AVALIAÇÃO ANALISE TEXTUAL
56 pág.

AVALIAÇÃO ANALISE TEXTUAL


DisciplinaAnálise Textual9.925 materiais293.778 seguidores
Pré-visualização13 páginas
Por declaração inicial.
	
	Por definição.
	
	Por divisão.
	
\ufffdGabarito Comentado\ufffd
	
	\ufffd
	 3a Questão (Ref.: 201504365351)
	\ufffdFórum de Dúvidas (1 de 3)\ufffd       \ufffdSaiba (1 de 3)\ufffd 
	
	         Existem diferentes formas de organizar um parágrafo. Todas elas dependem da relação entre a ideia central e as ideias secundárias produzidas no parágrafo. Leia o fragmento e a seguir identifique o tipo de desenvolvimento do tópico frasal utilizado no texto.
Na planície avermelhada os juazeiros alargavam duas manchas verdes. Os infelizes tinham caminhado o dia inteiro, estavam cansados e famintos. Ordinariamente andavam pouco, mas como haviam repousado bastante na areia do rio seco, a viagem progredira bem três léguas. Fazia horas que procuravam uma sombra. A folhagem dos juazeiros apareceu longe, através dos galhos pelados da caatinga rala. Arrastaram-se para lá, devagar, Sinhá Vitória com o filho mais novo escanchado no quarto e o baú de folha na cabeça, Fabiano sombrio, cambaio, o aió a tiracolo, a cuia pendurada numa correia presa ao cinturão, a espingarda de pederneira no ombro.(RAMOS, Graciliano. Vidas secas. Rio de Janeiro: Record, 1996.).
	
	
	 Interrogação
	
	Causa e consequência.
	
	Explanação da ideia inicial.
	
	Enumeração de detalhes.
	
	Comparação.
	
\ufffdGabarito Comentado\ufffd
\ufffdGabarito Comentado\ufffd
	
	\ufffd
	 4a Questão (Ref.: 201503770881)
	\ufffdFórum de Dúvidas (1 de 3)\ufffd       \ufffdSaiba (1 de 3)\ufffd 
	
	Sobre o conceito de parágrafo é correto afirmar que: 
I. é uma unidade textual que se constitui de uma ou mais frases; 
II. é desenvolvida uma ideia central, à qual se juntam outras de caráter secundário;
 III. a estrutura é interligada através da coesão textual .
	
	
	somente a II e III estão corretas
	
	somente a I está correta 
	
	somenta a III está correta
	
	Todas estão corretas
	
	somente a I e III estão corretas
	
\ufffdGabarito Comentado\ufffd
\ufffdGabarito Comentado\ufffd
\ufffdGabarito Comentado\ufffd
	
	\ufffd
	 5a Questão (Ref.: 201504364838)
	\ufffdFórum de Dúvidas (1 de 3)\ufffd       \ufffdSaiba (1 de 3)\ufffd 
	
	O tópico frasal constitui a ideia central de um parágrafo e a partir dele, as outras ideias são desenvolvidas no parágrafo. Leia o fragmento e a seguir identifique o tipo de tópico frasal utilizado no texto.
Será esta a maior das solidões? Realmente, o que pode existir de pior que a impossibilidade de arrancar à morte o seu amado, que fez Orfeu descer aos Infernos em busca da Eurídice e acabo por lhe calar a lira mágica? Distante, separado, prisioneiro, ainda pode aquele que ama alimentar sua paixão com o sentimento de que o objeto amado está vivo.
	
	
	Tópico frasal por divisão.
	
	Tópico frasal por interrogação.
	
	Tópico frasal por declaração inicial.
	
	Tópico frasal por definição. 
	
	Tópico frasal por alusão.
	
\ufffdGabarito Comentado\ufffd
	
	\ufffd
	 6a Questão (Ref.: 201504362751)
	\ufffdFórum de Dúvidas (1 de 3)\ufffd       \ufffdSaiba (1 de 3)\ufffd 
	
	         O tópico frasal constitui a ideia central de um parágrafo e a partir dele, as outras ideias são desenvolvidas no parágrafo. Leia o fragmento e a seguir identifique o tipo de tópico frasal utilizado no texto.. 
	A prática da redação é muito importante para a formação profissional. Não é apenas por causa da necessidade de redigir cartas, relatórios, ofícios e, eventualmente, artigos que um agrônomo, por exemplo, precisa saber escrever. A prática da redação é fundamentalmente um excelente treinamento para a organização do raciocínio e para o desenvolvimento da capacidade de se expressar. (MORENO, Cláudio; GUEDES, Paulo Coimbra. Curso básico de redação. São Paulo: Ática, 2007).
	
	
	Tópico frasal por declaração inicial 
	
	Tópico frasal por citação.
	
	Tópico frasal por interrogação.
	
	Tópico frasal por divisão.
	
	Tópico frasal por alusão.
	
