ATPS DE ANÁLISE DE INVESTIMENTOS COMPLETA
22 pág.

ATPS DE ANÁLISE DE INVESTIMENTOS COMPLETA


DisciplinaCiências Sociais11.218 materiais41.723 seguidores
Pré-visualização5 páginas
sobre o imposto de renda e, principalmente, por afetarem de forma diferente a análise de lucro e a análise de fluxo de caixa. 
O imposto de renda será pago no período em que é apurado o lucro, quando na realidade costuma ocorrer uma defasagem de um exercício entre a ocorrência do lucro e o pagamento do imposto. A maneira mais prática de verificar o efeito do imposto de renda na rentabilidade de uma alternativa de investimento consiste em montar uma planilha que parte do fluxo de caixa bruto, isto é, o fluxo de caixa ignorando-se o imposto de renda.
	A depreciação incide sobre bens móveis, imóveis e semoventes conforme a vida útil de cada bem. O reconhecimento da depreciação dos bens operacionais das empresas é um importante componente na formação do resultado destas e, para as pessoas jurídicas optantes pelo Lucro Real, de suma importância na determinação de impostos e contribuições. O valor da depreciação afeta negativamente o resultado do exercício, pois se classifica como uma despesa, conclui-se que em uma empresa lucrativa, sob uma ótica tributária, deseja-se que sejam maiores os débitos dedutíveis de depreciação, pois haverá imediata redução do Imposto de Renda e da Contribuição Social. Por isso, a Receita Federal fixou as taxas aceitáveis como dedutíveis (períodos de tempo para a depreciação de cada grupo de bens). 
A depreciação contábil é feita de forma linear, de modo que um equipamento que tenha sido adquirido por dez milhões, deprecie um décimo do valor a cada ano, ou seja, um milhão. Contraposta à depreciação contábil está à depreciação que realmente houve no bem, ou seja, a perda efetiva do valor com passar dos anos. Na depreciação real a prática nos diz que na maioria das vezes ela é conduzida por uma curva exponencial com queda acentuada nos primeiros anos e mais suave nos anos posteriores. 
Se denomina depreciação a perda de valor que um bem sofre em razão de seu uso. A depreciação não é um desembolso, porem é uma despesa e, como tal, pode ser abatida das receitas, diminuindo o lucro tributável e, consequentemente o imposto de renda, este sim um desembolso real, e com efeitos sobre o fluxo de caixa. 
Vale ressaltar que a depreciação é importante porque é descontada para o cálculo do imposto de renda, mas ela é uma despesa \u201cnão caixa\u201d, ou seja, não é um dinheiro que sai efetivamente do caixa como é o caso do aluguel. Desse modo, para o cálculo do fluxo de caixa deve-se calcular o lucro líquido do período e somar a este a depreciação esperada.
CONSIDERAÇÕES FINAIS
Apresentamos o projeto de investimento da Loja All Calçados, uma empresa empreendedora tanto na localização, quanto na diversidade de produtos, assim como na estrutura e no atendimento. Mostramos diversas tabelas, de preço estimado de vendas, faturamento, estimativa de custos/despesas, investimento inicial, DRE até um claro e conciso balanço patrimonial.
Os diversos métodos de análise de investimentos utilizados, mostraram que a All Calçados é um ótimo negócio, pois pelo payback trouxe um retorno rápido e aceitável de apenas 18 meses, pelo método do Valor Presente Líquido \u2013 VPL, trouxe um retorno positivo de R$ 10.150,22 e apresentou uma TIR de 65%, muito superior a Taxa Mínima de Atratividade sugerida pela ATPS de apenas 10,16% (valor da SELIC menos o IOF).
Abordamos também o efeito da inflação, do imposto de renda e da depreciação na análise de investimentos e a importância do fluxo de caixa, em torno do qual gira todos os cálculos de viabilidade econômica.
