Kapanji - volume 2

Kapanji - volume 2


DisciplinaCinesiologia3.748 materiais62.056 seguidores
Pré-visualização50 páginas
trêsinterósseosplantares(Isp) seinseremna
margeminternadostrêsúltimosossosdometa-
tarsoe terminam(fig.4-84)nodedocorrespon-
denteaometatarsianodeorigem.
A formacomqueterminamosinterós-
seosdo pé(fig. 4-77,vistadorsaldo aparelho
extensore figo4-79,vistalateraldosmúsculos
dosdedos)éparecidacomadamão:
- napartelateraldabasedaprimeirafa-
lange(1) e
- porumalâminatendinosa(2)nabanda
lateral(3)dotendãodoextensor.
Defato,o tendãodoextensorcomum(Ecd)
seinsere,comona mão,nastrêsfalanges,por
meiode:
- algumasfibras(4)nasmargensdapri-
meirafalange(enãonabase);
- umafaixamédia(5)nabasedasegunda
falangee
- duasfaixaslaterais(3)nabasedaterceira.
Na porçãosuperiordaarticulaçãometatar-
sofalangeana(fig. 4-78,vistadorsal),o tendão
extensordosegundo,o terceiroeo quartodedos
recebe,por suamargemexterna,o fino tendão
doextensorcurtodosdedos(Ecu).
Comonamão,existemquatromúsculos
lumbricais(figs. 4-76, 4-78 e 4-88) anexos
aostendõesdo flexorcomumdosdedosdopé
(homólogodo FPC dosdedosdamão).O ten-
dão de cadalumbrical se dirige paradentro
(fig.4-88)parafinalizar(figs.4-78e4-79)co-
mouminterósseo:nabasedaprimeirafalange
(6)e nabandalateral(7) doextensor.
O tendãodo flexordosdedos(Fd) se
comportacomoo FPC dosdedosdamão(figs.
4-79e 4-88):passapróximoà fibrocartilagem
glenóide(8)dametatarsofalangeanapara,a se-
guir,perfuraro tendãodo fiexorplantarcurto
(FPC) e finalizarna baseda terceirafalange.
Portanto,o flexorplantarcurto,músculoin-
trínsecodopé,é o equivalentedoFCS dosde-
dosdamão:superfiCial,eleéperfuradopeloan-
teriorefinalizanasfaceslateraisdasegundafa-
lange.O fiexordosdedosfiexionaa terceirafa-
langesobreasegunda(fig.4-81).O fiexorplan-
tarcurtofiexionaasegundafalangesobreapri-
meira.Os interósseose os lumbricais,comona
mão,são(fig.4-80)fiexoresdaprimeirafalange
e extensoresdasduasúltimas.Desempenham
umpapelfundamentalnaestabilizaçãodosde-
dos.Flexionandoaprimeirafalange,proporcio-
namumpontode apoiosólidoaosextensores
dosdedoscomofiexoresdo tornozelo.Quando
osinterósseose oslumbricaissãoinsuficientes,
seproduzumadeformaçãoem"martelo"ouem
"garra"dosdedosdopé (fig.4-82):os interós-
seosnãoestabilizamaprimeirafalange,deforma
que,devidoàtraçãodoextensor,sehiperestende
paradeslizar-sepelafacedorsaldacabeçadome-
tatarsiano.Em segundolugar,estadeformaçãose
fixapelaluxaçãodorsaldosinterósseos,paraci-
madoeixo(+) dametatarsofalangeana.Alémdis-
so,asduasprimeirasfalangessefiexionamdevi-
doaoencurtamentorelativodosfiexores,e esta
deformaçãofica fixa quandoa interfalangeana
proximalseluxa(seta)entreasbandaslateraisdo
extensor,cujaaçãoficainvertida.
Comonamão,aposiçãodosdedosdepen-
deassimdo equilíbrioentreos diferentesmús-
culos.Deformaque,comoafirmaDuchennede
Boulogne,sóo extensorcurtodosdedoséreal-
menteextensordosdedos,e seos verdadeiros
extensoresfossemos fiexoresdo tornozelo,es-
tariamfixadosdiretamentenosossosdo meta-
tarso(Duchennesempredemonstrou).
2.MEMBRO INFERIOR 209
Ecd .-.Eph
Ecu
IsdFig.4-76CFp
'-- ~'-.'-.~'\
Adu.g
""'-.
'\.~
Fph
"
~
Abd.1 +2
Fd+L
FPC
Ecu
Fig.4-78 Fig.4-77
210 FISIOLOGIA ARTICULAR
MÚSCULOS DA PLANTA DO PÉ
(as explicaçõessãocomunsàpáginaanterior)
Os músculosdaplantado pé sedispõem,dapro-
fundidadeatéa superfície,emtrês planos.
A. O plano profundo é compostopelosinterós-
seose os músculosanexosdo 5º dedoe do hálux:
- os interósseosdorsais (fig. 4-83, vista infe-
rior) possuem,alémdesuaparticipaçãonafte-
xão-extensão,umaaçãodeabduçãodosdedos
com relaçãoao eixo do pé (segundoosso do
metatarsoe segundodedo).A separaçãodo
háluxérealizadapeloadutordo hálux(Adu.h)
e a abduçãodoquintodedoarealizao abdutor
do quintodedo(Abd.5). Estes dois músculos
são os equivalentesdos interósseosdorsais;
- os interósseosplantares(fig. 4-84,vistainfe-
rior)aproximamostrêsúltimosdedosaosegun-
do.O háluxseaproximadoeixodopégraçasao
seuabdutor,constituídoporduasporções:
- o abdutoroblíquo (Abd.l) que se origina
nos ossosdo tarsoanterior;
- o abdutortransverso(Abd.2)queseadereao
ligamentoglenóideda terceira,da quartae
da quintaarticulaçõesmetatarsofalangeanas
e ao ligamentointermetatarsianoprofundo.
