Biologia
252 pág.

Biologia


DisciplinaBiologia35.767 materiais1.141.713 seguidores
Pré-visualização50 páginas
para, por exemplo, flexionar a perna.
O dendrito sensorial mais o axônio motor formam o
que chamamos de nervo.
Os nervos e órgãos formam o sistema nervoso que
para efeito didático será separado em três:
- Sistema Nervoso Central
- Sistema Nervoso Periférico
- Sistema Nervoso Autônomo
Sistema Nervoso Central
Formado por cérebro, cerebelo, ponte e medula
espinal.
É protegido por ossos (crânio e coluna vertebral) e
por membranas denominadas meninges, que são três, da
mais externa à mais interna - dura-máter, aracnóide e pia-
mater - são preenchidas pelo líquido céfalorraquidiano, que
amortece os choques mecânicos do sistema nervoso
central.
Muitas vezes as meninges são atacadas ou por vírus
ou por bactérias, causando uma doença denominada
meningite.
O sistema nervoso central é onde acontece a
interpretação e conseqüentemente a elaboração da resposta
para os estímulos.
Sistema Nervoso Periférico
Formado pelos nervos e gânglios nervosos, cuja
função é conectar o sistema nervoso central às diversas
partes do corpo do animal.
Sistema Nervoso Autônomo
Formado por dois ramos: s impát icos e
parassimpáticos, que se distinguem tanto pela estrutura
quanto pela função.
Enquanto um dos ramos estimula determinado órgão,
o outro inibe, essa ação antagônica mantém o funcionamento
equilibrado dos órgãos internos. Por exemplo, o sistema
simpático é responsável pela aceleração dos batimentos
cardíacos, já o parassimpático desacelera os batimentos.
DISTÚRBIOS DO SISTEMA CIRCULATÓRIO
Mais da metade das mortes em países
industrializados é causada por doenças cardiovasculares,
como são genericamente chamadas as doenças do
coração e dos vasos sangüíneos.
As doenças cardiovasculares mais graves são
causadas por obstruções de artérias importantes, como
as que irrigam o coração (coronárias) ou o cérebro.
Aterosclerose
É um processo de perda gradual da elasticidade da
parede das artérias, causado pela deposição das placas de
gordura (ateromas) na superfície arterial interna.
Uma das conseqüências é o aumento da pressão
arterial sistólica, uma vez que as artérias endurecidas
perdem a capacidade de se relaxar durante a sístole do
coração.
Angina do Peito
Angina do peito é uma enfermidade em que a
pessoa tem fortes dores no peito ao menor esforço
cardíaco. A angina do peito é conseqüência do
estreitamento de uma ou mais artérias coronárias, o que
causa isquemia, ou seja, redução da circulação do sangue
em certas regiões da musculatura do coração (miocárdio),
diminuindo sua nutrição e oxigenação.
Infarto de Miocárdio
O infarto de miocárdio, ou ataque de coração, é
Tecido Hematopoiético, Muscular e Nervoso
4
B
io
lo
g
ia
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
causado pela brusca isquemia do músculo cardíaco,
provocada pela obstrução de uma ou mais artérias
coronárias.
Se uma grande região do coração for afetada pelo
infarto, a condução do impulso elétrico produzido pelo
marcapasso é interrompida e o coração deixa de bater,
sobrevindo a morte. Se apenas uma pequena região é
afetada, o coração continua em atividade e a lesão cicatriza,
com substituição das células musculares mortas por tecido
conjuntivo.
Isquemia Cerebral
A isquemia cerebral é o bloqueio da circulação em
artérias que fornecem sangue ao encéfalo. As causas mais
freqüentes da isquemia são a formação de coágulos,
devido a traumatismos ou a existência de ateromas. As
células nervosas localizadas na área isquêmica morrem,
com prejuízo da atividade cerebral.
Os efeitos da isquemia cerebral, bem como as
chances de a pessoa sobreviver, dependem da extensão
e da localização da lesão. A isquemia cerebral pode causar
paralisia total ou parcial do corpo, perda total ou parcial da
fala, perda da coordenação motora e diversas alterações
no comportamento.
Hipertensão
Hipertensão é sinônimo de pressão sangüínea elevada,
conhecida popularmente como "pressão alta". A hipertensão
aumenta os riscos de ataques cardíacos e derrames de sangue
no tecido cerebral.
