Avaliação 1 2 3 legislação tributaria
12 pág.

Avaliação 1 2 3 legislação tributaria


DisciplinaDireito Tributário I20.471 materiais266.434 seguidores
Pré-visualização4 páginas
anterioridade, ou seja, são exigíveis de imediato (art. 148, I da CF). 
	
	O empréstimo compulsório que tiver como pressuposto investimento público de caráter urgente e de relevante interesse nacional deve atender ao princípio da anterioridade (art. 148, II da CF). 
	
	A guerra externa ou sua iminência é pressuposto para criação do empréstimo compulsório e também do imposto extraordinário.
	
	
	Parte superior do formulário
	Processando, aguarde ...
		
		
	
	Fechar
	Avaliação: GST0278_AV1_201102333379 » LEGISLAÇÃO TRIBUTÁRIA
	Tipo de Avaliação: AV1 
	Aluno: 201102333379 - ANA CRISTINA DE PAULO DE OLIVEIRA 
	Professor:
	LEONARDO JOSE MUNIZ DE ALMEIDA
	Turma: 9001/AA
	Nota da Prova: 3,5 de 8,0        Nota do Trabalho:        Nota de Participação: 2        Data: 17/12/2012 16:00:58
	
	 1a Questão (Cód.: 43820)
	2a sem.: EMPRÉSTIMOS COMPULSORIOS
	Pontos: 1,0  / 1,0 
	Para enfrentar as despesas extraordinárias provocadas pelas chuvas, o prefeito do município de Trairi no estado do Ceará instituiu empréstimo compulsório a ser cobrado dos seus munícipes. Essa medida é: 
		
	
	Errada, pois só a Câmara Municipal pode criar tributo. 
	
	Certa, porque não sendo o empréstimo compulsório um tributo, pode ser criado pelo Poder Executivo. 
	
	Errada, porque só a União pode instituir empréstimo compulsório. 
	
	Nenhuma das alternativas anteriores. 
	
	Certa, porque dito empréstimo é cobrável em razão de calamidade pública. 
	
	
	 2a Questão (Cód.: 73107)
	1a sem.: atividade financeira do estado
	Pontos: 0,5  / 0,5 
	Sabemos que o homem é por natureza um ser social, pois que por si só é incapaz de prover todas as suas necessidades básicas de forma satisfatória, e, além disto, não tem somente as necessidades básicas, possui outras. O Estado é decorrência dessa natureza social do homem, visto que este ¿ o homem - abre mão de parte de sua liberdade em prol do bem comum e para ver as necessidades públicas satisfeitas. O Estado pode ser conceituado como conjunto de pessoas reunidas objetivando um fim comum, em um dado território, sob a tutela de um poder político soberano. Desse conceito podemos abstrair os elementos constitutivos dos Estados, quais sejam o povo, o território, a soberania e o poder. Para que o Estado alcance os seus objetivos ele necessita de recursos, utilizando-se para isto da sua atividade financeira, que pode ser resumida como sendo: 
		
	
	somente a aplicação dos recursos que o Estado obtém com a venda de empresas estatais; 
	
	a administração de qualquer entrada de dinheiro nos cofres públicos. 
	
	a obtenção, a administração e a aplicação dos recursos financeiros;
	
	lucro que tem com operações financeiras, e a aplicação deste lucro;
	
	a cobrança de tributos e a sua conversão em renda estatal; 
	
	
	 3a Questão (Cód.: 46949)
	2a sem.: impostos
	Pontos: 0,0  / 0,5 
	São denominados de tributos não vinculados, isto quer dizer:
		
	
	tem esta denominação, pois a sua criação e sua cobrança independem de qualquer atividade ou serviço em relação ao contribuinte, estamos falado dos impostos;
	
	estes tributos são os que têm um sujeito ativo que pode variar, ele não é vinculado ao tributo.
	
	os tributos não vinculados são aqueles pagos em caráter extraordinário, como, por exemplo, as taxas que podem ser criadas na iminência de guerra externa;
	
	são vinculados a uma atividade estatal, são os tributos em geral;
	
	são denominados de não vinculados porque independem de qualquer atividade ou serviço público genérico em relação ao contribuinte para que seja pago, estamos falando das taxas;
	