Deslocadiretamenteparaforaaprimeirafa-
langedoháluxedesempenhaumafunçãode
suportedo arcoanterior(verpág.234).
- os músculos anexos do 59 dedo (fig. 4-85,
vistainferior) sãotrêse selocalizamno com-
partimentoplantarexterno:
- o oponente do 59 dedo (Op.5) é o mais
prafundo;se estendedo tarsoanterioraté
o quintoossodo metatarso,temumafun-
çãoanáloga,emboraemmenorgrau,à do
oponentedo 5º dedo:afundaa abóbadae
o arcoanterior;
os outrasdois músculos se inseremam-
bos no tubérculoexternoda baseda pri-
meira falange.São:
- o flexor curto do 59dedo (FC.5) que se
originano tarsoanterior;
- o abdutor do 59dedo (Abd.5), citadoan-
teriormente,cujasinserçõesposterioresse
localizam (fig. 4-86) na tuberosidadepós-
tera-externado calcâneoe na estilóidedo
59osso do metatarso.É um dos suportes
do arcoexterno(verpág.232).
- os músculos anexosdo hálux (fig. 4-85) são
três e se localizamno compartimentoplantar
interno(excetoo abdutor).Inserem-senos tu-
bérculoslateraisdabasedaprimeirafalangee
nosdoisossossesamóidesanexosàmetatarso-
falangeanadohálux.Esteé o motivopeloqual
tambémsedenominammúsculossesamóides:
- no lado interno, sesamóidee falangere-
cebema porção interna do flexor curto
(FC.h) e o adutor (Adu:h) que se origina
na tuberosidadepóstero-internado calcâ-
neo (fig. 4-86) e constituium dos supor-
tesdo arcointerno(ver pág. 230);
- no lado externo, sesamóidee falangere-
cebemasduasporçõesdo abdutor(Abd.l
eAbd.2) e aporção externadofiexor cur-
todo hálux(FC.h) quetemorigemnosos-
sosdo tarsoanterior.
Os músculossesamóidessão potentesfle-
xoresdo hálux: desempenhamum papel impor-
tantena estabilizaçãodo hálux (insuficiência=
garrado háluxsob açãodo extensorcurto)e na
primeirafasedo passo(verpág.240).
B. O plano médioéformadopelosmúsculosfte-
xores longos (fig. 4-87). O flexor comum (Fd) cruza
debaixodo ftexorprópriodo hálux (Fph) na saídado
canal calcâneo. Posteriormente,eles intercambiam
umaanastomosetendinosa(9)e, depoisdisso,o flexor
comum divide-se em quatrotendõesdestinadosaos
quatroúltimosdedos.Os lumbricaisnascem(fig. 4-88)
de dois tendõesadjacentessalvoo primeiro(LJ Cada
tendãoé perfuranteparaacabarna terceirafalange.A
traçãooblíqua destestendõesé compensadapor um
músculo aplainado,expandidopelo eixo da planta,
(fig.4-87)entreastuberosidadesposterioresdoca1câneo
e a margemexternado tendãodo 5º ossodo metatarso:
setratadoquadradocamosodeSylvius(S) ouacessório
do ftexorcomum.Suacontraçãosimultâneacorrigeos
desviosaxiaisdostendões.
O flexorpróprio dohálux (Fph,figs.4-85e4-87)
sedeslizaentreosdoissesamóidesparainserir-senase-
gundafalangedoháluxaqualftexionacomforça.
C. O plano superficial é representado(fig. 4-86)
por um músculo, incluído como flexor comum no
compartimentoplantarmédio,o flexor plantar curto
(FPC), fixadoatrássobreas tuberosidadesposteriores
do calcâneoe destinadoaosquatroúltimosdedos.É o
equivalentedo FCS dos dedosda mão: seustendões
sãoperfurados(fig. 4-88) e se fixam sobrea segunda
falange,a qual ftexionam.
Fph
9
Fig.4-87
Fig.4-85
2.MEMBRO INFERIOR 211
FPC
Abd.5
Fig.4-86
Isd
I
Fig.4-83
Fd
Fig.4-84
212 FISIOLOGIA ARTICULAR
CANAIS TENDINOSOS DO DORSO E DA PLANTA DO PÉ
o ligamento anular anterior do tarso
(fig. 4-89) adereos quatrotendõesanterioresno es-
queleto,naconcavidadedaface anteriordo dorso do
pé, servindo-Ihesde polia de reflexão, seja qual for
o grau de flexão do tornozelo. Da sua origem no
soalho do seio do tarso,na face superior do proces-
so lateral da apófise do calcâneo,este ligamento se
divide imediatamenteemduaslâminasdivergentes:
- uma lâmina inferior (a), que se perde na
margeminternado pé;
- uma lâmina superior (b), que termina na
cristatibial pertodo