EDUCACAO ESPECIAL EXERCICIOS E SIMULADOS
31 pág.

EDUCACAO ESPECIAL EXERCICIOS E SIMULADOS


DisciplinaEducação Especial16.151 materiais387.856 seguidores
Pré-visualização10 páginas
Nem sequer eram considerados humanos, pois o ideal de homem era previsto como perfeito pela influência da cultura clássica.
	
	Eram filhos de Deus e mereciam toda a atenção e cuidado de seus pais e comunidade.
	
	Eram entidades com poderes sobrenaturais e por isso, deveriam ser exorcizados pelos sacerdotes cristãos.
	
	Eram provações enviadas pelos Deuses para purificar todos os que convivessem e cuidassem de suas deficiências.
	
	Eram pessoas dotadas de uma inteligência sobrenatural, capaz de compreender o mundo das ideias.
		 Gabarito Comentado.
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201402813078)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	Uma escola de ensino fundamental está realizando uma revisão de seu projeto político-pedagógico visando sua adequação aos paradigmas que orientam a educação inclusiva. Assinale a opção que apresenta uma orientação que não se relaciona a essa concepção de educação.
		
	
	Reconhecimento de que a escola é para todos.
	
	Garantia do direito à diferença nas escolas.
	
	Revisão dos processos e mecanismos de eliminação pelas diferenças.
	 
	Garantia de matrícula em escolas especiais para alunos com deficiência.
	
	Garantia de acesso à escolarização a todos os alunos.
		 Gabarito Comentado.
	
	
	 6a Questão (Ref.: 201402861960)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	Fábio Fernandes da Silva, é jornalista, formado pela Universidade Estácio de Sá (2003), já trabalhou  na Prefeitura do Rio de Janeiro, no CERVIM - Centro de Equoterapia e Reabilitação da Vila Militar, atualmente trabalha na Bocha Paralímpica Santa Catarina. Fabio possui paralisia cerebral, não anda, não fala, escreve com os pés. Mesmo com tantos entraves sociais ainda existentes, consegue superá-los na  construção de uma vida social  autônoma.
Fabio é um exemplo de superação e  os efeitos da exclusão não  causaram danos  a sua formação profissional, pois o jovem  realizou  o ensino fundamental na década de 90 e vivenciou a proposta educacional:
		
	
	de terapia, que  aos poucos está  se transformando em um modelo de atendimento educacional com uma rede de serviços especializados.
	 
	de inclusão, que procura garantir uma escola comum para todos os alunos, com qualidade para oferecer os suportes necessários à escolarização.
	
	médico-assistencialista que visa cuidado e proteção da pessoa com deficiência.
	
	 de integração, onde o aluno com deficiência possui somente o direito de frequentar um espaço educacional comum a todos os alunos.
	
	 de segregação, a escola especial representa excelente oportunidade para uma participação social plena.
		
	
	
	 7a Questão (Ref.: 201402863361)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	Na  década de 60,  João   com  16 anos,  era   uma criança com  deficiência intelectual, frequentava a Instituição Vicente Moretti, local que atendia jovens deficientes da zona oeste do RJ. A Ação Cristã Vicente Moretti oferecia serviços clínicos e pedagógicos para crianças com deficiência da região, nessa época, crianças deficientes eram excluídas das escolas regulares.
 A Educação Especial na década de 60 no Brasil, seguia a proposta:
		
	 
	 médico-assistencialista que visava cuidado e proteção da pessoa com deficiência.
	
	 da integração, onde o aluno com deficiência teve somente o direito de frequentar um espaço educacional comum a todos os alunos.
	
	de exclusão, a pessoa com deficiência era impedida de deixar sua residência.
	 
	da inclusão, que procura garantir uma escola comum para todos os alunos, com qualidade para oferecer os suportes necessários à escolarização.
	
	da inclusão, a escola especial representou excelentes oportunidades para uma participação social plena.
		 Gabarito Comentado.
	
	
	 8a Questão (Ref.: 201402299196)
	
	Qual o papel do educador , quando necessário, no processo de construção de uma proposta de educação inclusiva para o aluno com deficiência física?
		