	
	 4a Questão (Cód.: 49281)
	2a sem.: ESPÉCIES TRIBUTÁRIAS
	Pontos: 0,5  / 0,5 
	A base de cálculo de um tributo, juntamente com sua alíquota, são os elementos quantificadores do tributo, sendo a base de cálculo uma grandeza numérica, trazida pela lei para dimensionar o fato gerador. Sendo assim, pode-se concluir que:
		
	
	em relação à taxa, a base de cálculo será medida por um aspecto de riqueza do contribuinte
	
	devido à base de cálculo do imposto, será o fato gerador uma contraprestação estatal ao contribuinte
	
	que em relação às taxas, o fato gerador não importa em uma contraprestação estatal do contribuinte
	
	nos impostos a base de cálculo sempre será uma grandeza que traduza a riqueza manifestada pelo valor da renda, ou pelo valor de um bem
	
	todas as espécies tributárias têm em função aos fatos gerados as mesmas bases de cálculo
	
	
	 5a Questão (Cód.: 17658)
	5a sem.: SISTEMA TRIBUTÁRIO
	Pontos: 0,5  / 0,5 
	O Código Tributário Nacional é considerado:
		
	
	Tratado.
	
	Instrução normativa.
	
	Lei complementar.
	
	Lei ordinária.
	
	Decreto-lei.
	
	
	 6a Questão (Cód.: 19088)
	2a sem.: Taxa
	Pontos: 0,0  / 1,0 
	O Código Tributário Nacional autoriza a cobrança de taxa que tenha como fato gerador a prestação de serviço público, quando o serviço for:
		
	
	prestado ao contribuinte por entidade privada vinculada à administração pública
	
	prestado ao contribuinte, ainda que não seja atribuição da entidade prestá-lo
	
	posto à disposição do contribuinte por entidade que tenha atribuição de prestá-lo
	
	posto à disposição do contribuinte por entidade privada vinculada à administração pública
	
	
	 7a Questão (Cód.: 43513)
	2a sem.: TAXAS
	Pontos: 0,0  / 1,0 
	Os serviços públicos justificadores da cobrança de taxas consideram-se utilizados potencialmente pelo contribuinte: 
		
	
	Quando suscetíveis de utilização, separadamente, por parte de cada um dos seus usuários; 
	
	Quando possam ser destacados em unidades autônomas de intervenção, de utilidade, ou de necessidades públicas; 
	
	Quando não suscetíveis de utilização, separadamente, por parte de cada um dos seus usuários; 
	
	Quando não existe atividade da administração pública e somente a previsão do serviço a disposição do contribuinte.
	
	Quando sendo de utilização compulsória, sejam postos à sua disposição mediante atividade administrativa em efetivo funcionamento; 
	
	
	 8a Questão (Cód.: 49438)
	2a sem.: ESPÉCIES TRIBUTÁRIAS
	Pontos: 0,0  / 1,0 
	Considere que um determinado Município instituiu uma taxa de coleta domiciliar de lixo, pois a coleta de lixo é de incumbência local. Analise as asserções seguintes relativas ao tema. O Município ao instaurar a prestação de serviço poderá editar uma lei que institua o tributo PORQUE essa taxa tem como contribuintes os proprietários de imóveis, eis que estes dispõem do serviço em prol de suas unidades imobiliárias. A respeito dessa afirmação, assinale a opção correta.
		
	
	As duas asserções são verdadeiras, mas a segunda não é a justificativa correta da primeira
	
	As duas asserções são proposições verdadeiras e a segunda é uma justificativa correta da primeira
	
	A primeira asserção é verdadeira e a segunda é falsa
	
	As duas asserções são falsas, pois uma não justifica a outra
	
	A primeira asserção é falsa e a segunda é verdadeira
	
	
	 9a Questão (Cód.: 43790)
	3a sem.: IMPOSTOS
	Pontos: 1,0  / 1,0 
	Imposto de importação; Imposto sobre a transmissão causa mortis e Imposto sobre a transmissão de imóveis inter vivos competem, respectivamente, a...
		
	
	à União, aos Municípios e aos Estados 
	
	aos Estados, à União e aos Municípios 
	
	aos Municípios, aos Estados e à União 
	
	à União, aos Estados e aos Municípios 
	
	aos Estados, aos Municípios e à União 
	
	
	 10a Questão (Cód.: 43845)
	3a sem.: COMPETÊNCIA TRIBUTÁRIA
	Pontos: 0,0  / 1,0 
	Assinale, abaixo, a alternativa correta:
I. A autorização para que a loja coloque luminoso na porta