Classificação dos signos - Tricotomias Pierceanas
14 pág.

Classificação dos signos - Tricotomias Pierceanas


DisciplinaSemiótica655 materiais15.459 seguidores
Pré-visualização1 página
AS TRICOTOMIAS PEIRCEANAS
CLASSIFICAÇÃO 
DOS SIGNOS
Dentre as tricotomias desenvolvidas por Peirce, as três mais
conhecidas organizam o signo a partir de sua relação com os
elementos que o constituem.
1º) do signo consigo mesmo (representâmen).
2º) do signo com seu objeto.
3º) do signo com seu interpretante.
1º
Signo em relação 
ao representâmen
2º
Signo em relação 
ao objeto
3º
Signo em relação 
ao interpretante
1º quali-signo ícone rema
2º sin-signo índice dicente
3º legi-signo símbolo argumento
1ª TRICOTOMIA
O signo em relação a si mesmo
ou tricotomia do representâmen 
Organiza os signos a partir das
características do representâmen (do
próprio signo).
Os signos resultantes dessa relação
são todos relacionados à percepção.
Corresponde à qualidade sígnica imediata.
Para Peirce, trata-se de uma espécie de pré-signo,
pois essa qualidade/impressão é o signo que ainda
não se definiu (não se singularizou).
Por exemplo: a pura impressão causada por uma
cor ou por um cheiro.
QUALI-SIGNO
Resultado da singularização do quali-signo. Trata-se
da percepção consciente diante de um signo
qualquer.
Por exemplo: a consciência da qualidadede uma cor
ou cheiro.
SIN-SIGNO
A partir de um sin-signo pode-se gerar uma idéia
universalizada (uma convenção, uma lei que
substitui o conjunto que a singularidade
representa) e se torna um legi-signo.
O legi-signo é, portanto, uma impressão mediada
por convenções, por leis gerais estabelecidas
socialmente.
Por exemplo: a percepção da cor preta como \u201ccor
do luto\u201d ou do cheiro de alfazema como \u201ccheiro de
bebê\u201d.
LEGI-SIGNO
2ª TRICOTOMIA
O signo em relação ao objeto
Ou tricotomia representâmen-objeto
Organiza os signos conforme a relação
estabelecida com o objeto dinâmico.
São signos sensíveis, perceptíveis aos
sentidos.
Os signos resultantes dessa relação
são \u201cexistentes\u201d.
Resultante de uma relação de semelhança/analogia
entre o signo e o objeto que ele substitui.
Fonte: http://www.oglobo.com Fonte: http://www.brasilescola.com 
ÍCONE
Resulta de uma relação de associação ou referência. A
categoria indicial se evidencia pelo vestígio, pelos
indícios.
ÍNDICE
Resulta de uma relação estabelecida por
convenção. A relação entre o signo e o objeto que
ele representa é arbitrária, legitimada por regras.
SÍMBOLO
3ª TRICOTOMIA
O signo em relação ao interpretante
Ou tricotomia representâmen-interpretante
Organiza os signos a partir da sua relação
com as significações desse signo.
Os signos resultantes dessa relação são
interpretações.
Corresponde é um enunciado impassível de
averiguação de verdade.
REMA
Por exemplo: diante de uma palavra cujo
significado não conhecemos, produzimos um signo
remático.
Corresponde a uma sentença \u2013 o signo encontra-se
em um sistema de significação. Podemos averiguar
se esta significação procede pois já conhecemos os
dados para tal investigação.
REBOLOS
DICENTE OU DICISIGNO
Corresponde a um enunciado completo, com provas. O
signo é uma sentença; nós não precisamos averiguar se
a significação procede pois já temos os dados
comprobatórios.
ARGUMENTO
Rebolo é uma ferramenta fabricada com
material abrasivo, em geral tem a forma de disco,
normalmente utilizada com o auxílio de
uma lixadeira ou politriz para fazer desbaste
em superfícies ou para
amolar ferramentas cortantes. Rebolos são muito
utilizado em retíficas de motores, podem
desgastar e dar polimentos nas peças do motor.
São fabricadas normalmente em óxido de alumínio
e carbureto de silício, cada qual com utilizações
em materiais diferentes.
Fonte: rebolo (verbete). Wikipedia. Disponível em: 
<http://pt.wikipedia.org/wiki/Rebolo_(ferramenta)>. 
Acesso em: jul.2011.
	Slide Number 1
	Slide Number 2
	Slide Number 3
	Slide Number 4
	Slide Number 5
	Slide Number 6
	Slide Number 7
	Slide Number 8
	Slide Number 9
	Slide Number 10
	Slide Number 11
	Slide Number 12
	Slide Number 13
	Slide Number 14