A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
33 pág.
APONTAMENTOS DE REGIMES E SISTEMAS POLÍTICOS

Pré-visualização | Página 14 de 14

Nacional General António de Spínola  
 
28 setembro 1974 - primeiro problema: instabilidade social e política devido à 
emergência do comunismo em Portugal  
promover eleições gerais e universais e faz-se eleger presidente da república e 
chefe de governo 
deu-se uma confrontação em que General Spínola é demitido e entra um 
segundo governo pelo MFA.  
o processo político invés de ser comandado pela junta de salvação nacional 
passa para o MFA 
 
11 março de 1975 - tentativa de golpe de estado por Spínola e perdeu  
O MFA cria uma assembleia do mfa e cria uma Comissão - Conselho de 
Revolução - e aí começa a revolução ; abriu-se um processo de transição para 
um socialismo rural  
 
Os partidos estavam fracos e precisavam de se afirmar devido ao medo de 
uma outra ditadura e por isso negoceiam com a mfa para que haja eleições - 
legitimidade eleitoral do país   
1º PACTO que estava implícito um sistema de governo bicamaralista e 
claramente parlamentarista   
O primeiro sistema de governo que estava a ser para ser instaurado era um 
sistema bicamaralista e parlamentarista em que o chefe de estado era 
nomeado pelo estado 
 
25 de abril de 1975 - eleições e os deputados começaram a fazer a 
constituição; o processo revolucionário começou-se a radicalizar  
levando quase a uma guerra civil no verão de 1975 - verão quente  
A situação agravou-se no qual os radicais do mfa tentaram um golpe de 
estado em que falharam  
 
 
25 novembro de 1975 - Corrigir a intenção revolucionária da transição e 
democratiza-la. as forças democráticas a liderarem o processo os partidos 
assinam um novo pacto com os militares: precisavam de afastar os militares na 
vida política porque assim a democracia não podia perdurar; levar de novo 
para os quartéis.  
 
assim nasce a ideia de eleição por sufrágio direto e universal, ao afastar os 
militares da cena política de abolir a câmara alta feita pelos militares mas 
para isso é necessário fazer uma transição durante 6 anos até a revisão 
constitucional de 1982. 
com este segundo pacto temo uma eleição de presidente da república, uma 
segunda câmara pelo conselho de revolução   
o governo era responsável quer pelo parlamento quer pelo presidente. o 
presidente tinha a possibilidade de demitir o governo   
 
 
25 de abril de 1976  
 
SISTEMA DE GOVERNO DE DUPLA LEGITIMIDADE GERAL E DE DUPLA 
RESPONSABILIDADE POLÍTICA  
 
O texto da constituição é integrado o pacto entre militares e partidos políticos.  
 
com isto consegue-se perceber o sistema semi-presidencialista 
 
Revisão da constituição em 1982 em que o conselho da revolução feito pelos 
militares foi   
 
2 anos de transição revolucionária  
6 anos de transição constitucional - constituição provisória em que tínhamos 
como órgão máximo do país e presidente da república e o conselho da 
revolução  
 
com o final da revisão e feito uma alteração  
 
Parlamentarismo