Roteiro Completo de Bioquímica
43 pág.

Roteiro Completo de Bioquímica


DisciplinaBioquímica I45.403 materiais1.093.611 seguidores
Pré-visualização8 páginas
acido graxo, o consumo de duas moléculas de NADPH e duas moléculas de ATP (uma para 
formar o AcetilCoA a partir do citrato e outra para formar MelanilCoA a partir do AcetilCoA. 
35 
 
 
13.5.2. Classificação dos Ácidos Graxos. 
A classificação é feita de acordo com o numero de carbonos quanto menor o numero de 
carbonos mais solúvel em agua e o tipo de ligação química entre carbonos. Cada dois 
carbonos do ac. Graxo um acetil-CoA é formado. 
13.5.2.1. Saturados 
Ligação simples molécula totalmente distendida girando em torno de um único eixo. 
Gordura animal , mais compacta, menos coesa, maior quantidade de energia para 
degradar, tem elevado ponto de fusão. 
13.5.2.2. Insaturados 
36 
 
Ligações duplas giram em torno de vários eixos, menos compactas necessitando de 
maior espaço, mais coesa menor energia para degradar tem baixo ponto de fusão. 
13.5.3. Reações dos ácidos graxos. 
13.5.3.1. Hidrogenação 
Adição de um hidrogênio para quebrar a dupla ligação, alterando assim o ponto de 
fusão, ou seja, o pondo de fusão é elevado. 
13.5.3.2. Halogenação 
Um átomo de hidrogênio é substituído por um átomo de halogênio, pode também ser 
definida como uma reação química que incorpora um átomo de halogênio em uma molécula. 
Uma descrição mais específica pode ser feita de acordo com o halogênio substituído: 
fluoração, para o flúor; cloração, para o cloro; bromação, para o bromo e iodação, para o iodo. 
Quebra da dupla ligação alterando o pontoo de fusão. Ponto de fusão elevado. 
13.5.3.3. Esterificação 
Formação do Lipidio. 
Álcool + Acido Graxo-> Éster + H2O 
Na reação de esterificação quando o AG liga-se ao álcool ele perde totalmente a parte 
polar ficando totalmente apolar 
13.6. Classificação de Lipídios. 
13.6.1. Simples 
Compostos apenas por C;O;H. Tem importância para o metabolismo energético 
13.6.1.1. Acilglicerois 
O álcool da molécula é o glicerol podendo interagir com até três moléculas de ac. 
Graxo. (triglicedes). 
13.6.1.2. Cerídeos 
Proteção contra H2O e elevado tempo de fusão. 
37 
 
13.6.2. Composto 
Compostos por C;O;H;N;P. Tem importância estrutural 
13.6.2.1. Fosfoglicerolipidios 
Formado por dois ácidos graxos, dois glicerol, e um fosfato. 
13.6.2.2. Esfingolipídios 
Formado por um álcool aminado esfingosina, acido graxo, fosfato. 
13.6.2.3. Colesterol 
Não é um lipídio é um esterioide (hormônio), é precursor da progesterona. 
13.7. Localização 
A metabolização dos lipídios ocorre no fígado. 
13.8. Digestão 
As lipases quebram os lipídios em ácidos graxos livres e monoglicerídeos, catalisando a 
hidrólise dos triglicerídeos com a formação de dois monoglicéridos e dois ácidos graxos. Os 
ácidos graxos são os principais mecanismos de produção de energia. Isto ocorre no duodeno. 
13.9. Transporte 
As micelas são os principais veículos no movimento dos ácidos graxos e glicerol da luz 
para a superfície das células e mucosas intestinais onde ocorre a absorção. 
13.10. Lipolise 
Na \u3b2-oxidação, a acil\u2212coa graxo é oxidado em um ciclo repetido de quatro reações 
enzimáticas: (1)Desidrogenação: formação de ligação dupla trans\u2212\u3b1,\u3b2, produzindo 
umFADH2, pela enzima Acil-CoA-Desidrogenase. (2) Hidratação da ligação dupla, um 
hidrogênio da agua liga-se ao carbono alpha e a hidroxila liga-se ao carbono beta formando 
álcool, através da enzima enil-CoA-Hidratase. (3) Oxidação da l\u2212\u3b2\u2212hidroacil\u2212coa produzindo 
uma NADH por meio da enzima 3-L-Hidroxiacil-CoA-desifdrogenade formando uma cetona 
38 
 
do carbono Betae (4) formação de acetil\u2212coa, através da quebra da cetona pela enzima beta-
acil-CoAtiolase . Voltando ao inicio do ciclo. 
 
