Simulado 2
4 pág.

Simulado 2


DisciplinaEconomia da Educação74 materiais149 seguidores
Pré-visualização2 páginas
30/09/13 Aluno: EMILIA BROSIG \u2022
estacio.webaula.com.br/salaframe.asp?curso=925&turma=380658&topico=830195 1/4
 EDUCAÇÃO E ECONOMIA POLÍTICA
Simulado: CEL0362_SM_201001493991 V.2 VOLTAR
Aluno(a): EMILIA BROSIG Matrícula: 201001493991
Desempenho: 8,0 de 8,0 Data: 30/09/2013 22:41:47 (Finalizada)
 1a Questão (Ref.: 200521346593) Pontos: 1,0 / 1,0
Dentre as causas apontadas pelos economistas para a crise do Estado de Bem-estar Social, iniciada nos
primeiros anos da década de 1970, qual dela não está correta.
 O enfraquecimento dos sindicatos.
A estagnação da economia (baixos índices de crescimento).
Avanço tecnológico dos meios de produção.
Os gastos dos Estados com as políticas sociais.
Aumento do nível de escolaridade.
 2a Questão (Ref.: 200521351150) Pontos: 1,0 / 1,0
Sobre o significado da palavra ECONOMIA considere as afirmações abaixo:
I - A palavra ¿economia¿ pode significar economizar, ou seja, um sinônimo da palavra poupar;
II - Economia consiste em fazer um bom uso dos seus recursos pessoais, de forma evitar desperdícios desnecessários;
III - Economia é toda ação dos seres humanos destinada a produzir, distribuir ou consumir riquezas, e dessa forma
satisfazer determinadas necessidades;
IV- A Economia estuda as diferentes maneiras pelas quais as sociedades se organizam e se relacionam para produzir,
distribuir e consumir riquezas de modo a atender as necessidades humanas;
V - A Economia brasileira cresceu 3,5% no ano passado.
Dentre as afirmações acima, as que utilizam a palavra ECONOMIA no sentido de "Atividade Econômica"
são: 
Apenas as afirmações III e IV.
Apenas as afirmações II e IV.
 Apenas as afirmações III e V.
Apenas as afirmações II e V.
Apenas as afirmações Ie II.
 3a Questão (Ref.: 200521353063) Pontos: 1,0 / 1,0
O ESTADO LIBERAL, segundo Karl Marx, atende aos interesses de quem o formou, não atende à vontade geral, mas só
da parcela que o domina, não é regido efetivamente pela liberdade e igualdade. Nesse sentido pode-se afirma que:
permite explicar a realidade concreta a partir da análise das condições sociais criadas pelo modo de produção
o capitalismo divide a sociedade em classes: os capitalistas, os trabalhadores e servos.
o estado burguês é um instrumento de redistribuição da riqueza nacional.
a igualdade jurídica que ele prega é verdadeira, sendo ilusória a divisão de classes.
 a sociedade em si e a realidade política decorrem da forma de produção.
 4a Questão (Ref.: 200521340944) Pontos: 1,0 / 1,0
O animal se confunde com sua atividade vital. De modo diferente, o homem não se confunde com sua atividade vital. O
homem age de forma teleológica, ele elabora mentalmente seu trabalho, realizando uma ação antecipatória. Assim, é
possível dizer que, para o homem, a atividade vital é:
 ideológica
30/09/13 Aluno: EMILIA BROSIG \u2022
estacio.webaula.com.br/salaframe.asp?curso=925&turma=380658&topico=830195 2/4
 ideológica
imaginária
manutenção
 consciência
realista
 5a Questão (Ref.: 200521345525) Pontos: 1,0 / 1,0
Adam Smith, foi um dos principais economistas do liberalismo econômico. Para os liberalistas, o Estado não poderia
interferir na economia, pois isto seria uma privação à liberdade de ação e principalmente um grande risco à
prosperidade material da nação. Segundo os liberais, a própria economia desenvolveria meios para equilibrar-se. Na
medida em que o Estado impedisse ou limitasse algum meio de produção da riqueza, a prosperidade estaria ameaçada
ou destinada a setores restritos da sociedade. Marque a opção que contém os princípios básicos do liberalismo:
Intervenção estatal na vida econômica.
 Defesa da propriedade privada e livre mercado.
Abertura da economia para a entrada de multinacionais.
Livre circulação de capitais internacional e defesa dos princípios econômicos do capitalismo.
Desigualdade perante a lei e globalização.
 6a Questão (Ref.: 200521349552) Pontos: 1,0 / 1,0
Prolongamento do mais-trabalho corresponderia à redução do trabalho necessário, ou seja, uma parte do tempo de
trabalho que o trabalhador até agora utilizava de fato, para si mesmo, transforma-se em tempo de trabalho para o
capitalista. O que teria mudado não seria a jornada de trabalho, mas a sua divisão em trabalho necessário e mais-
trabalho. (Karl Marx. O Capital, Vol. 1, Livro 1, 1980, p. 250). A partir do trecho acima, pode-se inferir que se
trata do conceito de
Trabalho Abstrato.
Acumulação Primitiva.
Trabalho Complexo.
Mais-Valia Absoluta.
 Mais-Valia Relativa.
 7a Questão (Ref.: 200521353065) Pontos: 1,0 / 1,0
Segundo a teoria da acumulação do capital de Marx, não basta que o capital se apodere do processo de trabalho, e
apenas alongue sua duração. O capital tem de ... "revolucionar as condições técnicas e sociais do processo de trabalho,
portanto o próprio modo de produção, a fim de aumentar a força produtiva do trabalho, [e] mediante o aumento da
força produtiva do trabalho reduzir o valor da força de trabalho e, assim, encurtar parte da jornada de trabalho
necessária para a reprodução deste valor."(MARX, Karl. O Capital. SP: Abril Cultural. 1984, p. 251). Na passagem
acima, Marx identifica uma das características centrais do modo de produção capitalista. 
Marque a opção correta:
Elevação constante da mais-valia absoluta decorrente do prolongamento da jornada de trabalho.
Redução progressiva na taxa de lucro, decorrente da modificação contínua dos processos produtivos.
Tendência à pauperização absoluta da classe trabalhadora por efeito da introdução de progresso técnico.
 Redução do tempo de trabalho socialmente necessário para a produção, através da introdução de progresso
técnico.
Redução progressiva da importância da mais-valia relativa devido à introdução de máquinas.
 8a Questão (Ref.: 200521338551) Pontos: 1,0 / 1,0
O que faz o valor de uma mercadoria? Aqui está uma pergunta que instigou os economistas da
Escola Clássica e que levou Marx a desenvolver o conceito de "mais valia"
 
