TEP 1 AULA 3  2015 TÉCNICAS E INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO

TEP 1 AULA 3 2015 TÉCNICAS E INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO


DisciplinaTécnicas de Exame Psicológico I261 materiais4.216 seguidores
Pré-visualização3 páginas
(SDE : 0180) 
TÉCNICAS DE EXAME PSICOLÓGICO I
Unidade I Avaliação Psicológica: 
continuação
Profa. Regina Rangel
Universidade Estácio de Sá
AULA 1
Técnicas de Avaliação Psicológica
As técnicas e os exames psicológicos são procedimentos para a coleta de dados, informações, considerando tanto o critério científico da objetividade (observação direta do comportamento), como a descrição subjetiva da experiência. 
Para avaliarmos o comportamento de um indivíduo em sua globalidade \u2013 domínios cognitivo, afetivo e psicomotor \u2013 precisamos de técnicas e instrumentos adequados.
A metodologia empregada pelo profissional, pode envolver, o uso de testes psicométricos além de instrumentos qualitativos, aliados ou não a entrevista e uso de observação sistemática de condutas, de modo favorecer a coleta de informações a respeito do avaliando.
Técnicas de avaliação \u2013 métodos para se obter informações. (basicamente três) 
Instrumento de avaliação \u2013 recurso que serve à uma determinada técnica ( testes, observação sistemática, entrevista etc)
Devem ser escolhidos com prudência, considerando cada situação.
1.Observação 
1.1 Registros de comportamento
1.2.Escala de classificação
2.Inquirição
2.1 Questionário
2.2 Entrevista
2.1.1 Inventário
2.1.2 Escala de Atitude
2.1.3 Levantamento de Opinião
2.2.1 Dirigida
2.2.2 Não dirigida / Não estrut
2.2.3 Mista
3.Testagem
3.1 Testes não padronizados
3.2 Testes padronizados
3.1 INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA
 
 
 
			
Assistemática
Sistemática
Assistemática => Realizada sem qualquer planejamento prévio 
Sistemática =>
\uf0fcObservação controlada
\uf0fc Propósitos previamente determinados
\uf0fc Exige planejamento
\uf0fc Campo de observação delimitado
\uf0fc Requer utilização de instrumentos para o seu registro
Vulgar
Científica
 1. A Observação 
O principal problema da observação é que a presença do pesquisador pode provocar alterações no comportamento dos observados, destruindo a espontaneidade dos mesmos e produzindo resultados pouco confiáveis. 
Principal Problema
 Tipos de Observação 			
=> Ponto de partida para qualquer estudo científico
Tipos de Escalas de Avaliação :
 
