FISICA II-completo-500questões.
151 pág.

FISICA II-completo-500questões.


DisciplinaFísica II14.816 materiais259.912 seguidores
Pré-visualização36 páginas
em 323 K, o que corresponde a temperatura de :
R: 50 ºC
	Um oscilador harmônico simples oscila com amplitude A, tendo frequência f1 e energia mecânica E1, e num segundo momento com amplitude 2ª, frequência f2 e energia mecânica E2. Indique a opção verdadeira:
R: f2 = f1 e E2 = 4E1
	Considere três pêndulos de torção, de massa m. O primeiro é formado por um disco suspenso pelo centro, o segundo por uma esfera oca e o terceiro por uma barra suspensa pelo centro. O diâmetro do disco e da esfera é igual ao comprimento da barra. Os três fios são iguais. Qual é o pêndulo que oscila mais depressa ou quais são os pêndulos que oscilam mais depressa?
R: O que contém a barra.
	Um mergulhador, encantado com a beleza aquática da região de Fernando de Noronha, foi mergulhando e aprofundando-se cada vez mais, é correto afirmar que a medida que seu movimento descendente vertical para baixo foi aumentando, ou seja, cada vez que sua distância com relação a superfície era maior, a pressão foi :
R: maior porque para cada 10m acrescentados à profunidade do mergulhador na água, há um aumento de 1 atm na pressão.
	Um corpo está flutuando em um líquido. Nesse caso:
R: o empuxo é igual ao peso.
	Para a verificação do comportamento da pressão em um líquido, colocado em uma coluna, os estudantes simularam a seguinte situação, utilizando-se um applet, mantiveram constante a profundidade de manômetro e variaram os tipos de fluidos utilizados, visando verificar se a densidade provoca alterações na pressão de um fluido. Foram feitos experimentos para cinco fluidos com densidades que vriaram de 0,7 g/cm3 até 13 g/cm3. É correto afirmar que no final do experimento os alunos devem ter concluído que :
R: a pressão foi maior para os valores das densidades maiores.
	Um fluido incompressível de viscosidade desprezível é bombeado para cima com vazão constante em um cano vertical de seção reta uniforme. A diferença de pressão entre a saída e a entrada do cano:
R: é a mesma que seria observada se o fluido estivesse em repouso.
	O que distingue uma mesma nota tocada com a mesma intensidade por um violino e por um piano?
R: Timbre.
	Um pêndulo simples executa oscilações de pequena abertura angular de modo que a esfera pendular realiza um M.H.S. 
Assinale a opção correta:
R: o período de oscilação independe da massa da esfera pendular.
	A energia térmica em trânsito, devido à diferença de temperatura, que flui do sistema de temperatura mais alta para o de temperatura mais baixa é:
	
