Biologia
252 pág.

Biologia


DisciplinaBiologia36.242 materiais1.175.590 seguidores
Pré-visualização50 páginas
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
1234
...................................................................................................................................................................................................
...................................................................................................................................................................................................
...................................................................................................................................................................................................
...................................................................................................................................................................................................
...................................................................................................................................................................................................
...................................................................................................................................................................................................
...................................................................................................................................................................................................
...................................................................................................................................................................................................
...................................................................................................................................................................................................
...................................................................................................................................................................................................
...................................................................................................................................................................................................
...................................................................................................................................................................................................
...................................................................................................................................................................................................
...................................................................................................................................................................................................
Nesse caso, a probabilidade de o descendente de III-1 e
III-2 apresentar a mesma doença de seu pai será:
a) 1/2
b) 1/4
c) 1/8
d) 1/16
e) 1/8
(UFRS)(UFRS)(UFRS)(UFRS)(UFRS) Uma cirurgia plástica corretiva pode ser
considerada:
a) uma interferência no genoma
b) uma mutação dirigida
c) uma mudança genotípica
d) uma alteração no fenótipo
e) uma alteração genotípica e fenotípica
0 70 70 70 70 7 (UFP(UFP(UFP(UFP(UFPA)A)A)A)A) O heredograma abaixo se refere a uma
característica controlada por um único par de alelos (A e
a) Os indivíduos I-1 e III-1 são afetados por uma doença
autossômica recessiva e o indivíduo II-5 é homozi-
goto AA.
1
B
io
lo
g
ia
1ª Lei de Genética ou 1ª Lei de Mendel1ª Lei de Genética ou 1ª Lei de Mendel1ª Lei de Genética ou 1ª Lei de Mendel1ª Lei de Genética ou 1ª Lei de Mendel1ª Lei de Genética ou 1ª Lei de Mendel
"...Possa a força do destino conceder-me
O supremo êxtase da alegria terrena,
A meta máxima do êxtase terreno,
Que é o de ver, quando da tumba me erguer?
Minha arte florescendo em paz,
Entre os que vieram depois de mim".
(Gregor Mendel)
Este poema foi escrito por Mendel quando ainda
estudante. Mais que um poema, este revela uma estranha
profecia.
Ao apresentar seus experimentos na Sociedade para
o Estudo de Ciência Natural na ata foi registrado "não houve
perguntas nem discussão", em outras palavras, seus estudos
não t iveram repercussão no meio c ient í f ico e
permaneceram esquecidos.
Trinta e cinco anos após (em 1900), os estudos de
Mendel obtiveram eco e conseqüentemente mudaram o
mundo.
12345
12345
12345
12345
12345
12345
12345
12345
12345
12345
12345
12345
12345
12345
12345
12345
12345
12345
1ª LEI DE MENDEL
A PRIMEIRA EXPERIÊNCIA DE MENDEL:
O MONOIBRIDISMO
O material escolhido por Mendel para suas pesquisas
foi a ervilha (Pisum sativum), que apresenta uma série de
vantagens: é um vegetal de fácil cultivo, que produz muitas
sementes e, conseqüentemente, um número bastante
grande de descendentes. A planta se reproduz por
autofecundação, isto é, a parte masculina da flor produz
gametas que irão fecundar a parte feminina da mesma flor.
No entanto, artificialmente podemos conseguir fecundação
cruzada, fazendo com que uma flor cruze com outra flor
de outro pé de ervilha.
Herança Monogênica ou Monofatorial
A sua pesquisa consistiu no estudo de apenas um caráter
hereditário de cada vez. Mendel estudou 7 características
distintas na ervilha Pisum sativum, uma a uma, sendo que
para cada caráter Mendel tinha duas possibilidades de
manifestação. Por exemplo: cruzamento de ervilha de
sementes amarelas com ervilha de sementes verdes. O
caráter em questão é a cor das sementes. Mas ele oferece
duas formas de manifestação: amarela e verde.
1º CASO:
MONOIBRIDISMO COM DOMINÂNCIA
Principais aspectos:
\u2022 estuda um caráter de cada vez;
\u2022 é determinada por um gene com dois alelos;
\u2022 sempre um dos alelos é dominante e o outro recessivo;
\u2022 os alelos ocupam um único lócus do par de
cromossomas homólogos;
\u2022 os cromossomas são autossomas.
Simplificando, temos:
Um dos exemplos deste tipo de herança que foi
estudado por Mendel é:
Nas ervilhas (Pisum sativum, 2n = 14), o caráter
(fenótipo) cor da semente pode ser amarelo ou verde. O
caráter semente amarela é determinado pelo alelo (A)
dominante e o caráter semente verde pelo alelo (a)
recessivo.
Assim temos:
1ª Lei de Genética ou 1ª Lei de Mendel
2
B
io
lo
g
ia
As diferentes possibilidades de cruzamento são:
1. Entre dois homozigotos dominantes (AA x AA).
2. Entre dois homozigotos recessivos (aa x aa).
3. Entre um homozigoto dominante e outro recessivo (AA
x aa).
4. Entre um homozigoto dominante e outro heterozigoto
(AA x Aa).
5. Entre um homozigoto recessivo e outro heterozigoto(aa
x Aa).
6. Entre dois heterozigotos (Aa x Aa).
Vejamos os três principais:
Cruzando-se dois homozigotos (puros), um
dominante e outro recessivo (geração parental P), temos
na primeira geração de descendentes (F1) todos (100 %)
híbridos ou heterozigotos (genótipo) com o caráter
dominante (fenótipo).
Efetuando o retrocruzamento (cruzando o
descendente da F1 (Aa) com o tipo parental recessivo (aa)),
obteremos o seguinte resultado:
Retrocruzamento:Retrocruzamento:Retrocruzamento:Retrocruzamento:Retrocruzamento: é o cruzamento entre um dos
descendentes (F1) com um dos seus genitores (P).
Efetuando a autofecundação entre dois descendentes
da F1 (Aa x Aa), obteremos a geração de descendentes da
F2, cujo resultado é o seguinte:
Uma outra maneira de representar este cruzamento
é através da utilização
vitoria
vitoria fez um comentário
Bom
1 aprovações
Carregar mais