Apostila Elementos de Programação
61 pág.

Apostila Elementos de Programação


DisciplinaElementos de Programação de Computadores5 materiais54 seguidores
Pré-visualização11 páginas
ao método. 
Elementos de Programação 
SOCIESC \u2013 Sociedade Educacional de Santa Catarina 
37 
4.5 MÉTODOS 
 
 Um método implementa algum aspecto do comportamento do objeto. 
Comportamento é a forma como um objeto age e reage, em termos das suas trocas 
de estado e troca de mensagens. 
 Um método é uma função ou procedimento definido na classe e tipicamente 
pode acessar o estado interno de um objeto da classe para realizar alguma 
operação. 
 
4.6 CLASSES 
 
 Objetos de estrutura e comportamento idênticos são descritos como 
pertencendo a uma classe, de tal forma que a descrição de suas propriedades pode 
ser feita de uma só vez, de forma concisa, independente do número de objetos 
idênticos em termos de estrutura e comportamento que possam existir em uma 
aplicação. A noção de um objeto é equivalente ao conceito de uma variável em 
programação convencional, pois especifica uma área de armazenamento, enquanto 
a classe é vista como um tipo abstrato de dados, uma vez que representa a 
definição de um tipo. 
 Cada objeto criado, a partir de uma classe, é denominado de instância dessa 
classe. Uma classe provê toda a informação necessária para construir e utilizar 
objetos de um tipo particular, ou seja, descreve a forma da memória privada e como 
se realizam as operações das suas instâncias. Os métodos residem nas classes, 
uma vez que todas as instâncias de uma classe possuem o mesmo conjunto de 
métodos, a mesma interface. 
 
4.7 HERANÇA 
 
 O mecanismo de herança permite a reutilização das propriedades de uma 
classe na definição de outra. A classe mais generalizada é chamada superclasse e a 
mais especializada, subclasse. 
 
 
Elementos de Programação 
SOCIESC \u2013 Sociedade Educacional de Santa Catarina 
38 
4.8 POLIMORFISMO 
 
 Polimorfismo refere-se à capacidade de dois ou mais objetos responderem à 
mesma mensagem, cada um a seu próprio modo. A utilização da herança torna-se 
fácil com o polimorfismo. 
 
4.9 SIMILARIDADES ENTRE A PROGRAMAÇÃO ESTRUTURADA E A OOP 
 
 É possível identificarmos similaridades entre a programação estruturada e a 
programação orientada a objetos, com o objetivo de facilitar o entendimento do 
conceitos de OOP, observe a tabela 2: 
 
 Tabela 2 \u2013 Comparação básica entre Programação Estruturada e OOP 
Programação Estruturada OOP 
Tipos de dados Classes 
Variável Objetos 
Função/Procedimento Operação/Método 
Chamada de função Envio de mensagem 
 
 
5 LINGUAGENS ORIENTADAS A OBJETOS 
 
 Nem todas as linguagens de programação do mercado são orientadas a 
objetos, que é uma técnica de programação, ou melhor, um \u201cparadigma\u201d para 
escrever um bom programa cuja finalidade é resolver um determinado problema. 
Então, para que possamos considerar uma linguagem orientada a objetos, a 
linguagem deverá possuir mecanismos que suportem o estilo de programação que o 
método OOP apresenta. 
 É importante, nesse contexto, você entender que muitas linguagens se 
apresentam como baseadas em objetos e outras suportam claramente a orientação 
a objetos. As linguagens baseadas em objetos suportam recursos que facilitam a 
construção de sistemas usando a programação estruturada, usando recursos visuais 
e elementos facilitadores. Um exemplo muito comum é a linguagem Visual Basic da 
Elementos de Programação 
SOCIESC \u2013 Sociedade Educacional de Santa Catarina 
39 
Microsoft, cuja versão atual, baseada em .NET, oferecia formas de construção que 
se utilizavam de conceitos baseados em objetos, mas não havia na linguagem 
suporte aos padrões que a OOP oferece. Esse tipo de linguagem e método de 
programação é conhecido como programação orientada a eventos. 
 As linguagens mais populares que suportam efetivamente a programação 
orientada a objetos são: Java (Pura), C++ (Híbrida), SmallTalk (Pura), Object Pascal 
(Pura) e C# (Pura). As linguagens consideradas \u201cpuras\u201d, no suporte à OOP, 
nasceram com base nos padrões da OOP e as linguagens consideradas \u201chíbridas\u201d 
são linguagens que nasceram no modelo de programação estruturada e evoluíram 
para suportar os recursos da OOP. 
 