 
30/09/13 Aluno: EMILIA BROSIG \u2022
estacio.webaula.com.br/salaframe.asp?curso=925&turma=380658&topico=830195 3/4
 
 
Na verdade, o trabalhador produz mais do que foi calculado, ou seja, a força de trabalho cria um
valor superior ao estipulado inicialmente. Esse trabalho excedente não é pago ao trabalhador e
serve para aumentar cada vez mais o capital. Insere-se neste ponto a questão da alienação - o
produtor não se reconhece no que produz; o produto surge como um poder separado do produtor. O
produto surge então como algo separado, como uma realidade soberana ¿ o fetichismo da
mercadoria. Mas o que faz com que o homem não perceba? A resposta, de acordo com Marx, está
na ideologia dominante, que procura sempre retardar e disfarçar as contradições politicamente.
Portanto, a luta de classes só pode ter como objetivo a supressão dessa extorsão e a instituição de
uma sociedade na qual os produtores seriam senhores de sua produção.
Marque a opção que expressa o conceito desenvolvido por Marx, que está implícito nos
textos da questão:
 
 Patrão
 Mercadoria
 Modo de produção
 Mais valia
 Sociedade
 9a Questão (Ref.: 200521338542)
Os críticos ao sistema afirmam que a economia neoliberal só beneficia as grandes potências econômicas e as empresas multinacionais. Os
países pobres ou em processo de desenvolvimento, sofrem com os resultados de uma política neoliberal. Nestes países, são apontadas como
causas do neoliberalismo: desemprego, baixos salários, aumento das diferenças sociais e dependência do capital internacional.
Pensando como estes críticos do neoliberalismo, quais seriam as conseqüências no campo educacional.
Sua Resposta: ddddddd
Compare com a sua resposta:
ESCOLAS PÚBLICAS SEM QUALIDADE, BAIXOS SALÁRIOS DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO, POLÍTICAS PÚBLICAS DEPENDENTES CDO
CAPITAL