Aula_02 2015

Aula_02 2015


DisciplinaEstética e História da Arte Contemporânea903 materiais20.200 seguidores
Pré-visualização4 páginas
ESTÉTICA E HISTÓRIA DA ARTE CONTEMPORÂNEA
Aula 02 - A história da arte: da antiguidade à arte moderna
Tema da Apresentação
 AULA 2 \u2013 A HISTÓRIA DA ARTE: DA ANTIGUIDADE À ARTE MODERNA
ESTÉTICA E HISTÓRIA DA ARTE CONTEMPORÂNEA
Conteúdo Programático:
O conceito de arte no decorrer da História da Humanidade;
A evolução da arte desde a Pré-História até a Idade Moderna;
Apresentação dos principais artistas e das características dos movimentos e estilos artísticos apresentados.
Tema da Apresentação
 AULA 2 \u2013 A HISTÓRIA DA ARTE: DA ANTIGUIDADE À ARTE MODERNA
ESTÉTICA E HISTÓRIA DA ARTE CONTEMPORÂNEA
O PAPEL DA ARTE NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE 
Desde que o homem existe, ele produz arte. 
O homem não só vê, olha; não só ouve, fala; não só capta, exprime. Não só admira o criado, mas também, por sua vez, cria. É do nosso interior à realidade externa que decorre o fluxo da arte. Da interioridade humana emergem sentimentos, ideias e atitudes. E do mesmo modo emergem criações. A criatividade artística é resultado da extroversão do interior do artista, materializada em atos, obras e construções, e influenciada pela realidade que o cerca.
Estudar as variações da arte, o que, como e em quais condições consideramos algo como arte pode nos ajudar a entender a nós mesmos um pouco melhor.
Tema da Apresentação
 AULA 2 \u2013 A HISTÓRIA DA ARTE: DA ANTIGUIDADE À ARTE MODERNA
ESTÉTICA E HISTÓRIA DA ARTE CONTEMPORÂNEA
Arte Antiga Clássica: Grécia e Roma
Arte Moderna: 
Renascimento, Barroco, Neoclassicismo, Romantismo
Arte Medieval: Cristã Primitiva, Românica e Gótica
A HISTÓRIA DA ARTE DA PRÉ-HISTÓRIA À IDADE MODERNA
Arte 
Pré-Histórica
Arte Antiga
Tema da Apresentação
 AULA 2 \u2013 A HISTÓRIA DA ARTE: DA ANTIGUIDADE À ARTE MODERNA
ESTÉTICA E HISTÓRIA DA ARTE CONTEMPORÂNEA
A ARTE PRÉ-HISTÓRICA:
PALEOLÍTICO OU IDADE DA PEDRA LASCADA
A arte rupestre paleolítica é a mais antiga manifestação artística conhecida. Intimamente ligada à magia e ao poder, cujos artistas eram, também, feiticeiros e chefes. A magia e a arte estavam inteiramente unidas e a ritualística em representar órgãos sexuais e caças mostram a preocupação, que deveria ser a angústia constante do período em questão, em sobreviver obtendo o que comer, e multiplicar-se a partir da boa fertilidade das mulheres da sociedade. Através da arte, o homem paleolítico acreditava poder infundir na realidade aquilo que representava por meio da arte. A arte paleolítica, devido ao local (cavernas) em que foi desenvolvida, foi muito mais preservada que a arte neolítica (aldeias). 
Tema da Apresentação
 AULA 2 \u2013 A HISTÓRIA DA ARTE: DA ANTIGUIDADE À ARTE MODERNA
ESTÉTICA E HISTÓRIA DA ARTE CONTEMPORÂNEA
A ARTE PRÉ-HISTÓRICA:
PALEOLÍTICO OU IDADE DA PEDRA LASCADA
"Venus" de Willendorf Paleolitico Superior: Madgalense 22000 a.C.
Teto da Gruta de Altamira, norte da Espanha, nele estão representados bisões que desejava-se abater no mundo real. As pinturas são de autoria da cultura Magdalense 14.000 a.C.
Tema da Apresentação
 AULA 2 \u2013 A HISTÓRIA DA ARTE: DA ANTIGUIDADE À ARTE MODERNA
ESTÉTICA E HISTÓRIA DA ARTE CONTEMPORÂNEA
A ARTE PRÉ-HISTÓRICA:
NEOLÍTICO OU IDADE DA PEDRA POLIDA
No Neolítico, com a passagem do nomadismo para o sedentarismo, o homem primitivo passaria por uma grande mudança e, consequentemente, a sua arte também:
 Domínio da agricultura e da pecuária.
 Desenvolvimento de algumas técnicas de construção e criação.
 Surgimento da abstração, a partir da observação da dinâmica do plantio, colheita e do clima.
 Crença na vida após a morte e, por isso, culto aos mortos.
Tema da Apresentação
 AULA 2 \u2013 A HISTÓRIA DA ARTE: DA ANTIGUIDADE À ARTE MODERNA
ESTÉTICA E HISTÓRIA DA ARTE CONTEMPORÂNEA
A ARTE PRÉ-HISTÓRICA:
NEOLÍTICO OU IDADE DA PEDRA POLIDA
As descobertas indicam que o Neolítico estendeu-se de, aproximadamente, 10.000 a 5.000 a.C. E, são objetos e eventos da arte neolítica:
 \u2022 Produção de fogo através do atrito e início do trabalho com metais;
\u2022 Instrumentos de pedra polida, enxada e tear;
\u2022 Artesanato, cerâmica e tecidos; e,
\u2022 Primeiras construção de pedra / início da arquitetura.
Tema da Apresentação
 AULA 2 \u2013 A HISTÓRIA DA ARTE: DA ANTIGUIDADE À ARTE MODERNA
ESTÉTICA E HISTÓRIA DA ARTE CONTEMPORÂNEA
A ARTE PRÉ-HISTÓRICA:
NEOLÍTICO OU IDADE DA PEDRA POLIDA
Menires
Dolmens
Stonehenge
Tema da Apresentação
 AULA 2 \u2013 A HISTÓRIA DA ARTE: DA ANTIGUIDADE À ARTE MODERNA
ESTÉTICA E HISTÓRIA DA ARTE CONTEMPORÂNEA
O FIM DA PRÉ-HISTÓRIA E O INÍCIO DA HISTÓRIA
Com o surgimento da escrita, passamos da Pré-História para a História.
O primeiro período da História é conhecido como Antiguidade, quando se observa o surgimento da escrita na Mesopotâmia (escrita cuneiforme) e no Egito (hieróglifos). 
Tema da Apresentação
 AULA 2 \u2013 A HISTÓRIA DA ARTE: DA ANTIGUIDADE À ARTE MODERNA
ESTÉTICA E HISTÓRIA DA ARTE CONTEMPORÂNEA
O FIM DA PRÉ-HISTÓRIA E O INÍCIO DA HISTÓRIA
Os egípcios escreviam usando desenhos, não utilizavam letras como nós. Desenvolveram três formas de escrita:
 Hieróglifos - considerados a escrita sagrada; 
 Hierática - uma escrita mais simples, utilizada pela nobreza e pelos sacerdotes; e 
 Demótica - a escrita popular. 
Tema da Apresentação
 AULA 2 \u2013 A HISTÓRIA DA ARTE: DA ANTIGUIDADE À ARTE MODERNA
ESTÉTICA E HISTÓRIA DA ARTE CONTEMPORÂNEA
A ARTE ANTIGA: O EGITO
Uma das principais civilizações da Antiguidade foi a que se desenvolveu no Egito. A civilização egípcia era bastante complexa em sua organização social e rica em suas realizações culturais. A religião regia toda a vida egípcia, interpretando o universo, justificando sua organização social e política, determinando o papel de cada classe social e, consequentemente, orientando a produção artística desse povo. Além de crer em deuses que interferiam na história humana, os egípcios acreditavam numa vida além túmulo e achavam que essa vida era mais importante do que a que viviam no presente. O fundamento ideológico da arte egípcia é a glorificação dos deuses e do rei defunto divinizado, para o qual se erguiam templos funerários e túmulos grandiosos. 
Tema da Apresentação
 AULA 2 \u2013 A HISTÓRIA DA ARTE: DA ANTIGUIDADE À ARTE MODERNA
ESTÉTICA E HISTÓRIA DA ARTE CONTEMPORÂNEA
A ARQUITETURA EGÍPCIA
As pirâmides de Gizé são as obras egípcias arquitetônicas mais famosas e, foram construídas por importantes reis do Antigo Império: Quéops, Quéfren e Miquerinos. Junto a essas três pirâmides está a esfinge mais conhecida do Egito, que representa o faraó Quéfren, mas a ação erosiva do vento e das areias do deserto deram-lhe, ao longo dos séculos, um aspecto enigmático e misterioso. Mastabas e hipogeus são importantes estruturas arquitetônicas do Egito Antigo também. As características gerais da arquitetura egípcia são:
 \u2022 Solidez e durabilidade; 
\u2022 Sentimento de eternidade; e 
\u2022 Aspecto misterioso e impenetrável.
 
