sumulas_tst
60 pág.

sumulas_tst


DisciplinaDireito do Trabalho II3.720 materiais12.309 seguidores
Pré-visualização21 páginas
a questão jurídica invocada no recurso principal sobre 
a qual se omite o Tribunal de pronunciar tese, não obstante opostos embargos de declaração. 
* Súmula com redação determinada pela Res. TST 121/2003. 
298. Ação rescisória. Violação de lei. Prequestionamento. (Incorporadas as 
Orientações Jurisprudenciais 36, 72, 75 e 85, parte final, da SDI-II) 
I \u2013 A conclusão acerca da ocorrência de violação literal de lei pressupõe 
pronunciamento explícito, na sentença rescindenda, sobre a matéria veiculada. (ex-Súmula 
298 \u2013 Res. 8/1989, DJ 14.04.1989) 
II \u2013 O prequestionamento exigido em ação rescisória diz respeito à matéria e ao 
enfoque específico da tese debatida na ação e não, necessariamente, ao dispositivo legal tido 
por violado. Basta que o conteúdo da norma, reputada como violada, tenha sido abordado na 
decisão rescindenda para que se considere preenchido o pressuposto do prequestionamento. 
(ex-OJ 72 \u2013 inserida em 20.09.2000) 
III \u2013 Para efeito de ação rescisória, considera-se prequestionada a matéria tratada na 
sentença quando, examinando remessa de ofício, o Tribunal simplesmente a confirma. (ex-
OJ 75 \u2013 inserida em 20.04.2001) 
IV \u2013 A sentença meramente homologatória, que silencia sobre os motivos de 
convencimento do juiz, não se mostra rescindível, por ausência de prequestionamento. (ex-
OJ 85 \u2013 parte final \u2013 inserida em 13.03.2002 e alterada em 26.11.2002) 
V \u2013 Não é absoluta a exigência de prequestionamento na ação rescisória. Ainda que a 
ação rescisória tenha por fundamento violação de dispositivo legal, é prescindível o 
prequestionamento quando o vício nasce no próprio julgamento, como se dá com a sentença 
extra, citra e ultra petita. (ex-OJ 36 \u2013 inserida em 20.09.2000) 
* Súmula com redação determinada pela Res. TST 137/2005 (DJU 22.08.2005). 
299. Ação rescisória. Decisão rescindenda. Trânsito em julgado. Comprovação. 
Efeitos. (Incorporadas as Orientações Jurisprudenciais 96 e 106 da SDI-II) 
I \u2013 É indispensável ao processamento da ação rescisória a prova do trânsito em 
julgado da decisão rescindenda. (ex-Súmula 299 \u2013 RA. 74/1980, DJ 21.07.1980) 
II \u2013 Verificando o relator que a parte interessada não juntou à inicial o documento 
comprobatório, abrirá prazo de 10 (dez) dias para que o faça, sob pena de indeferimento. (ex-
Súmula 299 \u2013 RA. 74/1980, DJ 21.07.1980) 
III \u2013 A comprovação do trânsito em julgado da decisão rescindenda é pressuposto 
processual indispensável ao tempo do ajuizamento da ação rescisória. Eventual trânsito em 
julgado posterior ao ajuizamento da ação rescisória não reabilita a ação proposta, na medida 
em que o ordenamento jurídico não contempla a ação rescisória preventiva. (ex-OJ 106 \u2013 DJ 
29.04.2003) 
 
