PATOLOGIA BÁSICA AV2
4 pág.

PATOLOGIA BÁSICA AV2


DisciplinaPatologia Básica2.448 materiais27.913 seguidores
Pré-visualização1 página
PATOLOGIA BÁSICA AV2 06/06/2015 
 1
a
 Questão (Ref.: 201403865000) Pontos: 0,5 / 0,5 
Quanto às lesões não letais é correto destacar que: 
 
 são compatíveis com a recuperação do estado de normalidade após terminada a agressão. 
 são representadas pela apoptose. 
 são representadas pela necrose. 
 não são compatíveis com a recuperação do estado de normalidade após terminada a agressão. 
 são representadas pela necrose e pela apoptose. 
 
 
 
 2
a
 Questão (Ref.: 201403865197) Pontos: 0,0 / 0,5 
Trata-se de uma pigmentação por sais de carbono. Comum sua passagem pelas vias aéreas, 
chegando aos alvéolos pulmonares e ao linfonodos regionais por intermédio da fagocitose do 
pigmento. A pigmentação em questão não gera grandes problemas, mas sua evolução pode originar 
disfunções pulmonares graves, principalmente em profissionais que constantemente entram em 
contato com a poeira de carvão. A cor varia do amarelo-escuro ao negro. O tipo de pigmentação 
exógena descrita é denominada de: 
 
 Siderose 
 Antracose 
 Saturnismo 
 Argiria 
 Tatuagem 
 
 
 
 3
a
 Questão (Ref.: 201403768105) Pontos: 0,5 / 0,5 
O abscesso é uma necrose causada por várias bactérias e o centro desta lesão apresenta-se 
preenchido por pus. Que tipo de necrose é esta? 
 
 Esteatonecrose 
 Coagulativa 
 Liquefativa 
 Gangrenosa 
 Caseosa 
 
 
 
 4
a
 Questão (Ref.: 201403240136) Pontos: 0,0 / 0,5 
O infarto agudo do miocárdio e o acidente vascular cerebral são causados por redução extrema ou 
ausência de fluxo sanguíneo, que ocorre devido à obstrução de uma artéria. Essa obstrução pode ser 
decorrente da formação de um coágulo sobre uma área vascular previamente comprometida por 
aterosclerose. Sobre esse assunto, é INCORRETO afirmar que: 
 
 O tecido cicatricial derivado de uma necrose isquêmica irreversível no músculo cardíaco não 
apresenta capacidade contrátil. 
 A ruptura da placa aterosclerótica ocorre devido à atividade de citocinas inflamatórias e 
metaloproteases liberadas pelo tecido necrótico acumulado na camada íntima do vaso arterial. 
 O infarto do miocárdio e o acidente vascular cerebral são processos patológicos que levam à 
necrose das células, uma vez que há falta de aporte adequado de nutrientes e oxigênio. 
 Uma vez que se estabeleça redução ou ausência de fluxo sanguíneo, dependendo da 
magnitude e do tempo de duração do processo isquêmico, se o tecido acometido for 
reperfundido, algumas células podem voltar à sua condição inicial. 
 A redução na oferta de oxigênio e nutrientes acarretará aumento diretamente proporcional da 
fosforilação oxidativa pelas mitocôndrias, uma boa tentativa de produzir maior quantidade de 
ATP utilizado para manutenção da vida celular até que o vaso sanguíneo seja desobstruído. 
 
 
 
 5
a
 Questão (Ref.: 201403825083) Pontos: 0,0 / 0,5 
Com relação aos métodos citopatológicos e histopatológicos é correto afirmar que: 
 
 Os métodos histopatológicos são invasivos e mais caros que os métodos citopatológicos e em 
casos de neoplasias seus resultados são melhores. 
 Os métodos citopatológicos são pouco invasivos e mais dispendiosos que os métodos 
histopatológicos porém seu resultado é conclusivo em casos de neoplasias 
 O método histopatológico é menos invasivo e mais barato que o método citopatológico. 
 Em casos de neoplasias o método citopatológico gera um diagnóstico conclusivo mesmo sem 
complementação com outros método de estudo. 
 Todas as afirmativas antriores estão erradas. 
 