14. CILCO DE LYNEN 
14.1. Conceito 
Os ácidos graxos livres no sangue se associam a proteína albumina plasmática 
formando lipoproteína com destino a tecidos consumidores como o músculo e o fígado, onde 
os graxos livres se separam da albumina plasmática para entrar nas células e sofrerem a \u3b2-
oxidação. 
39 
 
14.2. Importância 
Degrada acido graxo. 
14.3. Estrutura 
 
Figura retirada do site:http://desenvolvimentovirtual.com/bioq/InfOnline2/5-metab_lip/conteudo.html 
 
14.4. Localização 
Na mitocôndria ocorrera o ciclo de lynen que gradativamente vai quebrando os ácidos 
graxos livres e liberando acetil-coA que ativara o ciclo de krebs para a produção de ATP 
14.5. Reações 
Dentro do tecido adiposo ocorre a lipase, produzindo ácidos graxos e glicerol. Os ácidos 
graxos vão para a corrente sanguínea, encontram proteínas que fazem o transporte para a fibra 
muscular, dentro da fibra age com a enzima acilCoAsintase virando acilCoA, que é 
transportada para dentro membrana mitocondrial pela CTP-I transformando-se em 
acilcarnitina que reage com a CTP-II entrando na mitocôndria da célula, que com a ajuda de 
uma CoA-SH volta a virar acetilCoA. 
40 
 
Assim começa o ciclo de Lynen, que faz a quebra de carbonos através da ação da FAD, 
NAD, H2O e enzimas. Depois o acetilCoA, agora com menos 2C, vai para o ciclo de Krebs 
passando por ações de mais enzimas se transforma em Citrato \u2013 Isocitrato \u2013 alfacetoglutarato 
\u2013 SuccinilCoA \u2013 Succinato \u2013 Fumarato \u2013 Malato e Oxalacetato. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
41 
 
15. CONCLUSÃO 
A bioquímica, entre outras disciplinas do curso de medicina veterinária, tem como 
característica principal a sua complexidade, pois é uma disciplina em sua maior parte teórica 
e, portanto, necessita de um bom aprendizado de matérias básicas ensinadas no colegial. Por 
isso, os alunos veem uma maior dificuldade em sua compreensão. 
A monitoria desta disciplina auxilia o aluno com maiores dificuldades em fixar a 
matéria, pois o mesmo tem maior facilidade de expressar suas dúvidas para uma pessoa que 
também é aluno e que tem uma maior disponibilidade de tempo do que o professor durante o 
período de uma aula, além de a monitoria ser, na maioria das vezes, em particular, deixando o 
aluno mais a vontade para expressar-se. 
O principal objetivo da monitoria é esclarecer as dúvidas de sala de aula, auxiliar na 
resolução dos exercícios propostos, ajudar a fixar a matéria com a pintura do mapa caso esta 
não tenha sido feita em atividades com o professor em sala. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
42 
 
16. REFERENCIAS 
 
FERREIRA, C.P.; JARROUGE, M.G.; MARTIN, N.F..Bioquímica básica. 9. ed.São 
Paulo: MnpLtda, 2010. 1 v. 356 p. 
 
NETTO, A.U.. Lipogênese. Disponível em: 
<http://www.slideshare.net/JuciVasconcelos/bioqumica-ii-10-lipognese-arlindo-netto>. 
Acesso em: 10 jan. 2013. 
 
NETTO, A.U.. Lipólise. Disponível em: 
<http://www.slideshare.net/JuciVasconcelos/bioqumica-ii-11-lipolise-arlindo-netto>. Acesso 
em: 10 jan. 2013. 
 
HORNINK, G.G.. Informações básicas - metabolismo de lipídios.Disponível em: 
<http://desenvolvimentovirtual.com/bioq/InfOnline2/5-metab_lip/conteudo.html>. Acesso 
em: 10 jan. 2013.