AV2 Clinico 2 Enfermagem - Saúde da Mulher
156 pág.

AV2 Clinico 2 Enfermagem - Saúde da Mulher


DisciplinaEnsino Clinico II598 materiais6.553 seguidores
Pré-visualização48 páginas
PPPPP
nfermagem
rofissionalização de
uxiliares deAAAAA EEEEE
Cadernos do AlunoCadernos do AlunoCadernos do AlunoCadernos do AlunoCadernos do Aluno
SAÚDE DA MULHER, DA CRIANÇA
E DO ADOLESCENTE 8
PPPPP
nfermagem
rofissionalização de
uxiliares deAAAAA EEEEE
Cadernos do AlunoCadernos do AlunoCadernos do AlunoCadernos do AlunoCadernos do Aluno
Ministério da Saúde
Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde
Departamento de Gestão da Educação na Saúde
Projeto de Profissionalização dos Trabalhadores da Área de Enfermagem
Série F. Comunicação e Educação em Saúde
2a Edição
1 Reimpressão
Brasília - DF
2003
SAÚDE DA MULHER, DA CRIANÇA
E DO ADOLESCENTE 8
©2001. Ministério da Saúde.
É permitida a reprodução total ou parcial desta obra, desde que citada a fonte.
Série F. Comunicação e Educação em Saúde
Tiragem: 2.ª edição - 1.a reimpressão - 2003 - 100.000 exemplares
Elaboração, distribuição e informações:
MINISTÉRIO DA SAÚDE
Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde
Departamento de Gestão da Educação na Saúde
Projeto de Profissionalização dos Trabalhadores da Área de Enfermagem
Esplanada dos Ministérios, bloco G, edifício sede, 7.º andar, sala 733
CEP: 70058-900, Brasília - DF
Tel.: (61) 315 2993
Fundação Oswaldo Cruz
Presidente: Paulo Marchiori Buss
Diretor da Escola Nacional de Saúde Pública: Jorge Antonio Zepeda Bermudez
Diretor da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio: André Paulo da Silva Malhão
Curso de Qualificação Profissional de Auxiliar de Enfermagem
Coordenação - PROFAE: Leila Bernarda Donato Göttems, Solange Baraldi
Coordenação - FIOCRUZ: Antonio Ivo de Carvalho
Colaboradores: Ana Márcia Marques Oliveira, Angela Maria la Cava de Souza, Leila Bernarda Donato Göttems, Glória Regina Gomes da Silva,
Inah Maria de Queiroz, Lucia Helena Penna, Luciane Marques de Araujo, Luiza Mara Correa, Maria de Fátima Hasek Nogueira, Maria Regina
Araújo Reicherte Pimentel, Marta de Fátima Lima Barbosa, Sandra Ferreira Gesto Bittar, Maysa Luduvice Gomes, Sandra Teixeira de Araujo
Pacheco, Silvéria Maria dos Santos, Tania Ward Abdala, Vânia de Carvalho Ferreira
Capa e projeto gráfico: Carlota Rios, Adriana Costa e Silva
Editoração eletrônica: Carlota Rios, Ramon Carlos de Moraes
Ilustrações: Marcelo Tibúrcio, Maurício Veneza
Revisores de português e copidesque: Lílian Rose Ulup, Monica Camuniti Ron-Ren
Apoio: Abrasco
Impresso no Brasil/ Printed in Brazil
Ficha Catalográfica
Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde. Departamento de Gestão da Educação
na Saúde. Projeto de Profissionalização dos Trabalhadores da Área de Enfermagem.
Profissionalização de auxiliares de enfermagem: cadernos do aluno: saúde da mulher, da criança e do adolescente / Ministério
da Saúde, Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, Departamento de Gestão da Educação na Saúde,
Projeto de Profissionalização dos Trabalhadores da Área de Enfermagem. - 2. ed., 1.a reimpr. - Brasília: Ministério da Saúde;
Rio de Janeiro: Fiocruz, 2003.
160 p.: il. - (Série F. Comunicação e Educação em Saúde)
ISBN 85-334-0550-2
1. Educação Profissionalizante. 2. Auxiliares de Enfermagem. 3. Saúde da Mulher. 4. Saúde Infantil. I. Brasil. Ministério
da Saúde. II. Brasil. Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde. Departamento de Gestão da Educação na
Saúde.Projeto de Profissionalização dos Trabalhadores da Área de Enfermagem. III. Título. IV. Série.