Por fim, concluímos este relatório com a análise de risco de investimento na All Calçados, através da \u201cAnálise de sensibilidade\u201d. Assim, após efetuarmos diferentes cálculos do VPL com diferentes TMA (conforme anexo I deste relatório) observamos que variando a TMA de 10,16% a 65% o projeto continua viável pois este proporciona o retorno exigido e ainda deixa um retorno positivo de R$37,31 (no último caso). Apenas quando submetido a uma TMA de 66%, apresenta o VPL negativo de R$ - 772,99. Concluímos então, que os investidores devem aceitar o projeto, pois corresponde bem a todas as análises efetuadas.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
Blog do Empreendedor. Diversos textos, a escolha do grupo. Disponíveis em:
<http://blogdoempreendedor.com/blog/?cat=3>. Acesso em: 29 set. 2012.
BRASIL. Banco Central. Histórico das Taxas de Juros. Disponível em:
<http://www.bcb.gov.br/?COPOMJUROS>. Acesso em: 20 fev. 2014.
BRASIL. Banco Central. Disponível em:
<http://www3.bcb.gov.br/selic/consulta/taxaSelic.do?method=listarTaxaDiaria>.
Acesso em: 10 mar. 2014.
Decisão de investimento, o que usar: TIR, payback ou VPL? Disponível em:
<www.vendamuitomais.com.br/site/artigo.asp?Id=149&Categoria=Lucro>. Acesso
em: 10 mar. 2014.
GIRIBOLA, Mariana. Vida Útil e Valor Residual. Disponível em: http://equipedeobra.pini.com.br/construcao-reforma/56/vida-util-e-valor-residual-veja-como-calcular-quanto-276982-1.aspx. Acesso em: 15 mar 2014.
IDEIAS+DE+NEGOCIOS.html>. Acesso em: 20 fev. 2014
MARQUES, Paulo. Diagramas de Fluxo de Caixa. Disponível em: http://www.algosobre.com.br/matematica-financeira/diagramas-de-fluxo-de-caixa.html. Acesso em: 04 mar. 2014
MARTINS, Carlos. Análise de Investimentos (Payback, VPL, TIR). Disponível em:
<http://www.carlosmartins.com.br/_bizplan/bizplan24.htm>. Acesso em: 10 Mar. 2014.
Modelos de Negócios na Internet. Disponível em:
<https://docs.google.com/leaf?id=0B9h_NveLKe7zYjJhMjI3YzgtZDcxMy00MDE1
LTllYTMtMmJiNjU3MzJmZjA4&hl=pt_BR&authkey=CMjG3uAO>. Acesso em: 20
fev. 2014.
NUNES, Flávia Furlan. Oportunidades de Negócios: Novo negócio: saiba em qual
ramo investir em 2007. Disponível em:
<https://docs.google.com/leaf?id=0B9h_NveLKe7zYjM3YzA4ZTMtNmQ5Yy00O
GRjLTgxNDAtYWFkODA5ODExOTgw&hl=pt_BR&authkey=CO2lzsYO>. Acesso
em: 20 fev. 2014.
OLIVIO, Rodolfo Leandro de Faria. Análise de Investimentos. Campinas, SP. Editora Alínea, 2012.
PEDROSA, Catarina. Inflação e Análise de Investimentos. Disponível em: http://maria451.wordpress.com/2008/06/30/colunista-infomoney-inflacao-e-analise-de-investimentos/. Acesso em: 26 fev. 2014.
Resumo sobre Métodos de Análise de Investimentos. Disponível em: http://www.gerenciamento.ufba.br/MBA%20Disciplinas%20Arquivos/Viabilidade/Resumo%20de%20A.I..pdf. Acesso em: 14 mar 2014.
SANCHEZ, Tathiana\u2029Farinelli. Técnicas de Análise de Investimentos. Disponível em: http://vigo.ime.unicamp.br/Projeto/2010-1/MS877/ms877_tathiana.pdf. Aceso em: 20 fev. 2014.
SIMÕES, Katia; TAUHATA, Sérgio; GOTARDELLO FILHO, Wilson. 50 Ideias de
Negócios. Revista Pequenas Empresas Grandes Negócios. Disponível em:
<http://revistapegn.globo.com/Revista/Common/0,,EMI149404-17192,00-
Taxas de Depreciação. Disponível em: http://www.mmcontabilidade.com.br/flash/taxasdepreciacao.htm. Acesso em: 26 fev. 2014