 
 
 6
a
 Questão (Ref.: 201403825462) Pontos: 0,0 / 0,5 
A fase aguda das doenças caracteriza-se por sinais como febre, anorexia, perda de peso, prostração e 
sonolência. Esses sinais ocorrem principalmente devido a liberação de mediadores químicos, como: 
 
 histamina e bradicinina 
 prostaglandinas e substância P 
 Prostaglandinas e histamina 
 interleucinas e histamina 
 interleucinas e fator de necrose tumoral 
 
 
 
 7
a
 Questão (Ref.: 201403245923) Pontos: 0,0 / 1,5 
Joana, 42 anos, deu entrada na emergência de um hospital. Queixa principal: Dor torácica 
abdominal. Anamnese: há três anos apresenta dor abdominal com piora nos últimos dois meses. A 
dor é localizada no epigástrio e hipocôndrio direito, às vezes com irradiação para o ombro direito. 
Relaciona-se com ingestão de alimentos, mais especialmente gordurosos e é acompanhada de 
náuseas e vômitos. Exame físico: ictérica e hidratada, Temperatura axilar 36,5°C. Dor discreta à 
palpação do hipocôndrio direito. Dosagem de bilirrubina (Bb) total: 2,5 mg/dL (normal 0,3-1,2 
mg/dL) Exames complementares: ultrassonografia abdominal total revelou cálculos na vesícula 
biliar (litíase biliar). Joana foi submetida à colecistectomia laparoscópica e a vesícula foi enviada 
para o laboratório de anatomia patológica. O resultado foi colecistite crônica calculosa devido à 
impactação de cálculo no ducto cístico associado a cálculo biliar na âmpola de Vater. Com base no 
caso apresentado, qual é a principal causa da hiperbilirrubinemia e icterícia nessa situação? 
 
 
Resposta: O não funcionamento correto da vesícula biliar 
 
 
Gabarito: Obstrução na drenagem biliar pela presença do cálculo obstruindo o colédoco (âmpola de 
Vater). 
 
 
 
 8
a
 Questão (Ref.: 201403432150) Pontos: 1,0 / 1,0 
O HPV É UM VÍRUS QUE POSSUI TROPISMO PELAS CÉLULAS EPITELIAIS. AO 
ALCANÇAR O NÚCLEO DESTAS CÉLULAS, O HPV INIBE O MECANISMO DE 
APOPTOSE. DESTE MODO, A CÉLULA TORNA-SE IMORTALIZADA E PODE SE 
MULTIPLICAR INDETERMINADAS VEZES. NA PELE OCORRE FORMAÇÃO DE 
VERRUGAS E NOS ÓRGÃOS GENITAIS FORMAM-SE OS CONDILOMAS. QUAL TIPO DE 
ALTERAÇÃO CELULAR O HPV CAUSA À ESTAS CÉLULAS EPITELIAIS? 
 
 HIPERTROFIA 
 DISPLASIA 
 HIPERPLASIA 
 METAPLASIA 
 APLASIA 
 
 
 
 9
a
 Questão (Ref.: 201403240132) Pontos: 0,0 / 1,5 
Explique por que células que sofrem adaptações do tipo hiperplasia ou displasia estão mais 
susceptíveis a se transformar em células tumorais ou cancerosas. 
 
 
Resposta: Por que há uma desfunção no desenvolvimento e diferenciaçao celular. 
 
 
Gabarito: A hiperplasia ocorre quando as células de um tecido proliferam através de mitoses, sem 
alteração morfológica ou genética. Já na displasia, além da proliferação, as novas células sofrem 
alterações na estrutura, forma e material genético. Esses dois tipos de adaptação celular, uma vez 
que dependem da ativação de mecanismos que interferem nos genes de DNA, aumentam a 
probabilidade de algum erro durante a divisão celular, portanto, tornam as células mais susceptíveis 
a se proliferarem demasiadamente, o que pode resultar em tumor benigno ou câncer. 
 
 
 
 10
a
 Questão (Ref.: 201403241429) Pontos: 0,0 / 1,0 
"Formação de uma nova lesão tumoral a partir da primeira, mas sem ligação física entre as duas. É 
uma característica marcante das neoplasias malignas e representa um prognóstico ruim à vida dos 
portadores destes tumores." O texto acima se refere a qual evento: 
 
 Diferenciação celular 
 Metástase 
 Regressão tumoral 
 Progressão tumoral 
 Angiogênese