Revisão Tecnologias Web por Paloma Garcia
38 pág.

Revisão Tecnologias Web por Paloma Garcia


DisciplinaTecnologias Web3.425 materiais10.176 seguidores
Pré-visualização6 páginas
páginas recebidas. Este aspecto é fundamental, pois, para garantirmos maior acessibilidade aos sites, é necessário que se obedeça a um padrão estabelecido e acordado.
		
		Principais Navegadores:
* Discadores = Os discadores são aplicativos voltados basicamente para a comunicação entre cliente e servidor através de conexões via MODEM (Modulador DEmodulador). Seu uso tornou-se muito popular no começo da internet discada gratuita, tais como IG, BRFREE, Yahoo, etc. Atualmente, ainda são muito utulizados, principalmente, pelos provedores de conexões ADSL, como a Oi. São muitos os provedores de serviço que possuem seus próprios discadores, pois cada um tem uma lista específica de telefones de acesso.
* Comunicadores Instantâneos = Esta categoria tem se tornado muito popular, principalmente, com o advento do acesso à internet via banda larga. Os usuários podem passar o dia todo conectados através destes, trazendo arquivos e conversas via rede doméstica ou empresarial. Os comunicadores instantâneos trazem bastante dinamismo nas comunicações, pois qualquer momento podemos travar diálogos entre nossa rede de amigos e clientes, utilizando não só a troca de mensagens e arquivos, mas também fazendo de videoconferências oferecidas por muitos deles. Recados em voz e SMS. Podemos, até mesmo, utilizá-los como suporte aos serviços da empresa de forma barata e rápida.
* Compartilhamento de arquivos = Existem muitas maneiras de se compartilhar arquivos. Muitos depositam seus arquivos em servidores na internet para serem acessados via protocolo HTTP. Contudo como apresentamos, anteriormente, este protocolo não é ó melhor para gerenciar este tipo de serviço. Para contornar estas dificuldades, surgiram alguns aplicativos bem interessantes que podem auxiliar nesta tarefa.
* Editores HTML = NVU, Notepad ++, Dreamweaver.
* Segurança na Rede = 
		* Antivírus = Programas de proteção contra contaminações por vírus eletrônicos. (McAfee, Norton, Avirá)
		* Firewall = Programa de proteção contra contaminações por vírus eletrônicos.
		* Proteção contra Spywares = São ataques muito comuns em serviços como eDonkey, Kasaa, MSN, ICQ e Tool Bars (Barra de Ferramenta) instaladas via outros aplicativos.
		* Proteção contra Trojans = Proteção contra cavalos de tróia
		* Criptografia = Proteção contra acesso não autorizado a dados.
* VOIP = Aplicativos que possibilitam a comunicação por voz via rede TCP/IP, estabelecendo comunicação com telefonia fixa ou celular. Estes aplicativos possibilitam a comunicação gratuita com usuários cadastrados no próprio serviço de comunicação.
* E-mail = Os serviços de correio eletrônico contam com uma gama bastante expressiva de clientes que trabalham tanto com protocolos POP3 quanto com IMAP. Existem serviços como Gmail, Yahoo e Hotmail que permitem acessos via POP3, além do IMAP. Dessa forma, a lista de aplicativos nessa categoria ganhou produtos de peso.
* Acesso Remoto = Compreende um conjunto maior de aplicativos para acesso remoto aos serviços na internet, serviços estes tais como FTP, Download de arquivos, conexões via terminal entre outros.
* Servidores Web = Para hospedagem de sites, é necessário que haja um servidor capaz de interpretar requisições HTTP, atualmente, existem servidores que, além do código HTML, interpretam outras linguagens como Java, PHP, ASP, entre outras. Da mesma forma, protocolos como FTP e RSS .net e C# também são aceitos por alguns destes.
Web 2.0 
		Esta Nomenclatura surgiu com o intuito de divulgar um novo segmento de aplicativos que integram serviços e permitem aos seus usuários criarem e compartilharem seus recursos. Na verdade estas soluções foram remodeladas com base nos antigos sistemas pré-existentes conforme vimos. O novo está por conta do visual e a versão web. Este é um mundo vasto que, a cada dia, ganha novas ferramentas e versões que incorporam novas facilidades, chegando, algumas vezes, a mudar a característica básica da ferramenta digital.