NLM WY 18.8
Catalogação na fonte - Editora MS
SUMÁRIOSUMÁRIOSUMÁRIOSUMÁRIOSUMÁRIO
 1 Apresentação pág. 7
 2 Saúde da Mulher, da Criança pág. 9
e do Adolescente
Parasitologia
e
Microbiologia
Psicologia
Aplicada
Ética
Profissional
Estudos
Regionais
Nutrição
e
Dietética
Higiene
e
Profilaxia
Fundamentos
de
Enfermagem
Saúde
Coletiva
Saúde
do Adulto
-
Assistência
Clínica
Saúde
do Adulto
-
Atendimento
de Emergência
Saúde
do Adulto
-
Assistência
Cirúrgica
Saúde
da Mulher,
da Criança
e do
Adolescente
Disciplinas Inst rumen tai s
Disc
iplinas Profissionalizant es
Anatomia 
e
Fisiologia
Saúde
Mental
APRESENTAPRESENTAPRESENTAPRESENTAPRESENTAÇÃOAÇÃOAÇÃOAÇÃOAÇÃO
MINISTÉRIO DA SAÚDE
SECRETARIA DE GESTÃO DO TRABALHO E DA EDUCAÇÃO NA SAÚDE
PROJETO DE PROFISSIONALIZAÇÃO DOS TRABALHADORES DA ÁREA DE
ENFERMAGEM
processo de construção de Sistema Único de Saúde (SUS)
colocou a área de gestão de pessoal da saúde na ordem das
prioridades para a configuração do sistema de saúde brasileiro.
A formação e o desenvolvimento dos profissionais de saúde, a regulamentação
do exercício profissional e a regulação e acompanhamento do mercado de
trabalho nessa área passaram a exigir ações estratégicas e deliberadas dos órgãos
de gestão do Sistema.
A descentralização da gestão do SUS, o fortalecimento do controle social em
saúde e a organização de práticas de saúde orientadas pela integralidade da
atenção são tarefas que nos impõem esforço e dedicação. Lutamos por
conquistar em nosso país o Sistema Único de Saúde, agora lutamos por implantá-
lo efetivamente.
Após a Constituição Federal de 1988, a União, os estados e os municípios
passaram a ser parceiros de condução do SUS, sem relação hierárquica. De
meros executores dos programas centrais, cada esfera de governo passou a ter
papel próprio de formulação da política de saúde em seu âmbito, o que requer
desprendimento das velhas formas que seguem arraigadas em nossos modos
de pensar e conduzir e coordenação dos processos de gestão e de formação.
Necessitamos de desenhos organizacionais de atenção à saúde capazes de
privilegiar, no cotidiano, as ações de promoção e prevenção, sem prejuízo do
cuidado e tratamento requeridos em cada caso. Precisamos de profissionais
que sejam capazes de dar conta dessa tarefa e de participar ativamente da
construção do SUS. Por isso, a importância de um "novo perfil" dos
trabalhadores passa pela oferta de adequados processos de profissionalização e
de educação permanente, bem como pelo aperfeiçoamento docente e renovação
das políticas pedagógicas adotadas no ensino de profissionais de saúde.
Visando superar o enfoque tradicional da educação profissional, baseado apenas
na preparação do trabalhador para execução de um determinado conjunto de
tarefas, e buscando conferir ao trabalhador das profissões técnicas da saúde o
merecido lugar de destaque na qualidade da formação e desenvolvimento
continuado, tornou-se necessário qualificar a formação pedagógica dos docentes
O
para esse âmbito do ensino. O contato, o debate e a reflexão sobre as relações
entre educação e trabalho e entre ensino, serviço e gestão do SUS, de onde
emanam efetivamente as necessidades educacionais, são necessários e devem
ser estruturantes dos processos pedagógicos a adotar.
Não por outro motivo, o Ministério da Saúde, já no primeiro ano da atual
gestão, criou uma Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde,
que passa a abrigar o Projeto de profissionalização dos Trabalhadores da Área
de Enfermagem (PROFAE) em seu Departamento de Gestão da Educação
na Saúde. Dessa forma, o conjunto da Educação Profissional na Área da
Saúde ganha, na estrutura de gestão ministerial, nome, lugar e tempo de reflexão,
formulação e intervenção. As reformulações e os desafios a serem enfrentados
pela Secretaria repercutirão em breve nas políticas setoriais federais e, para
isso, contamos com a ajuda, colaboração, sugestões e críticas de todos aqueles
comprometidos com uma educação e um trabalho de farta qualidade e elevada
dignidade no setor da saúde.
O Profae exemplifica a formação e se insere nesta nova proposta de educação
permanente. É imprescindível que as orientações conceituais relativas aos
programas e projetos de formação e qualificação profissional na área da saúde
tenham