 
  
Tema da Apresentação
 AULA 2 \u2013 A HISTÓRIA DA ARTE: DA ANTIGUIDADE À ARTE MODERNA
ESTÉTICA E HISTÓRIA DA ARTE CONTEMPORÂNEA
A ESCULTURA EGÍPCIA
Os escultores egípcios antigos representavam os faraós e os deuses em posição serena, quase sempre de frente, sem demonstrar nenhuma emoção. Pretendiam traduzir, na pedra, a ilusão de imortalidade. Com esse objetivo, ainda exageravam as proporções do corpo humano, dando às figuras representadas uma impressão de força e de majestade.
Tema da Apresentação
 AULA 2 \u2013 A HISTÓRIA DA ARTE: DA ANTIGUIDADE À ARTE MODERNA
ESTÉTICA E HISTÓRIA DA ARTE CONTEMPORÂNEA
A PINTURA EGÍPCIA
A decoração colorida era um poderoso elemento de complementação das atitudes religiosas na arte egípcia antiga. As características gerais da pintura egípcia são: 
 \u2022 Ausência de três dimensões;
\u2022 Ausência de profundidade;
\u2022 Colorido a tinta lisa, sem claro-escuro e sem indicação do relevo; e,
\u2022 Lei da Frontalidade, que determinava que o tronco da pessoa fosse