Aula 6

Aula 6


DisciplinaFisiologia do Exercício9.276 materiais296.123 seguidores
Pré-visualização2 páginas
disparo do potencial de ação, e não ocorre a geração de um novo potencial de ação (linha vermelha). 
- Na figura, temos a aplicação de um segundo estímulo 8 ms após o primeiro, gerando um segundo potencial de ação. 
- O intervalo de tempo de 8 ms é suficiente para que o canal de Na+ feche seu portão de ativação e abra o portão de inativação (repouso), o que possibilita o disparo de um novo potencial de ação. 
Estrutura dos neurônios
Estrutura dos neurônios
Propagação do potencial de ação
Propagação do potencial de ação
Velocidade de propagação do potencial de ação
A velocidade de condução do potencial de ação dependerá de dois mecanismos:
	- Diâmetro do axônio;
	- Mielinização; 
Velocidade de propagação do potencial de ação
(diâmetro do axônio) 
. A-alfa - conduzem informações relacionadas com a propriocepção; . A-beta - conduzem informações ligadas ao tato; . A-delta - conduzem informações sobre dor e temperatura; . C - conduzem informações relacionadas com a dor, temperatura e inflamações 
Velocidade de propagação do potencial de ação
(diâmetro do axônio) 
 - As células de Schwann revestem os axônios resultando em um isolamento elétrico do axônio.
 - Tal isolamento elétrico impede que haja abertura de canais iônicos nas regiões envolvidas pelas células de Schwann. 
- O resultado líquido é o aumento da velocidade de propagação do potencial de ação.
Velocidade de propagação do potencial de ação
(mielinização) 
Velocidade de propagação do potencial de ação
(condução saltatória) 
Contração muscular
Tecido muscular
Funções:
 
Produção de movimentos corporais; 
Estabilização de posições corporais;
Regulação do volume dos órgãos;
Movimento de substâncias pelo corpo;
Produção de calor;
Tecido Muscular
Estímulo Neural
Junção Neuromuscular
Despolarização
RECEPTOR 
COLINÉRGICO NICOTÍNICO
Liberação de Cálcio do Retículo Sarcoplasmático
Papel dos túbulos T e 
do Retículo Sarcoplasmático
Contração Muscular
18.4 A rise in cytosolic Ca2+ triggers muscle contraction (part I) 
Figure 18-31a
Estrutura do músculo
esquelético
Filamento Fino
Actina
Tropomiosina
Sobreposição cabeça-cauda
COMPLEXO REGULATÓRIO
Cristalografia do Complexo Regulatório
Filamento Grosso
Pontes Cruzadas
Ciclo das pontes cruzadas
Miócito
Aspectos qualitativos da contração muscular
 Contração isométrica: desenvolvimento de força sem encurtamento (postura e sustentação de objetos)
 Contração isotônica: encurtamento com força constante (movimentos corporais);
*
Tipos de Fibras Musculares
		
		Fibra Rápida
		Fibra Lenta
		Características
		TIpo IIb
		Tipo IIa
		Tipo I
		Número de Mitocondria
		Baixa
		Alta/Moderada
		Alta
		Resistência a Fadiga
		Baixa
		Alta/Moderada
		Alta
		Sistema Predominante de 
Energia
		Anaeróbica
		Combinação
		Aeróbica
		Atividade ATPásica
		Altíssima
		Alta
		Baixa
		Vmax (Velocidade de 
Encurtamento)
		Altíssima
		Intermediária
		Baixa
		Eficiência 
		Baixa
		Moderada
		Alta
		Tensão Específica
		Alta
		Alta
		Moderada
Comparação da Velocidade de 
Encurtamento entre os Tipos de Fibra 
Como medir a força produzida por músculo?
VELOCIDADE 
A formula da velocidade serve para medir:
. Velocidade da corrente sanguínea
. Velocidade dos impulsos nervos
. Deslocamento de íons entre dois compartimentos
ACELERAÇÃO 
A aceleração (a) é definida como a variação da velocidade (\u2206v) dividida pelo Tempo (T)
ACELERAÇÃO 
Com a formula da aceleração se pode medir:
. A aceleração do sangue na ejeção cardíaca 
. A aceleração da corrente aérea na respiração
. A aceleração de objetos pela contração muscular
O trabalho representa a principal atividade dor ser vivo.
Toda manifestação biológica se faz através do trabalho ou energia.
Ex:
 
. Contração muscular (Energia elétrica dos músculos);
 . Síntese de proteínas (Energia química dos alimentos);
. Produção de Bioeletricidade (Energia química dos alimentos)
ENERGIA E TRABALHO 
A unidade de medida da força e o Newton (N). Segurar um peso de 100 g (0,1 Kg) equivale a fazer a força de 1 N.
POTÊNCIA
A Potencia (W) e a quantidade de trabalho realizado por unidade de tempo.
Em todas as aplicações que possam ser mensuradas o desempenho, a formula de Potencia será utilizada,.
Ex: 
. Sistema circulatório;
. Auditivo;
. No campo gravitacional.
POTÊNCIA
A potencia é medida em watts (W).
Se a massa for levantada em 1 segundo,
a potencia será de 1 watt.
Portanto 1 watt, corresponde a levantar
uma massa de 0,1 Kg a 1 metro de altura
em 1 segundo. 
Exercício
Qual foi o força produzida?
Qual foi o trabalho produzido?
Qual foi a potência produzida?
Miostatina
Lee & McPerson
Current Opinion in Genetcs
And Development, 1999
Miostatina
Miostatina
Miostatina
Miostatina
Miostatina
Miostatina
Miostatina
Menino \u201cHULK\u201d
Vídeo Contração
Estudo Dirigido
O que é potencial de repouso? 
Descreva o mecanismo de mannutenção do potencial de repouso.
O que é potencial de ação? 
Quais são as fases do potencial de ação? Descreva sobre cada uma delas. Quais as principais diferenças entre os canais de Na+ e K+ no potencial de ação?
Qual a relação entre potencial de ação e contração muscular?
Descreva detalhadamente o mecanismo de contração muscular.
Cite os tipos de fibra muscular e descreva as características de cada uma delas.
O que é rigor mortiz? 
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*