IV \u2013 O pretenso vício de intimação, posterior à decisão que se pretende rescindir, se 
efetivamente ocorrido, não permite a formação da coisa julgada material. Assim, a ação 
rescisória deve ser julgada extinta, sem julgamento do mérito, por carência de ação, por 
inexistir decisão transitada em julgado a ser rescindida. (ex-OJ 96 \u2013 inserida em 27.09.2002) 
Súmula com redação determinada pela Res. TST 137/2005 (DJU 22.08.2005). 
300. Competência da Justiça do Trabalho. Cadastramento no PIS 
Compete à Justiça do Trabalho processar e julgar ações ajuizadas por empregados em 
face de empregadores relativas ao cadastramento no Programa de Integração Social (PIS). 
301. Auxiliar de laboratório. Ausência de diploma. Efeitos 
O fato de o empregado não possuir diploma de profissionalização de auxiliar de 
laboratório não afasta a observância das normas da Lei 3.999, de 15.12.1961, uma vez 
comprovada a prestação de serviços na atividade. 
302. (Cancelada pela Res. TST 121/2003.) 
(Processo administrativo. Revisão da Súmula 40. Não cabe recurso ao Tribunal 
Superior do Trabalho contra decisão em processo administrativo, proferida por Tribunal 
Regional do Trabalho, ainda que nele seja interessado magistrado.) (Revisto pela Súmula 
321.) 
303. Fazenda Pública. Duplo grau de jurisdição. (Incorporadas as Orientações 
Jurisprudenciais 9, 71, 72 e 73 da SDI-1) 
I \u2013 Em dissídio individual, está sujeita ao duplo grau de jurisdição, mesmo na vigência 
da CF/1988, decisão contrária à Fazenda Pública, salvo: 
a) quando a condenação não ultrapassar o valor correspondente a 60 (sessenta) 
salários mínimos; (ex-OJ 09 incorporada pela Res. 121/2003, DJ 21.11.2003) 
b) quando a decisão estiver em consonância com decisão plenária do Supremo 
Tribunal Federal ou com súmula ou orientação jurisprudencial do Tribunal Superior do 
Trabalho. (ex-Súmula 303 \u2013 Res. 121/2003, DJ 21.11.2003) 
II \u2013 Em ação rescisória, a decisão proferida pelo juízo de primeiro grau está sujeita ao 
duplo grau de jurisdição obrigatório quando desfavorável ao ente público, exceto nas 
hipóteses das alíneas a e b do inciso anterior. (ex-OJ 71 \u2013 Inserida em 03.06.1996) 
III \u2013 Em mandado de segurança, somente cabe remessa ex officio se, na relação 
processual, figurar pessoa jurídica de direito público como parte prejudicada pela concessão 
da ordem. Tal situação não ocorre na hipótese de figurar no feito como impetrante e terceiro 
interessado pessoa de direito privado, ressalvada a hipótese de matéria administrativa. (ex-
OJs 72 \u2013 Inserida em 25.11.1996 e 73 \u2013 Inserida em 03.06.1996 ) 
* Súmula com redação determinada pela Res. TST 129/2005 (DJU 20.04.2005). 
304. Correção monetária. Empresas em liquidação. Art. 46 do ADCT/CF. 
(Revisão da Súmula 284.) 
Os débitos trabalhistas das entidades submetidas aos regimes de intervenção ou 
liquidação extrajudicial estão sujeitos a correção monetária desde o respectivo vencimento 
até seu efetivo pagamento, sem interrupção ou suspensão, não incidindo, entretanto, sobre 
tais débitos, juros de mora. 
305. Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. Incidência sobre o aviso prévio 
 
O pagamento relativo ao período de aviso prévio, trabalhado ou não, está sujeito a 
contribuição para o FGTS. 
306. (Cancelada pela Res. TST 121/2003.) 
(Indenização adicional. Pagamento devido com fundamento nos arts. 9º da Lei 
6.708/1979 e 9º da Lei 7.238/1984. É devido o pagamento da indenização adicional na 
hipótese de dispensa injusta do empregado, ocorrida no trintídio que antecede a data-base. A 
legislação posterior não revogou os arts. 9º da Lei 6.708/1979 e 9º da Lei 7.238/1984.) 
307. Juros. Irretroatividade do Decreto-lei 2.322, de 26.02.1987 
A fórmula de cálculo de juros prevista no Decreto-lei 2.322, de 26.02.1987 somente é 
aplicável a partir de 27.02.1987. Quanto ao período anterior, deve-se observar a legislação 
então vigente. 
308. Prescrição qüinqüenal (Incorporada a Orientação Jurisprudencial 204 da 
SDI-1) 
I \u2013 Respeitado o biênio subseqüente à cessação contratual, a prescrição da ação 
trabalhista concerne às pretensões imediatamente anteriores a cinco anos, contados da data 
do ajuizamento da reclamação e, não, às anteriores ao qüinqüênio da data da extinção do 
contrato. (ex-OJ 204 \u2013 Inserida em 08.11.2000) 
II \u2013 A norma constitucional que ampliou o prazo de prescrição da ação trabalhista para 
5 (cinco) anos é de aplicação imediata e não atinge pretensões já alcançadas pela prescrição 
bienal quando da promulgação da CF/1988. (ex-Súmula 308 \u2013 Res. 6/1992, DJ 05.11.1992) 
* Súmula com redação determinada pela Res. TST 129/2005 (DJU 20.04.2005). 
309. Vigia portuário. Terminal privativo. Não obrigatoriedade de requisição 
Tratando-se de terminais privativos destinados à navegação de cabotagem ou de longo 
curso, não é obrigatória a requisição de vigia portuário indicado por sindicato. 
310. (Cancelada pela Res. 119/2003.) 
(Substituição processual. Sindicato. I \u2013 O art. 8º, inciso III, da Constituição da 
República não assegura a substituição processual pelo sindicato. II \u2013 A substituição 
processual autorizada ao sindicato pelas Leis 6.708, de 30.10.1979, e 7.238,