Economia - Aula 06 - Cambio e BP
37 pág.

Economia - Aula 06 - Cambio e BP


DisciplinaEconomia I32.172 materiais240.500 seguidores
Pré-visualização9 páginas
30
 
 
 
 
07 \u2013(FCC-ICMS/SP \u2013 2006) Sobre o balanço de pagamentos, é correto afirmar 
que: 
a) um superávit no saldo das transações correntes equivale a uma diminuição dos 
ativos externos líquidos em poder dos residentes desta economia. 
b) o pagamento de juros sobre empréstimos recebidos do exterior é registrado na 
conta de capital. 
c) há diminuição das reservas internacionais do país, se o saldo do balanço de 
pagamentos é positivo. 
d) o valor dos lucros reinvestidos na economia doméstica por residentes no 
exterior é computado no balanço de serviços. 
e) há transferência líquida de recursos para o exterior quando as importações de 
bens e serviços não-fatores apresentam valor maior que as exportações de bens e 
serviços não-fatores. 
A conta-corrente deve compensar a conta de capital, o que significa que a conta-
corrente deve ser igual à diferença entre a poupança e o investimento. 
Um superávit em conta corrente equivale a um incremento dos ativos externos 
líquidos em poder dos residentes dessa economia. O país está acumulando ativos 
líquidos internacionais, ou seja, seus direitos líquidos em relação ao resto do 
mundo estão aumentando. Neste caso, estamos emprestando aos mercados 
financeiros mundiais e exportando mais bens do que importamos. a poupança que 
não é investida internamente é usada para conceder empréstimos externos. Eles 
CURSOS ON-LINE \u2013 ECONOMIA \u2013 CURSO REGULAR 
PROFESSOR MARLOS FERREIRA 
www.pontodosconcursos.com.br 31
necessitam desses empréstimos porque estamos lhes fornecendo mais bens e 
serviços do que eles nos fornecem, isto é, NX é positivo. 
A assertiva a está incorreta. 
Os juros pagos sobre os empréstimos (serviços de fatores) são lançados no 
balanço de serviços e não na conta de capitais autônomos ( movimento de 
capitais). 
A assertiva b está incorreta. 
O saldo total do BP quando positivo, não há resultado a ser financiado ( capitais 
compensatórios). Ao contrário, sobram recursos (divisas) que serão aplicadas em 
haveres em moeda no exterior, acarretando aumento das reservas internacionais 
do país. 
A assertiva c está incorreta. 
A conta-corrente deve compensar a conta de capital, o que significa que a conta-
corrente deve ser igual à diferença entre a poupança e o investimento. 
Como estamos importando mais do que exportando, temos um déficit em conta 
corrente e um superávit em conta de capital. Neste caso, estamos tomando 
emprestado nos mercados financeiros mundiais. 
Se nossos investimentos excedem nossas poupanças, o investimento excedente 
deve ser financiado pelo estrangeiro. Esses empréstimos externos nos permitem 
importar mais bens e serviços do que estamos exportando, isto é, NX é 
negativo.Há recepção líquida de recursos externos e não transferência líquida de 
recursos, como sinalizado pela questão. 
Atentem para o seguinte quadro: 
Conta Capital Conta Corrente Recursos externos 
Superavitária Deficitária Captação líquida 
Deficitária Superavitária Transferência líquida 
CURSOS ON-LINE \u2013 ECONOMIA \u2013 CURSO REGULAR 
PROFESSOR MARLOS FERREIRA 
www.pontodosconcursos.com.br 32
A assertiva e está incorreta. 
A assertiva d está correta. 
 
 
 
08- (ESAF/Analista- BC \u2013 2001) Considere a seguinte equação: 
Y = C + I + G + (X \u2013 M). Com base nessas informações, podemos afirmar que: 
a) se Y = PIB, ( X \u2013 M) = saldo do balanço de pagamentos em transações 
correntes. 
b) se Y = PIB, ( X \u2013 M) = déficit na balança comercial. 
c) se Y = PIB, ( X \u2013 M) = superávit na balança comercial. 
d) se Y = PIB, ( X \u2013 M) = saldo total do balanço de pagamentos. 
e) se Y = PIB, ( X \u2013 M) = exportações menos importações de bens e serviços não 
fatores. 
Questão rápida e curta. Mas, cuidado, pois apresenta alguns detalhes 
complicadores. A única opção aceitável é a assertiva e. 
A assertiva a menciona o saldo do BP em transações correntes ( incluindo balanço 
de serviços e movimentos ou transferências unilaterais). 
As assertivas b e c se referem à balança comercial acusando um déficit/superávit 
sem saber qual o montante das exportações (X) e qual o tamanho das 
importações (M). 
A assertiva d erra ainda mais mencionando (X \u2013 M) como saldo total do BP. 
 
