Prova 2ª - Inteco - Unb - 2013.1
3 pág.

Prova 2ª - Inteco - Unb - 2013.1


DisciplinaFundamentos da Economia14.266 materiais174.066 seguidores
Pré-visualização2 páginas
públicos); 
\u2022 Um ponto para falar que essa medida gera um aumento da demanda agregada; 
\u2022 Dois pontos para concluir que espera-se dessa política, um aumento do produto. 
 
RESPOSTA PERFEITA 
 
Igor Feitosa Duarte \u2013 Turma F 
 
a) \u201cP*MgC (c) = 0,8 G= 2bi 
Y= 1/1-c x (Ca + I + G) Y = (1/1-0,8 ) x (2 bi) Y = 10 bilhões 
 
Pela Perspectiva keynesiana, quanto maior os gastos do governo, maior será o produto. Desse modo, verifica-se 
que o efeito agregado do aumento de 2 bilhões nos gastos do governo será um aumento no produto (Y) para 10 
bilhões, conforme os cálculos acima, tendo por base o multiplicador keynesiano. 
 
b) A política econômica do caso em análise está de acordo com a visão Keynesiana da economia, segundo a qual a 
demanda determina a oferta. Segundo a visão Keynesiana o aumento dos gastos do governo implica um 
aumento da demanda. Desse modo, aumentar-se-ão os preços e, consequentemente, a produção, para a oferta 
suprir a demanda. O aumento da produção implica em aumento de mão-de-obra empregada. A população 
empregada possui renda para consumir, o que aumenta mais uma vez a demanda (que determina a oferta), o 
que gera um círculo virtuoso de aumento da produção. Este é o efeito esperado das medidas mencionadas no 
enunciado.\u201d 
 
ERROS MAIS FREQUENTES 
\uf0b7 Erros de matemática; 
\uf0b7 Não explicitar que houve um aumento de 10 bilhões de dólares no produto; 
\uf0b7 Não justificar, de forma satisfatória, o porquê de ser uma medida keynesiana; 
\uf0b7 Não explicitar que o aumento do governo gera um aumento da demanda agregada.