\ufffdGabarito Comentado\ufffd
	
	Leia o fragmento a seguir: 
Portadores de vigorexia não medem esforços para deixar o corpo cada vez mais em forma Movidas por uma insatisfação com o próprio corpo, algumas pessoas passam horas fazendo musculação e controlam excessivamente a alimentação para conseguirem adquirir músculos e se sentirem mais bonitas. Essa atitude pode indicar um distúrbio psicológico chamado vigorexia. "É o contrário da anorexia. Ao invés das pessoas desejarem ficar mais magras, querem ficar cada vez mais musculosas", explica o professor Marcos Polito, vice-coordenador do mestrado em educação física da Universidade Estadual de Londrina (UEL). Não há estatísticas de quantos são os vigoréxicos no Brasil, mas Polito acredita que a doença é mais comum do que se imagina, principalmente no caso dos homens. 
(Adaptado de: Carol Manhani, disponível em http://www.jornaldelondrina.com.br/edicaododia/conteudo.phtml?id=971661, acesso em junho )
O texto tem como objetivo: 
	
	
	Descrever o distúrbio alimentar.
	
	Expor uma opinião sobre vigorexia.
	
	Informar dados sobre a doença.
	
	Narrar a vida de uma pessoa com vigorexia.
	
	Argumentar sobre a beleza.
	
\ufffdGabarito Comentado\ufffd
	
	\ufffd
	 2a Questão (Ref.: 201503989889)
	\ufffdFórum de Dúvidas (1 de 5)\ufffd       \ufffdSaiba (1 de 3)\ufffd 
	
	Os tipos de argumento são estratégias para a sustentação da tese. Muitas vezes, utilizamos a opinião de alguém legitimado para falar do assunto abordado, tendo em vista dar ao texto credibilidade. Assinale a alternativa que apresenta o nome desse tipo de argumento. 
	
	
	Ilustração
	
	Provas concretas 
	
	Autoridade
	
	Causa e consequência
	
	Exemplificação
	
\ufffdGabarito Comentado\ufffd
\ufffdGabarito Comentado\ufffd
\ufffdGabarito Comentado\ufffd
	
	\ufffd
	 3a Questão (Ref.: 201503989399)
	\ufffdFórum de Dúvidas (1 de 5)\ufffd       \ufffdSaiba (1 de 3)\ufffd 
	
	Quando ouvimos as razões para o fechamento de uma determinada faculdade de direito proferidas pelo presidente da OAB, temos um exemplo de:
	
	
	Ilustração
	
	Argumento de autoridade
	
	Contraposição
	
	Exemplificação
	
	Causa e consequência
	
\ufffdGabarito Comentado\ufffd
\ufffdGabarito Comentado\ufffd
\ufffdGabarito Comentado\ufffd
	
	\ufffd
	 4a Questão (Ref.: 201504317531)
	\ufffdFórum de Dúvidas (4 de 5)\ufffd       \ufffdSaiba (2 de 3)\ufffd 
	
	Se tomarmos os dados estatísticos sobre os crimes nossa cidade como ponto de partida para elaborar uma hipóteses a respeito da violência urbana, estaremos fazendo uso de:
	
	
	Raciocínio dedutivo, algo que só é possível se tomarmos dados concretos da realidade como ponto de partida.
	
	Raciocínio indutivo, algo que pode ser realizado partindo-se de premissas gerais.
	
	e) Raciocínio indutivo, algo que deve partir sempre de uma hipótese já testada por meio do emprego da dedução.
	
	Raciocínio dedutivo, algo que deve ser realizado, de preferência, tendo a realidade concreta como ponto de partida.
	
	Raciocínio indutivo, neste caso tomando dados concretos da realidade como ponto de partida.
	
\ufffdGabarito Comentado\ufffd
\ufffdGabarito Comentado\ufffd
	
	\ufffd
	 5a Questão (Ref.: 201504369367)
	\ufffdFórum de Dúvidas (4 de 5)\ufffd       \ufffdSaiba (2 de 3)\ufffd 
	
	Leia esta frase:
"De um saco de feijão são retirados alguns grãos para análise, verificando-se que os grãos são do tipo A; daí conclui-se que todo grão é do tipo A." (RIBEIRO, Manoel Pinto. Gramática Aplicada da Língua Portuguesa. 15ª. Ed. Revisada e ampliada. Rio de Janeiro: Metáfora, 2005, p. 412.)
Percebemos que parte-se de uma premissa para chegar a uma conclusão, assim esse raciocínio é:
	
	
	Indutivo.
	
	Hipotético.
	
	Categórico.
	
	Dedutivo.
	
	Condicional.
	
\ufffdGabarito Comentado\ufffd
\ufffdGabarito Comentado\ufffd
	
	\ufffd
	 6a Questão (Ref.: 201503753786)
	\ufffdFórum de Dúvidas (1 de 5)\ufffd       \ufffdSaiba (1 de 3)\ufffd 
	
	 
Leia o texto abaixo.
\u201cPor que escrevemos? São muitos os motivos, mas escrevemos para