As causas mais comuns da hipertensão são o
estresse emocional, a alimentação inadequada (rica em
gorduras e sais) e a vida sedentária.
Prevenção de doenças cardiovasculares
A constituição genética predispõe certas pessoas
a desenvolverem doenças cardiovasculares. Os genes,
entretanto, atuam em conjunto com fatores ambientais
que comprovadamente desencadeiam doenças, e esses
fatores podem ser controlados de modo a promover a
saúde.
Fumo, dieta rica em gorduras e colesterol, falta de
exercícios físicos e vida estressante são alguns fatores
que predispõem a doenças cardiovasculares.
A pessoa que quer precaver-se de doenças
cardiovasculares deve evitar o fumo, os alimentos
gordurosos, sobretudo os de origem animal, manter peso
corporal compatível com sua altura e idade, fazer exercícios
físicos regulares e evitar situações de estresse. Deve
também medir periodicamente a pressão arterial e fazer
exames médicos.
(Livro Biologia dos Organismos - 2 , Amabis e Martho -
editora Moderna, página 370)
Caracterize, sob o ponto de vista da oxigenação,
sangue arterial e sangue venoso. Que artérias conduzem
sangue venoso? Que veias conduzem sangue arterial?
Solução:
Sangue arterial, sangue rico em oxigênio. É conduzido
pela artéria aorta.
Sangue venoso, sangue rico em gás carbônico.
Conduzido pelas veias cavas superior e inferior.
0 10 10 10 10 1 Que mecanismo produz o som típico das "batidas" do
coração?
0 20 20 20 20 2 Encontram-se arroladas abaixo algumas propriedades,
características ou funções dos elementos figurados do
sangue humano. Escreva os elementos figurados
correspondentes:
a) Transporte de oxigênio.
b) Defesa fagocitária e imunitária.
c) Coagulação do sangue.
d) Riqueza em hemoglobina.
e) Capacidade de atravessar a parede dos capilares não
lesados para atingir uma região infectada do organismo.
0 30 30 30 30 3 O tecido muscular apresenta como propriedade
característica e fundamental a contratilidade, isto é, suas
células se contraem quando submetidas a um estímulo.
Com relação ao tecido muscular, responda:
a) Quais os três tipos de tecido muscular?
b) Exemplifique os tipos de tecido muscular encontrado no
corpo humano.
c) Considerando os controles nervosos, ou seja, a
dependência ou não em relação à vontade do indivíduo,
como se dá a contração em cada tipo de tecido muscular?
0 40 40 40 40 4 Diferencie um neurônio de um nervo.
Tecido Hematopoiético, Muscular e Nervoso
5
B
io
lo
g
ia 0 50 50 50 50 5 Na linguagem, é freqüente dizer que as artérias carregam
sangue arterial (rico em O2) e as veias carregam sangue
venoso (rico em CO2). Essa caracterização é válida para
qualquer vaso sangüíneo de um mamífero? Justifique sua
resposta.
0 60 60 60 60 6 Qual o caminho percorrido por um glóbulo vermelho
desde o ventrículo direito até o átrio esquerdo de um
mamífero?
0 70 70 70 70 7 Descreva a sucessão de eventos que ocorre a partir do
momento em que um indivíduo sofre uma leve pancada
no tendão do joelho, quando está sentado e com a perna
pendendo livremente, até a reação conseqüente.
0 10 10 10 10 1 (PUC - SP)(PUC - SP)(PUC - SP)(PUC - SP)(PUC - SP) Assinale a frase que melhor define a função
do aparelho circulatório nos vertebrados:
a) Transformar compostos nitrogenados e resíduos
metabólicos produzidos pelas células.
b) Distribuir substâncias nutritivas por todo o corpo e recolher
substâncias tóxicas resultantes do metabolismo celular.
c) Transformar as substâncias tóxicas resultantes do
metabolismo celular.
d) Oxidar o alimento pelo O2, produzindo H2O, CO2 e
energia.
e) Receber estímulos, processar, armazenar seus efeitos e
gerar respostas.
0 20 20 20 20 2 (F(F(F(F(F. OBJETIV. OBJETIV. OBJETIV. OBJETIV. OBJETIVO - SP)O - SP)O - SP)O - SP)O - SP) O sangue pode transportar as
vitoria
vitoria fez um comentário
Bom
1 aprovações
Carregar mais