Kapanji - volume 2

Kapanji - volume 2


DisciplinaCinesiologia3.718 materiais61.779 seguidores
Pré-visualização50 páginas
plantar (fig. 4-64) dos ligamentos es-
tendidosdo primeiro cuneiforme aos três pri-
meirosmetatarsianos.No lado plantar da base
do primeirometatarsianose fixa o tendãodo fi-
bular lateral longo (FLL) após percorrer o seu
sulcoplantar(linha descontínua25).
2. MEMBRO INFERIOR 203
1II'c
cub ~-~ .;~\\'\\~;~11I'v ~, ':!l~ 111m
4ºm ,. '~\HH\\tI' ._U,ll1ll'_'\.~ .oco,", ~.r__~...'-\II
IIc
\u2022 '::,. "T-v~ Ic
4ºm
esc
5ºm
Illc
IIc
~~~/IJW!fI~~2
IIm(~12~fI!&?ftfI-C122 .~ ... 19
23.124·'
IIlm(C3) __ .. . __ .u ou
TA
M3-1!!1!l111111~1~1l"\\I\ill, ·~~/1.1Ul/J PLC~'m(C1)
~. M2
.\u2022 - '. 11..
Ms
M1
M4 ,1m:JUM_f'llIBM1\'í ;"t~\\M1
M3
Fig.4-62
esc cub
esc
C3
C3 C2
C2 C1
C1
1I111111~'1":tifiilh~~JI'1J~
Ms
~4 ~_. FLL ~s
3 .' ~ 4
\ M1 M3
M2 .1.lliI .\~t'-iIl_.I*II~"\ ,\u2022. M1 M2
Fig.4-64
204 FISIOLOGIA ARTICULAR
MOVIMENTOS NAS ARTICULAÇÔES DO TARSO ANTERIOR
E NA METATARSIANA
As articulações intercuneiformes(fig.
4-65, cortefrontal) permitemligeiros movi-
mentosverticaisque modificama curvatura
transversaldaabóbadaplantar(verpág.236).O
terceirocuneiforme(C3) repousasobreo cubói-
de(cub),cujoterçointerno(tracejado)servede
apoioaoarcoformadopeloscuneiformes.
No sentidolongitudinal(fig.4-66,cortesa-
gital),os ligeirosdeslocamentosdoscuneifor-
mescomrelaçãoaoescafóide(esc)contribuem
paraamodificaçãodacurvaturadoarcointerno
(verpág.230).
Os movimentosna articulação tarso-
metatarsianasepodemdeduzirsegundoafor-
madainterlinhadeLisfrancesegundoaorien-
taçãodassuperfíciesarticulares,perfeitamente
descritasnaanatomiaclássica(fig. 4-67,vista
superior):
- No seu conjunto,a interlinhade Lis-
francéoblíquaparadentroeparafora,
de cimapara baixoe de diantepara
trás:suaporçãointernaselocalizadois
centímetrosparadianteda externa.A
obliqüidadegeraldesteeixode flexão-
extensãodos metatarsianoscontribui,
assimcomoa obliqüidadedo eixo de
Henke,paraosmovimentosdeeversão-
inversão(vermodelomecânicodopé).
- A ultrapassagemdoscuneiformessegue
umaprogressãogeométrica:
O terceirocuneiforme(C) ultrapassa
2 mmaocubóide(cub);
O terceirocuneiformeultrapassa4mmo
segundo(C);
O primeirocuneiforme(C) ultrapassa
8 mmo segundo.
Destaforma,entreos trêscuneiformesse
desenhaamortalhanaqualseencaixaabasedo
segundometatarsiano.Portanto,esteé o menos
móvelde todose constituia partesuperiorda
abóbadaplantar(verpág.234).
- Osdoissegmentosextremosdainterlinha
possuemumaobliqüidadeoposta:
\u2022a interlinhaM/CI, oblíquaparadiantee
parafora, cai,quandoseprolonga,no
meiodoquintometatarsiano;
\u2022a interlinhaM/cub, oblíquaparadiante
eparadentro,finaliza,apósumprolon-
gamentoidôneo,pertodacabeçadopri-
meirometatarsiano.
Portanto,oeixodeflexão-extensãodosme-
tatarsianoslocalizadosnos extremos,os mais
móveis,nãoé perpendicularaoeixolongitudi-
naldestesmetatarsianos,massimoblíquo.Con-
seqüentemente,estesmetatarsianosnãosedes-
locamnoplanosagital,masnumasuperfíciecô-
nica;quandoseflexionam,sedeslocamaomes-
motempono sentidolateralparao eixodopé
(fig.4-69,vistaesquemáticasúpero-externada
interlinhadeLisfranccomosdoismetatarsianos
localizadosnosextremos):
- o movimentoaa'dacabeçadoprimeiro
metatarsianocompreendeum compo-
nentedeflexão(F) eumcomponentede
abdução(Abd)de15°(Fick);
- simetricamente,omovimentobb'daca-
beçadoquintometatarsianosecompõe
deumaflexão(F) associadaaumaadu-
ção(Adu)
Destemodo,nãosomenteascabeçasdestes
metatarsianosdescem,mastambémse aproxi-
mamdoeixodopé,oqueprovoca(fig.4-70)um
aumentodacurvaturado arcoanteriore,em
conseqüência,umaescavaçãodaparteanterior
daabóbadaplantar.Ao contrário,aextensãodos
metatarsianosseacompanhadeseuachatamento
(vermodelomecânicodopénofinaldovolume).