Aula 5 \u2013 Introdução ao HTML
		A grande reviravolta na internet aconteceu quando, em 1989, TIM Berbers-Lee desenvolveu uma linguagem capaz de publicar e organizar conteúdos na internet. Nascia aí a linguagem HTML, que permitiria aos pesquisadores do laboratório CERN publicarem suas informações de maneira rápida, padronizada e fácil. Esta facilidade ganhou atenção mundial e tornou-se o maior hit da internet até hoje. 
As 3 principais facilidades da linguagem HTML são:
Estrutura
		Todos os documentos HTML são chamados de páginas e contém elementos dentro de padrões estruturais. Cada elemento é chamado de tag. Sua sintaxe permite ainda a definição de parâmetros, fundamental para o avanço da linguagem.
		Cada elemento, quando utilizado, pode trabalhar em par com a abertura e o fechamento desta tag. Neste caso, fecha-se a tag com o caracter \ dentro dos sinais < > da mesma.
Uma TAG é formada por: 
*Comandos 
* Atributos \u2013 modificam os resultados da mesma
* Valores \u2013 caracterizam essa mudança
Todas as TAGS devem ser descritas dentro da estrutura maior de uma página HTML, que nada mais é que um arquivo texto, cujos elementos estruturais são também descritos por tags como, por exemplo:
<HTML><BODY></BODY></HTML>
Cada comando tem seus atributos possíveis e seus valores:
De maneira geral, o HTML é um poderoso recurso, sendo uma linguagem de marcação muito simples e acessível, voltada para a produção e compartilhamento de documentos e imagens.
Documento HMTL
		Os documentos em HTML são arquivos de texto simples que podem ser criados e editados em qualquer editor de textos comum. É possível salvá-lo com a extensão html ou htm.
		As tags básicas de HTML que você normalmente encontrará nas páginas da internet são:
* <HTML> - Esta tag irá definir o início de um documento HTML ao navegador web.
* <HEAD> - Nesta tag estão as definições de cabeçalho do documento. Podem ser postos aqui: chamadas Javascript, CSS, tags META entre outras.
* <BODY> - Em um documento HTML faz-se necessário indicar o corpo do documento. A partir desta tag até o fechamento da mesma, todos os elementos aqui descritos serão apresentados como conteúdos na página em seu navegador.
A Estrutura de um documentos HTML apresenta os seguintes componentes:
<!DOCTYPE html>
<html>
<head>
 Cabeçalho
</head>
<body>
 Corpo
</body>
</html> 
Comandos em HTML
		Dentro do cabeçalho de um HTML podemos encontrar os seguintes comandos:
* <TITLE> - O conteúdo definido dentro desta tag será exibido na barra de título do seu navegador. É compatível com os principais navegadores web.
		EXEMPLO: <head>
			 <title> Aula de Tecnologia Web </title>
			 </head>
* <STYLE> - Quando trabalhamos com Folhas de Estilo, definimos aqui os estilos carregados. É compatível com os principais navegadores web.
		EXEMPLO: <head>
			 <style type=\u201dtext/css\u201d>
			 p [color:red]
 			 </head>
* <SCRIPT> - Utilizada para definir a carga de um script do tipo Javascript, por exemplo, do lado do cliente. É compatível com principais navegadores web. No HTML 4.1 tipo de conteúdo é declarado como CDATA, que significa que as entidades não serão parseadas. Já no XHTML o tipo de conteúdo muda para (#PCDATA).
		EXEMPLO: 
			 document.write (\u201cOlá Alunos do Curso!\u201d)
 
* <LINK> - Utilizada para definir ligações entre a página e arquivos externos como, por exemplo, arquivo de folha de estilos. Em XHTML esta tag deve ser obrigatoriamente fechada. É compatível com os principais navegadores web. É composta também por atributos type e href onde o primeiro
Wagner
Wagner fez um comentário
Está muito bom, parabéns e obrigado por compartilhar.
1 aprovações
Carregar mais