 
vasodilatação cerebral. Os principais medicamentos são: 
\u2022 Trinitrato de glicerina ou nitroglicerina (Nitradisc, Nitroderm) 
\u2022 Dinitrato de isossorbitol (Isordil, Isocord) 
\u2022 Propatilnitrato (Sustrate) 
 
c) Vasodilatadores cerebrais e periféricos: 
\u2022 Bametano (Vasculat) 
\u2022 Butilsimpatol (Fludilat) 
\u2022 Cinarizina (Stugeron) 
\u2022 Pentoxifilina (Trental) 
\u2022 Naftidrofuril (Iridux) 
 
CUIDADOS DE ENFERMAGEM 
\u2022 Verificar periodicamente a pressão arterial e a FC; 
\u2022 Comunicar alterações na perfusão periférica; 
\u2022 Comunicar alterações no nível de consciência; 
\u2022 Comunicar efeitos relacionados à toxicidade ou sensibilidade à droga. 
 
7) DIURÉTICOS 
 
a) Conceito 
São drogas que aumentam o fluxo urinário. São importantes para reduzir 
edemas. Também, utilizados em casos de hipertensão arterial, isoladamente ou 
associados a medicamentos anti-hipertensivos. 
 
b) Principais diuréticos 
\u2022 Furosemida (Lasix) 
\u2022 Amilorida + hidroclorotiazida (Moduretic) 
\u2022 Clortalidona (Higroton) 
\u2022 Hidroclorotiazida (Clorana) 
 
CUIDADOS DE ENFERMAGEM 
\u2022 Controlar diariamente o peso para avaliar se o medicamento está apresentando o efeito 
desejado. 
\u2022 Controlar a pressão arterial rigorosamente, pois, diuréticos como hidroclorotiazida 
podem causar hipotensão postural; 
\u2022 Controlar ingesta hídrica 
\u2022 Administrar os diuréticos no período da manhã, para não interferir no sono do 
paciente; 
\u2022 Comunicar efeitos colaterais como: náuseas, vômitos e diarréia; 
\u2022 Comunicar sinais de hipopotassemia, ou seja, pulso filiforme, hipotensão arterial, 
alteração do ritmo cardíaco, câimbra, fraqueza, respiração superficial, hipotonia 
muscular, sonolência. 
\u2022 Observar a dosagem de sódio sérico pois os sinais de hiponatremia são: vômitos, dores 
musculares, hipotensão, apatia, astenia. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
DROGAS QUE ATUAM NO SISTEMA ENDÓCRINO 
 
1. INSULINA 
 
a) Conceito 
A insulina é um hormônio que transporta a glicose para as células e age 
regulando os níveis de glicose no sangue. 
No caso de diabetes mellitus insulino-dependente, o pâncreas está incapacitado 
de produzir a insulina, por este motivo o nível de glicose sangüínea eleva-se. 
 Os tipos de insulina são classificados de acordo com a origem (humana, bovina 
ou suína), grau de pureza (puras ou mistas) e com o tempo de ação classifica-se em 
- Rápida: denominada regular ou simples. Como o nome diz, a sua absorção ocorre 
num prazo de 30 minutos e por este motivo está indicada nos casos de hiperglicemia. As 
vias de administração são a subcutânea, a intramuscular e endovenosa (direta ou em 
infusão venosa adicionada ao soro). 
- Intermediária: denominada NPH ou lenta. Caracteriza-se pelo retardo na sua 
absorção, liberação lenta e prolongamento na sua ação. Via de aplicação subcutânea. 
 