 
 
 
 
09- (ESAF/APO \u20132002) Considere os seguintes dados para uma economia 
hipotética, em unidades monetárias e num determinado período de tempo: 
CURSOS ON-LINE \u2013 ECONOMIA \u2013 CURSO REGULAR 
PROFESSOR MARLOS FERREIRA 
www.pontodosconcursos.com.br 33
déficit comercial = 100 
transferências unilaterais recebidas = 10 
saldo líquido positivo do movimento de capitais autônomos = 100 
Considerando que o saldo total do balanço de pagamentos foi nulo e supondo a 
ausência de erros e omissões, é correto afirmar que: 
a) o balanço de serviços apresentou saldo negativo de 110 e o saldo em 
transações correntes foi deficitário em 110. 
b) o saldo do balanço de serviços foi nulo e o saldo em transações correntes foi 
deficitário em 90. 
c) o saldo do balanço de serviços apresentou saldo negativo de 10 e o saldo em 
transações correntes foi deficitário em 100. 
d) o saldo do balanço de serviços foi nulo e o saldo em transações correntes foi 
deficitário em 110. 
e) o saldo do balanço de serviços foi igual ao saldo em transações correntes. 
Sabemos que o saldo do BP em transações correntes corresponde ao somatório 
da balança comercial ( -100), das transferências unilateriais ( + 10) e da balança 
de serviços. Também foram dados no problema que o saldo do movimento de 
capitais foi positivo em 100, o saldo total do BP foi nulo e não há erros e omissões. 
Dessa forma, resta claro que o saldo do BP em transações correntes deve ser 
financiado em sua totalidade pela conta de capitais autônomos, que é positivo em 
100. Daí, vem que o saldo do BP em transações correntes é igual a \u2013 100. 
Resta-nos ainda o saldo da balança de serviços, que deve ser deficitária em 10 a 
fim de que o saldo do BP em transações correntes seja 100, ou seja, balança 
comercial ( - 100), transferências unilaterais ( + 10) e balança de serviços ( - 10). 
A assertiva c está correta. 
 
 
 
 
10- (ESAF/Analista Comércio Exterior \u2013 2002) Com relação ao balanço de 
pagamentos, é incorreto afirmar que 
CURSOS ON-LINE \u2013 ECONOMIA \u2013 CURSO REGULAR 
PROFESSOR MARLOS FERREIRA 
www.pontodosconcursos.com.br 34
a) um déficit na balança de serviço não necessariamente implica um déficit em 
transações correntes. 
b) entradas de mercadorias no país são, necessariamente, consideradas como 
importações. 
c) se o país não possui reservas, um déficit em transações correntes tem que ser 
necessariamente financiado com movimentos de capitais autônomos. 
d) os investimentos diretos são considerados como item dos movimentos de 
capitais autônomos. 
e) se, em valor absoluto, o déficit em transações correntes é igual ao superávit no 
movimento de capitais autônomos, então, na ausência de erros e omissões, o 
saldo total do balanço de pagamentos será nulo. 
Sabemos que o déficit em transações correntes é financiado pela soma do 
resultado do movimento de capitais autônomos com o saldo dos capitais 
compensatórios. As reservas constituem o principal e não único elemento dos 
capitais compensatórios. Existem os atrasados comerciais, os empréstimos de 
regularização do FMI e os direitos especiais de saque para financiar o resultado. 
O erro da questão está no fato de associar necessariamente o financiamento do 
déficit em transações correntes ao movimento de capitais autônomos, na ausência 
de reservas. 
A assertiva c está incorreta. 
 
 
 
11- (ESAF/ENAP \u2013 2006) Faz parte da conta de movimento de capitais na nova 
metodologia do Balanço de pagamentos, exceto: 
a) empréstimos de regularização 
b) investimentos diretos 
c) amortização de empréstimos 
d) capitais de curto prazo 
e) remessa de lucros 
CURSOS ON-LINE \u2013 ECONOMIA \u2013 CURSO REGULAR