Avaliando e simulado Eja
26 pág.

Avaliando e simulado Eja


DisciplinaEja - Educação de Jovens e Adultos795 materiais12.216 seguidores
Pré-visualização9 páginas
( ) A evasão e a repetência contribuem substancialmente para a marginalidade social. 
( ) O analfabetismo e a distorção idade série contribuem para o processo de exclusão escolar. 
( ) O fracasso escolar é um dos limites à melhoria dos indicadores educacionais. 
		
	
	F,V,V,V,V.
	
	F,V,V,F,F
	
	F,V,F,V,V.
	
	V,V,F,F,F
	
	V,F,V,F,V
		Gabarito Comentado.
	
	
	9a Questão (Ref.: 201408332083)
	1a sem.: Modelo ideológico de alfabetização
	
	No artigo de Magda Soares (2010), Paulo Freire e a alfabetização: muito além de um método, afirma que Brian Street, responsável pela distinção entre um "modelo ideológico" e um "modelo autônomo" de alfabetização, reconhece em Paulo Freire a origem, a mais de vinte anos antes, desse modo "ideológico" de conceber a aprendizagem da leitura e da escrita. Explique qual é o significado deste "modelo ideológico" de alfabetização. 
		
	
Sua Resposta: è um modelo que admite a pluralidade de práticas letradas,valorizando o significado de aprender a ler e escrever,descobrir a escrita.
	
Compare com a sua resposta: 
Modelo Ideológico - admite a pluralidade das práticas letradas, valorizando o seu significado cultural e contexto de produção. Rompendo definitivamente com a divisão entre o momento de aprender e o momento de fazer uso da aprendizagem, os estudos lingüísticos propõem a articulação dinâmica e reversível entre descobrir a escrita (conhecimento de suas funções e formas de manifestação), aprender a escrita (compreensão das regras e modos de funcionamento) e usar a escrita (cultivo de suas práticas a partir de um referencial culturalmente significativo para o sujeito). 
		
	
	
	10a Questão (Ref.: 201408332082)
	1a sem.: Concepção de educação progressista libertadora
	
	No texto "O caminho se faz caminhando: conversas sobre educação e mudança social" de Paulo Freire e Myles Horton. Em um dos diálogos entre os dois, Myles fala: -...Acho que nunca fiz uma oficina na qual eu não tenha pensado depois, meu Deus, eu não devia ter feito isso de jeito algum. Ou, se eu tivesse pensado rápido o bastante, teria ajudado as pessoas a entenderem isso ou aquilo a partir de sua experiência. (p. 171). A partir da fala de Myles Horton, defina qual é papel do professor na concepção de educação progressista libertadora. 
		
	
Sua Resposta: Deve trabalhar repetidamente,para melhor conscientização e aprendizado do aluno.
	
Compare com a sua resposta: O professor propicia condições aos educandos, em suas socializações com os outros alunos e com o professor, de testar a experiência, de assumir-se como um ser histórico e social, que pensa, que critica, que opina, que dialoga. Para isso, exige-se a necessidade dos educadores criarem condições para a construção do conhecimento pelos educandos como parte de um processo em que o professor e o aluno não se reduzam à condição de objeto um do outro, porque ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua própria produção ou a sua construção Nesse sentido, problematizar a realidade social vivida, por essência, é uma forma de intervenção no mundo, uma tomada de posição e decisão, por vezes, até uma ruptura com o passado e o presente A construção de um conhecimento em parceria com o educando depende da relevância que o educador dá ao contexto social. 
		
Aula 1
	1a Questão (Ref.: 201408344977)
	10a sem.: A EJA e a Educação Popular numa perspectiva freireana.
	
	Paulo Freire (1994) relatou que "o educador precisa partir do seu conhecimento de vida e do conhecimento de vida do educando, caso contrário o educador falha". Desta epígrafe de Paulo Freire, depreende-se que:
I- Paulo Freire sugere que o educador valorize o universo cultural do educando. 
II- Os conteúdos devem ser selecionados mediante análise da cultura do alunado. 
III- O educador falha quando, não obstante, despreza o universo cultural do educando. 
IV- Não existe contradição entre material didático e conteúdos selecionados na EJA. 
Estão corretos os itens 
		
	
	I,II e III, apenas
	
	I,II,III e IV
	
	I e II, apenas
	
	I e IV, apenas
	
	I, III e IV apenas
		Gabarito Comentado.
	