Em resumo: 
-------------------------------------------------------------------------------------------- 
Insulina Tempo de ação 
-------------------------------------------------------------------------------------------- 
Início Pico Duração 
-------------------------------------------------------------------------------------------- 
Regular ½ - 1 h 2 - 4 h 6 - 7 h 
NPH/lenta 1 - 3 h 8 - 12 h 20 - 24 h 
80% NPH / 20% regular ½ - 1 h 2 - 12 h 20 - 24 h 
70% NPH / 30% regular ½ 1 h 2 - 12 h 20 - 24 h 
-------------------------------------------------------------------------------------------- 
 
2. HIPOGLICEMIANTES ORAIS 
 
a) Conceito 
 São drogas utilizadas para o controle e regulação da glicemia quando o pâncreas 
está parcialmente funcionante, ou seja, ainda secreta alguma quantidade de insulina, 
porém, não o suficiente para reduzir a glicemia. 
 
b) Principais medicamentos 
\u2022 Clorpropamida (Diabinese) 
\u2022 Glibenclamida (Daonil) 
\u2022 Glipizida (Minidiab) 
 
CUIDADOS DE ENFERMAGEM 
a) com as Insulinas 
- Conservar o frasco em temperatura de 2º a 8º C, porém nunca no congelador. 
- Administrar a Insulina observando os seguintes itens: 
- Ler atentamente a prescrição médica; 
- Observar a validade e aspecto (a insulina NPH é leitosa) antes de aspirar o 
medicamento; 
- Homogeneizar suavemente a solução e aspirar a quantidade em unidades prescrita; 
- Saber o nível de glicose sangüínea/urinária; 
- Comunicar os sinais de hipoglicemia: sudorese, tremor, palidez, cefaléia, sonolência, 
confusão mental, fraqueza, taquicardia, palpitação. 
- Orientar e treinar o paciente quanto à técnica da auto \u2013 aplicação. 
 
b) com os hipoglicemiantes orais 
- Orientar o paciente quanto aos horários da medicação (jejum, antes do almoço e 
jantar); 
- Esclarecer dúvidas sobre os sinais de hipoglicemia, já descritos acima; 
- Deixar na carteira em lugar visível a informação de que é portador de DM, para 
qualquer acidente que possa ocorrer em vias públicas; 
- Orientar quanto a realização de dextros freqüentes e dieta com restrição de açucares; 
- Orientar para procurar um médico em qualquer alteração importante. 
 
3. HORMÔNIOS DA TIREÓIDE E DROGAS ANTITIREOIDIANAS 
 
a) Conceito 
A tireóide é uma glândula importante para a regulação das atividades orgânicas 
que secreta 2 tipos de hormônios a tiroxina ou tetraiodotironina(T4) e a triiodotironina 
(T3). A diminuição (hipotireoidismo) ou o aumento (hipertireoidismo) de hormônios da 
tireóide devem ser tratados adequadamente, sob orientação médica. 
 
b) Drogas utilizadas em Hipotireoidismo 
\u2022 Levotiroxina ou T4 (Euthirox, Tetroid, Puran T4). 
\u2022 Triiodotironina ou T3 (Cynomel, Levoid, Tyro-Plus). 
 
c) Drogas utilizadas em Hipertireiodismo: antitireoidianos 
\u2022 Propiltiuracil (Propiltiuracil) 
\u2022 Metimazol (Tapazol) 
 
CUIDADOS DE ENFERMAGEM 
- Orientar o paciente a não parar de tomar o medicamento sem orientação médica; 
- Orientar para comunicar ao médico, sinais de taquicardia, cefaléia, insônia, diarréia e 
emagrecimento muito rápido ou letargia, sonolência, bradicardia e constipação 
intestinal. 
 
4. CORTICOSTERÓIDES 
 
a) Conceito 
Os corticosteróides são hormônios produzidos pelas glândulas supra-renais. 
Exercem atividades como antiinflamatórias,e metabolismo químico em geral. 
A administração de corticosteróides pode levar a retenção líquida causando 
edema, modificar os sinais inflamatórios, podendo assim, ocultar manifestações 
infecciosas e inibição de estados alérgicos. 
 
b) Principais corticosteróides 
\u2022 Betametasona
raissa
raissa fez um comentário
Por gentileza, alguém pode me enviar esse material para meu e-mail?
0 aprovações
Valeria
Valeria fez um comentário
tem como imprimir? ou precisa ir para o email?
0 aprovações
Carregar mais