a linha significa a amplitude do traço
 o avaliador registra uma marca no ponto em que julga situar-se o observado 
 com respeito a determinada característica
 x Me x
Deficiente	Abaixo da Me Acima da Me Excelente	 
avaliação de indivíduos, sobre características ou traços, será efetuada num gráfico
Traço : Habilidade Manual
A. Sistema Gráfico 	 muito utilizada
 Registro de comportamento
Observação
 Escala de classificação
1.1 Registros de comportamento 
=>Esse registro deve ser realizado sem 
 opiniões ou julgamentos para que não 
 haja o perigo da distorção dos dados.
1.2 Escala de Classificação ou Avaliação =>Dispositivo através do qual se 
 ordenam, numa escala, aspectos qualitativos dos indivíduos, de modo que 
 tenham um correspondente numérico.
 O avaliador posiciona o objeto julgado na categoria mais aproximada
.Exemplo de Escala numérica 
Traço : Apresentação em público
1. o mais desagradável
2. extremamente desagradável
3. moderadamente desagradável
4. ligeiramente desagradável
5. indiferente
6. ligeiramente agradável
7. moderadamente agradável
8. extremamente agradável
9. o mais agradável
Exemplo de Escala de adjetivo		
Traço : Motivação de Aprendizagem em determinada disciplina
( ) cresceu com a continuidade das aulas
( ) foi estável durante todas as aulas
( ) diminuiu com a continuidade das aulas
( ) foi nula durante as aulas
B. Escala de avaliação de múltiplas etapas =>é a avaliação de categorias 
 contínuas, pode ser de números ou adjetivos
 2. Inquirição
2.1 Questionário
2.2 Entrevista
2.1.1 Inventário
Escala de Atitude
Levantamento de Opinião
Dirigida
Não dirigida / Não estruturada
Mista
 2.1 Questionário =>Lista de perguntas usada para obter informações 
 sobre opiniões e atitudes
 2.1.1 Inventário =>Diante de uma série de afirmações, o indivíduo é solicitado a efetuar um julgamento sobre ele próprio. É geralmente 
instrumento de auto-avaliação. Ex. IHS / sempre ,quase sempre etc) 
2.1.1.1. Interesse => se destinam a medir os interesses 
dos indivíduos (profissional e vocacional)
Ex. O inventário de interesse de Angelini e Angelini.
2.1.1.2. Personalidade => se destinam a traçar um 
diagnóstico do sujeito (inventários de personalidade).
Ex. Lista de verificação de problemas, Inventário de traços 
e Inventário de ajustamento.
Interesse
 Personalidade
7
 2. Inquirição
2.1 Questionário
2.2 Entrevista
Inventário
2.1.2 Escala de Atitude
2.1.3 Levantamento de Opinião
Dirigida
Não dirigida / Não estruturada
Mista
 2.1.2. Escala de atitude - Mistura de escala de classificação e inventário. 
 Usada para determinar a atitude geral de uma pessoa 
 para com determinado assunto. 
 Ex. Atitude dos alunos em relação à sua escola. 
2.1.2.1. Thurstone \u2013 assinalar as afirmações que mais concorde.
2.1.2.2. Likert \u2013 assinalar as respostas segundo a intensidade de 
 sua concordância (5 opções concordo plenamente 
 até discordo totalmente). 
Interesse
 Personalidade
Thurstone
 Likert
2.1.3 Levantamento de Opinião - Costuma ser apresentado como questão 
 única,e os resultados finais vêm expressos em % 
 Ex: Qual sua opinião sobre o seu trabalho?1. Você o 
 conhece bem? Sim ( ) não ( ) É de muita responsabilidade? 
 sim( ) não ( )
8
2.Inquirição
2.1 Questionário
2.2 Entrevista
Inventário
Escala de Atitude
Levantamento de Opinião
2.2.1 Dirigida
2.2.2 Não dirigida / Não estruturada
2.2.3 Mista
2.2 Entrevista
 
 2.2.1 Dirigida ,Estruturada, diretiva, sistemática ou fechada \u2013 segue um 
 roteiro fechado, padronizado previamente construído.
 
 2.2.2 Não Dirigida, Não \u2013 estruturada, não \u2013 diretiva, não-sistemática 
 ou aberta - Perguntas de caráter geral, objetivando colher o maior 
 número de informações livres sobre o indivíduo/ A não-diretividade 
 encoraja o sujeito a se expressar como deseja.Não há ordenação rígida, 
 contudo, existe um objetivo específico a ser atingido...
 Exp. Clínica : O que traz você aqui? Empresa:Gostaria 
 que você falasse um pouco sobre sua experiência profissional até o 
 presente momento?
 2.2.3 Semi - estruturada, semi-diretiva, semi-aberta ou mista - segue a 
 não \u2013 estruturada. Objetivo: melhorar a quantidade e a qualidade das 
 informações obtidas. 
3.Testagem
Testes não padronizados
Testes padronizados
3. Testagem -Técnica para produzir e coletar dados de forma controlada / Uso de instrumentos, testes.
3.1 Testes Não padronizados \u2013 não obedecem ás regras específicas na sua fase de construção ( instruções padronizadas, normas de interpretação, análise de itens, etc.).
EX. o instrumento utilizado pelo professor para medir a aprendizagem obtida em seu curso/ testes de revista.
3.2 Testes padronizados \u2013 são