	
Sua Resposta: Ajudar a criar um ambiente educacional que reconheça as todas as possibilidades e suas limitações, garantindo, assim, a sua plena inclusão no conjunto da turma.
	
Compare com a sua resposta:
Resposta  Oferecer recursos de tecnologia assistiva para o educando e criar adaptações no currículo e de acesso ao currículo.
		
	
	
	 9a Questão (Ref.: 201402481276)
	
	Garantida pela legislação, a inserção de alunos com necessidades especiais no ensino regular vem acontecendo cada vez mais intensamente nas escolas brasileiras. Apresente e discuta três competências que devem ser desenvolvidas na formação do educador para que ele possa construir um projeto pedagógico inclusivo.
		
	
Sua Resposta: 1- O educador deve ser flexivel e possuir habilidades e conhecimentos para fazer adaptações no currículo a fim de incluir o aluno com necessidades especiais. 2- Agregar a família do próprio educando ao processo pedagógico e afim de identificar e, assim facilitar, quais adaptações devem e podem ser feitas. 3- Valorizar os diversos canais e meios de comunicação disponíveis para facilitar a livre expressão.
	
Compare com a sua resposta: 1- Flexibilidade, competência e conhecimentos para adaptar o currículo e oferecer as adaptações curriculares necessárias para o aluno com necessidades especiais. 2- Habilidade para realizar a avaliação inicial do educando e elaborar o planejamento individualizado atendendo às necessidades específicas do aluno. 3- Domínio para oferecer recursos de comunicação alternativa e/ou aumentativa quando necessário 4- Compreensão do papel central da família e do próprio educando no processo pedagógico e na construção das adaptações necessárias 5- Reconhecimento sobre a importância das múltiplas linguagens abrindo novas e diversas formas de comunicação e expressão.
		
	
	
	 10a Questão (Ref.: 201402469553)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	A deficiência visual é definida como a perda total ou parcial, congênita ou adquirida, da visão. A respeito da deficiência visual podemos afirmar que:
		
	
	Baixa visão ou visão subnormal, há perda total da visão ou pouquíssima capacidade de enxergar, o que leva a pessoa a necessitar do Sistema Braille como meio de leitura e escrita.
	
	Cegueira, ocorre somente de forma adquirida e leva obrigatoriamente a pessoa ter  que utilizar Libras como forma de comunicação.
	
	Baixa visão ou visão subnormal,ocorre somente de forma congênita e leva obrigatoriamente a pessoa ter que utilizar o Sistema Braille como meio de leitura.
	
	Cegueira, caracteriza-se pelo comprometimento do funcionamento visual dos olhos, mesmo após tratamento ou correção. As pessoas com cegueira podem ler textos impressos ampliados  ou com uso de recursos óticos especiais.
	 
	Cegueira - há perda total da visão, o que leva a pessoa a necessitar do Sistema Braille como meio de leitura e escrita.
	Simulado: CEL0249_SM_201402215551 V.1 
	 Fechar
	Aluno(a): THAIS BRASIL ARONOVICH DE OLIVEIRA
	Matrícula: 201402215551
	Desempenho: 8,0 de 8,0
	Data: 26/05/2015 16:53:38 (Finalizada)
	
	 1a Questão (Ref.: 201402298787)
	
	Juliana tem 6 anos de idade e é portadora de Síndrome de Down. Nasceu com graves problemas cardíacos que foram superados após uma intervenção cirúrgica que durou 12 horas. Atualmente, Juliana tem boa saúde física, mas há indícios que Juliana seja também autista, pois ainda não fala e pouco interage com os amigos do colégio. Todos os anos, a família de Juliana passa pelo mesmo problema, a direção da escola não quer renovar a matrícula porque os pais das outras crianças a rejeitam e têm medo que seus filhos regridam ao ter contato com a menina. Este ano ela cursou o terceiro período da educação infantil. Ainda não conhece as letras, não escreve o nome, mas já começa a se relacionar com alguns colegas na hora da pintura e da recreação. A escola recebeu um abaixo-assinado
Jessica
Jessica fez um comentário
@
0 aprovações
Rosiane
Rosiane fez um comentário
Sobre educação especial.
1 aprovações
Carregar mais