 
SÍNTESE 
 
 Nesta aula você percebeu a dimensão da programação orientada a objetos. É 
uma abordagem atual e que atende às demandas atuais do mundo globalizado. 
 O primeiro assunto que abordamos procurou lhe fornecer a percepção das 
diferenças entre a programação estruturada e a programação orientada a objetos. A 
programação estruturada possui limitações para os desafios atuais porque: 
\u2022 Os efeitos em cascata são gerados pela modificação de programas; 
\u2022 Com a grande quantidade de programas, procedimentos e funções 
implementados, a localização de um problema tornou-se algo mais difícil 
de se resolver; 
\u2022 Seções reutilizáveis de código de programação são muito difíceis de 
serem construídas. 
O objetivo da OOP (programação orientada a objetos) é desenhar e construir 
uma solução baseada nos objetos existentes no problema e não mais através de 
procedimentos e situações interdependentes. Isso faz com que o programa seja 
quebrado em módulos gerenciáveis e auto-suficientes. Então, a OOP permite um 
programa mais adequado aos desafios que as áreas de negócios impõem às 
soluções de Tecnologia da Informação. Porque o código de programação criado é: 
\u2022 Modular; 
\u2022 Extensível; 
Elementos de Programação 
SOCIESC \u2013 Sociedade Educacional de Santa Catarina 
40 
\u2022 Reutilizável; 
\u2022 Mais fácil de manter; 
\u2022 Mais simples de depurar. 
Como o próprio nome sugere, a programação orientada a objetos é baseada 
no conceito de software objeto e busca manter total similaridade aos conceitos de 
objetos do mundo real (caneta, mesa, cadeira, etc.). Dessa forma, os objetos 
compartilham algumas características com outros objetos, devido às suas 
propriedades e comportamentos. As propriedades, também conhecidas como 
estados do objeto, são implementadas pelas variáveis e o comportamento do objeto 
é desenvolvido pelos seus métodos. 
A reunião dos métodos e propriedades de um objeto é denominada 
abstração de dados, pois o usuário do objeto não precisa saber como as 
propriedades e os métodos foram construídos, ele precisa saber apenas como 
utilizá-los. 
Considerando que uma aplicação poderá conter vários objetos, esses podem 
relacionar-se uns com os outros. A comunicação que ocorre entre os objetos é 
realizada por mensagens que, por sua vez, são realizadas pelo uso do objeto, da 
execução de um método associado ao objeto, e da passagem de informações para 
que o método seja executado adequadamente. 
À medida que os objetos são construídos, poderá haver similaridades e a 
OOP oferece o uso de classes para criar estruturas pré-construídas. É fazendo uso 
desse mecanismo de classes que podemos nos utilizar dos recursos de reuso que o 
método nos oferece. Além disso, o agrupamento de classes com características 
comuns é utilizado pela OOP para criar uma hierarquia de classes e com isto 
estabelecer uma lógica de reuso. As práticas de extensões, sobreposições e de 
herança se utilizam dessa hierarquia para a construção de novos objetos que, 
futuramente, se beneficiarão de qualquer mudança que ocorrer na classe superior. 
A conseqüência no uso dessas práticas implementa um dos principais 
recursos da OOP: o polimorfismo, ou seja, o objeto possui um comportamento 
diferente de acordo com o contexto em que é utilizado. 
Esses são os principais conceitos da OOP que você precisa levar para as 
futuras linguagens de desenvolvimento que oferecem suporte ao método. 
Elementos de Programação 
SOCIESC \u2013 Sociedade Educacional de Santa Catarina 
41 
 Na próxima aula, vamos aprender como representar graficamente os sistemas 
orientados a objetos. 
Até lá. 
 
EXERCÍCIOS PROPOSTOS 
 
1) Defina com as suas palavras o que é a programação orientada a objetos. 
___________________________________________________________________
Tiago
Tiago fez um comentário
Três livros de formatos regulares, cada um com peso W e comprimento a são empilhados como mostrado na figura. Determine a máxima distância d que o livro de cima pode se deslocar em relação ao livro de baixo de modo que a pilha não desmorone:
0 aprovações
Carregar mais