R: o calor que os corpos podem possuir
	Água é bombeada para uma das extremidades de um cano longo com uma vazão de 40 L/min e sai pela outra extremidade com uma vazão de 24 L/min. Uma possível explicação é que: 
R: o cano está furado.
	Uma pessoa sopra horizontalmente acima de um dos lados de um tubo em forma de U, que contém água. O nível da água nesse lado do tubo:
R: sobe ligeiramente.
	Até o final do século XVIII, ainda sob as asas da Revolução Industrial, muitos acreditavam que o calor era uma propriedade dos corpos, que a possuíam em uma quantidade finita. Atualmente, considera-se calor como uma forma de:
R: energia em trânsito
	Numa área de praia, a brisa marítima é uma consequência da diferença no tempo de aquecimento do solo e da água, apesar de ambos estarem submetidos às mesmas condições de irradiação solar. No local (solo) que se aquece mais rapidamente, o ar fica mais quente e sobe, deixando uma área de baixa pressão, provocando o deslocamento do ar da superfície que está mais fria (mar). À noite, ocorre um processo inverso ao que se verifica durante o dia Como a água leva mais tempo para esquentar (de dia), mas também leva mais tempo para esfriar (à noite), o fenômeno noturno (brisa terrestre) pode ser explicado da seguinte maneira:
R: O ar que está sobre a água se aquece mais; ao subir, deixa uma área de baixa pressão, causando um deslocamento de ar do continente para o mar.
	Uma liga metálica tem, no estado sólido, calor específico igual a 0,2 cal/g. °C e a sua temperatura de fusão é de 180°C. Ao fornecermos 10.600cal a 300 g dessa liga a 20°C, verificamos que conseguimos fundir 200g da mesma. O calor latente de fusão dessa liga vale:
R: 5 cal/g
	Um engenheiro trabalhando em uma indústria que produz eletrodomésticos, deseja resfriar 0,25kg de água a ser ingerida por ele, inicialmente a uma temperatura de 25ºC, adicionando gelo a -20ºC. A quantidade de gelo que deverá ser utilizada para que a temperatura final seja igual a 0ºC, sabendo-se que o gelo se funde e que o calor específico do recipiente pode ser desprezado, deverá ser aproximadamente igual a: 
Dados :cágua = 4190 J/kg.KLfusão = 3,34.105 J/kg cgelo = 2,1.103 J/kg.k
 Q = m.L Q = C.\u2206\uf071 Q= m.c. \u2206\uf071
R: 69g
	Ao término da aula de laboratório em uma universidade, um dos estudantes ficou com dúvidas com relação a alguns conceitos pertinentes ao estudo do calor, o aluno fez três afirmativas: 
I O calor específico de um material indica a quantidade de calor necessária para fazer com que a matéria mude sua fase. 
II. O calor latente ocorre quando existe variação de temperatura no processo de aquecimento ou resfriamento de uma substância. 
III. há situações em que o fluxo de calor não provoca variação de temperatura, isso ocorre sempre que uma característica física da substância se altera, temos nessa fase o calor latente. 
Podemos dizer que :
R: A afirmativa III é a única correta
	A transmissão de calor por Convecção só é possivel:
	
R: nos fluidos em geral
	Uma garrafa térmica devido ás paredes espelhadas,impede trocas de calor por:
R: irradiação
	Assinale a alternativa correta:
R: A convecção térmica só ocorre nos fluidos, ou seja,não se verifica no vácuo nem em materiais no estado sólido
	O célebre físico irlandês William Thomson, que ficou mundialmente conhecido pelo título de Lorde Kelvin, entre tantos trabalhos que desenvolveu, "criou" a escala termométrica absoluta. Esta escala, conhecida por escala Kelvin, consequentemente não admite valores negativos, e, para tanto, estabeleceu como zero o estado de repouso molecular. Conceitualmente sua colocação é consistente, pois a temperatura de um corpo se refere à medida:
R: do grau de agitação das moléculas do corpo.
	Para que a vida continue existindo em nosso planeta, necessitamos sempre do calor que emana do Sol. Sabemos que esse calor está relacionado a reações de fusão nuclear no interior desta estrela. A transferência de calor do Sol para nós ocorre através de
R: irradiação
	Certa massa de gás ideal sofre uma transformação isobárica na qual sua temperatura absoluta é reduzida à metade. Quanto ao volume desse gás, podemos afirmar que irá:
R: reduzir-se à metade.
	Uma certa amostra gasosa recebe 500 cal de calor trocando com o meio externo e realiza um trabalho igual a 200cal.A variação de sua energia interna será igual a:
R: 300cal
	Um gás recebe a quantidade de calor Q=50J, o trabalho realizado por ele é igual a 12J, sabendo que a Energia interna do sistema antes de receber calor era U=100J, qual será esta energia após o recebimento do calor?
R: 138J
	Uma determinada máquina térmica deve operar em ciclo entre as temperaturas de 27ªC E 227ªC.Em cada ciclo ela recebe 1.000 cal da fonte quente. O máximo de trabalho que a máquina pode fornecer por ciclo ao exterior, em calorias, vale: 
R: 400
	A figura a seguir representa o ciclo de Carnot, para um gás ideal. Qual das afirmações abaixo está INCORRETA: 
R: Na compressão adiabática, a energia interna do gás diminui
	Uma quantidade de um gás ideal a 10º C e a pressão de 100KPa ocupa um volume de 2500L. Se a pressão for elevada para 300KPa e a temperatura para 30º C, qual será o volume que o gás ocupará? Suponha que não haja perdas.
Dados: Constante dos gases perfeitos é igual a 8,314J/K.mol
R: 892 Litros
	Deseja-se utilizar uma chapa de cobre de 2,0 cm de espessura e 1,0 m2 de