O movimentodeaproximaçãodosmetatar-
sianoslocalizadosnosextremostambémestáfa-
vorecido(fig.4-68,vistaanteriordassuperfícies
cubóidese cuneais)pelaobliqüidadedoseixos
transversais(xx' eyy') desuassuperfíciesarti-
culares:o movimentoseguea setaespessanos
doissentidos.
Em resumo,asmodificaçõesdacurvatura
doarcoanteriorsãoa conseqüênciadosmovi-
mentosocorridosnainterlinhadeLisfranc.
Fig.4-67
Fig.4-66
2. MEMBRO INFERIOR 205
astr
esc
C1.2.3.
E +Adu
Fig.4-68
Fig.4-70
206 FISIOLOGIA ARTICULAR
A EXTENSÃO DOS DEDOS DO PÉ
Nãovamosdescreverasarticulaçõesmeta-
tarsofalangeanaseasarticulaçõesinterfalangea-
nasdosdedosdospés,vistoquesãosimilaresàs
dosdedosdasmãos(vervolumeI); asúnicasdi-
ferençassão de ordemfuncionale implicam,
principalmente,asmetatarsofalangeanas.Defa-
to,enquantonocasodasmetacarpofalangeanas
aflexãosuperaaextensão,nocasodasmetatar-
sofalangeanasa extensãosuperaa flexão:
- aextensãoativaéde50-60°emcompa-
raçãocomos30-40°daflexãoativa;
- a extensãopassiva,imprescindívelna
últimafasedopasso(fig.4-71),alcança
ou ultrapassaos 90° em comparação
comos45-50°daflexãopassiva.
Os movimentosde lateralidadedos de-
dosdo pénasmetatarsofalangeanassãodeme-
noramplitudequeosdosdedosdamão.Empar-
ticular,o primeirodedodopédo homem,com
diferençadomacaco,perdeutodasaspossibili-
dadesdeoposição,o quetraduza adaptaçãodo
péhumanoàmarchabípedenosolo.
A extensãoativadosdedosdo pé sede-
vea trêsmúsculos:doismúsculosextrínsecos,
o extensorprópriodo háluxe o extensorco-
mum,eummúsculointrínseco,o extensorcur-
todosdedos.
O músculo extensor curto dos dedos
(fig.4-72)selocalizaporcompletonodorsodo
pé.Os quatrocorposcarnososqueo compõem
têmumainserçãono soalhocalcâneodo seio
dotarso,no desdobramentodeorigemdo liga-
mentoanularanteriorda gargantado pé. Os
quatrotendõesdepoucaespessuraqueospro-
longamse unemcom o tendãoextensordos
quatroprimeirosdedos,salvono casodo pri-
meiroqueseinserediretamentenafacedorsal
da primeirafalangedo hálux.O quintodedo
carecede extensorcurtodosdedos.Portanto,
estemúsculoé extensordametatarsofalangea-
nadosquatroprimeirosdedos(fig.4-73).
O extensorcomumdosdedose o extensor
própriodoháluxselocalizamnocompartimen-
toanteriordaperna,seustendõesseinseremnas
falangesdeacordocomasmodalidadesquese-
rãoanalisadasmaisadiante(verpág.208).
O tendãodo extensor comum(Ecd)(fig.
4-74)sedirigeparaa faceanteriordagarganta
dopépelofeixeexternodoligamentofundifor-
me,sesubdivideemquatrotendõesquevãoin-
serir-senosquatroúltimosdedosapósterpassa-
do por baixoda lâminainferiordo ligamento
anularanterior(vertambémfigo4-89).Portanto,
o quintodedosó seestendepeloextensorco-
mum.Estemúsculo,comoo seunomeindica,é
extensordosdedos,mastambémé,principal-
mente,flexordo tornozelo(verpág.214).Para
quea suaaçãonosdedossejapura,sedeveas-
sociaracontraçãosinérgica-antagonistadosex-
tensoresdotornozelo(otríceps(T)érepresenta-
doporumaseta).
O tendãodo extensorpróprio do hálux
(Eph)(fig.4-75)passadebaixodalâminasupe-
riordo ligamentoanularanterior,nofeixeinter-
nodoligamentofundiforme,para,aseguir,pas-
sarporbaixodalâminainferior(vertambémfigo
4-89)eterminarnasduasfalangesdohálux:nas
margenslateraisdaprimeiraenafacedorsalda
basedasegunda.Portanto,éextensordohálux,
mastambémé,principalmente,flexordotorno-
zelo.Comonocasodoextensorcomum,acon-
traçãosinérgica-antagonistadosextensoresdo
tornozeloénecessáriaparaqueasuaaçãosobre
o háluxsejapura.
ParaDuchennedeBoulogne,o verdadei-
roextensordosdedosdopééo músculoexten-
sor curtodos dedos;masadiantejustificare-
mosestaafirmação.
Fig.4-71
Fig.4-74 Fig.4-75
Fig.4-73
208 FISIOLOGIA ARTICULAR
MÚSCULOS INTERÓSSEOSE LUMBRICAIS
(asexplicaçõessãocomunsatodasasfiguras)
Os músculosinterósseos,comonamão,se
dividememdorsaise palmares(nocasodo pé
denominam-seplantares),emborasuadisposi-
ção sejaum poucodiferente(fig. 4-76, corte
frontal,fragmentoposterior):os quatrointe-
rósseosdorsais(Isd)estãocentradosnosegun-
doossodometatarso(enãonoterceirocomono
casodamão)eseinserem(setasbrancas)nose-
gundodedo(1Q e 2Q interósseos)ou no dedo
maispróximodo segundo:3Q interósseono 3Q
dedo,4Q interósseono 4Q dedo(fig.4-83).Os