	
	2a Questão (Ref.: 201408788387)
	1a sem.: NOVOS PARADIGMAS DA EJA
	
	Por se entender que os avanços na EJA ocorrem mais nos marcos conceituais e normativos do que em políticas públicas e práticas docentes que incorporam as especificidades teóricas, políticas e metodológicas da Educação de Jovens e Adultos e por se perceber que o conteudismo prevalece, assim como o distanciamento entre conhecimento formal e a realidade do aluno é que se solicita julgar os itens que seguem como verdadeiros os falsos e depois marcar a sequência correta, considerando como o professor encara a Educação de Jovens e Adultos, hoje. 
I.( )Com um distanciamento entre o conhecimento formal e a realidade do aluno.
II.( )Tendo como modelo a escolarização de adolescentes.
III.( )Numa perspectiva compensatória.
IV.( )Valorizando os conhecimentos trazidos pelos alunos dos seus espaços cotidianos da vida. 
V.( )Tendo como modelo a escolarização de crianças. 
		
	
	( ) Apenas as afirmativas I, II e III estão corretas. 
	
	( ) Apenas as afirmativas II, IV e V estão corretas.
	
	( ) Apenas as afirmativas I, II, IV e V estão corretas.
	
	( ) Apenas as afirmativas I, II, III e V estão corretas.
	
	( ) Apenas as afirmativas I, IV e V estão corretas.
		
	
	
	3a Questão (Ref.: 201408340927)
	1a sem.: Campanhas de alfabetização de adultos
	
	Observe este depoimento e identifique a que movimento ele se refere: 
Esse era o lema de um conjunto de palhoças (...) O prefeito, sem ter meios para construir escolas formais (...) aproveitou algo que estava sobrando nos bairros periféricos da cidade: a palha de coqueiro. E assim promoveu a construção de barracos, feitos com paus e cobertos com palha para dar ás crianças pobres um pouco de saber. Isso foi no ano de 1961. 
Disponível em: http://nataldeontem.blogspot.com.br/2008/10/de-p-no-cho-tambm-se-aprende-ler-texto.html
		
	
	Alfabetização Solidária
	
	As quarenta horas de Angicos
	
	Movimento de Cultura Popular - MCP 
	
	Campanha Pé no Chão Também se Aprende a Ler
	
	MOBRAL
		Gabarito Comentado.
	
	
	4a Questão (Ref.: 201408432525)
	7a sem.: A EJA E A EDUCAÇÃO POPULAR NUMA PERSPECTIVA FREIREANA
	
	A condição de ser analfabeto (Jovem - Adulto) inserido numa sociedade letrada, onde o código escrito ocupa lugar de privilégio e poder, oferece suficientes elementos para localizarmos onde esses indivíduos se encontram socialmente. Sobre a questão do analfabetismo no Brasil assinale a opção correta: 
		
	
	d. Ao garantir aos analfabetos o direito ao voto ocorreu uma ampliação no quadro de analfabetismo no Brasil. 
	
	a. O analfabetismo de uma nação revela a incapacidade intelectual, o baixo desempenho e a falta de esforço de sua população; 
	
	c. o adulto e jovem quando se encontram à margem de uma escolaridade básica é aprisionado por uma teia de privações e exclusões em diferentes âmbitos de sua vida;
	
	b. O baixo índice de analfabetismo no Brasil é consequência das políticas educacionais que, ao longo de nossa história, produziram uma ação educativa de valorização da escolarização das camadas populares. 
	
	d. A causa dos grandes índices de analfabetismo e da baixa escolaridade da juventude está nos próprios jovens e adultos, que dedicam-se pouco e apresentam, com frequência, baixo nível intelectual e cognitivo; 
		Gabarito Comentado.
	
	
	5a Questão (Ref.: 201408426183)
	1a sem.: A EJA E A EDUCAÇÃO POPULAR NUMA PERSPECTIVA FREIREANA
	
	Paulo Freire será a referência principal de um novo paradigma teórico e pedagógico para a EJA. A sua proposta de alfabetização,