Aula_10 2015

Aula_10 2015


DisciplinaEstética e História da Arte Contemporânea903 materiais20.178 seguidores
Pré-visualização2 páginas
ESTÉTICA E HISTÓRIA DA ARTE CONTEMPORÂNEA
Aula 10: Arte Contemporânea Internacional
Tema da Apresentação
AULA 10 - ARTE CONTEMPORÂNEA INTERNACIONAL
ESTÉTICA E HISTÓRIA DA ARTE CONTEMPORÂNEA
Conteúdo Programático:
Entender o desenvolvimento da arte contemporânea e compreender o conceito de Pós-Modernidade;
Conceituar a arte minimalista, a arte conceitual e o neoexpressionismo;
Conhecer as novas tendências artísticas da contemporaneidade; e,
Conhecer alguns dos grandes artistas da arte contemporânea.
Tema da Apresentação
AULA 10 - ARTE CONTEMPORÂNEA INTERNACIONAL
ESTÉTICA E HISTÓRIA DA ARTE CONTEMPORÂNEA
POR QUE UMA ARTE CONTEMPORÂNEA?
Arte é representação e manifestação única da condição humana. Os objetos de arte são objetos de civilização, por isso, compreender uma obra de arte é reconhecer um tempo, uma época e uma cultura. A arte é documento e testemunha da História.
 A arte atual ainda é muito recente para ser \u201cexplicada\u201d pela história da arte, mas é com a qual nos deparamos cotidianamente e profissionalmente. 
A pós-modernidade ou contemporaneidade é caracterizada por importantes mudanças sociais, políticas e econômicas, daí a arte contemporânea ser também tão diversa, tão múltipla e tema de tantas discussões. 
http://www.youtube.com/watch?v=bR_6nVsDXTE
Tema da Apresentação
AULA 10 - ARTE CONTEMPORÂNEA INTERNACIONAL
ESTÉTICA E HISTÓRIA DA ARTE CONTEMPORÂNEA
EXPLORANDO O TEMA
Você não entende a arte contemporânea?
 
Não, completamente?! 
E o nosso mundo, hoje, você entende?
http://www.youtube.com/watch?v=bR_6nVsDXTE
Tema da Apresentação
AULA 10 - ARTE CONTEMPORÂNEA INTERNACIONAL
ESTÉTICA E HISTÓRIA DA ARTE CONTEMPORÂNEA
A ARTE PÓS-MODERNA OU CONTEMPORÂNEA
O pensamento do crítico de arte americano Greenberg, que havia predominado no período pós-guerra, e que considerava o Expressionismo abstrato como uma espécie de conclusão lógica da arte moderna, diante das novas tendências, não mais conseguia \u201cexplicar\u201d os novos \u201cmovimentos\u201d. Surgem então referências críticas com o termo pós-modernidade. 
Devido à coexistência de diversos \u201cestilos\u201d, a tendência dominante é se referir ao período como pós-modernidade, pela diversidade ou pelo pluralismo de estilos e de novas possibilidades, que tentam dar conta de um mundo totalmente novo também.
Tema da Apresentação
AULA 10 - ARTE CONTEMPORÂNEA INTERNACIONAL
ESTÉTICA E HISTÓRIA DA ARTE CONTEMPORÂNEA
A ANÁLISE ESTÉTICA PÓS-MODERNA OU CONTEMPORÂNEA
Se não pudermos compreender imediatamente uma nova arte que surge, podemos identificar suas origens - reconhecê-las - e assim nos tornarmos capazes de estabelecer relações com essas novas formas.
Por volta dos anos 60, as artes Pop, Minimalista e Conceitual surgiram no limite do que chamamos Pós-Modernismo. Por isso, o Minimalismo, a Arte Conceitual e, mais tarde, o Neoexpressionismo são consideradas as tendências da segunda metade do século passado que continuam importantes até a atualidade, para a análise estética contemporânea.
Tema da Apresentação
AULA 10 - ARTE CONTEMPORÂNEA INTERNACIONAL
ESTÉTICA E HISTÓRIA DA ARTE CONTEMPORÂNEA
A ARTE MINIMALISTA, MINIMAL ART OU MINIMALISMO
Hoje em dia, objetos artísticos baseados em trabalho vagamente austero, aproximadamente geométrico, mais ou menos monocromático e de aparência geral abstrata serão rotulados de minimalistas, ou considerados dentro de uma \u201cestética minimalista.\u201d No Minimalismo, o traço autográfico do artista é eliminado, e percebemos o uso de poucos materiais, poucas cores, formas geométricas e repetições simétricas para a composição das obras. O Minimalismo tornou-se uma das estéticas mais influentes e inflexíveis de nossa época, influenciando outras áreas como pintura, música e dança.
Tema da Apresentação
AULA 10 - ARTE CONTEMPORÂNEA INTERNACIONAL
ESTÉTICA E HISTÓRIA DA ARTE CONTEMPORÂNEA
CARACTERÍSTICAS DA ARTE E DA ESTÉTICA MINIMALISTA
 Utilização de materiais industriais: simétricos, regulares ou em grade; 
 Uso e apresentação direta dos materiais; 
 Ausência de artesanato, ornamentação ou composição ornamental; 
 Formas predominantemente retangulares e cúbicas, sem metáforas ou quaisquer outros significados; 
 Unidades modulares \u2013 partes iguais, repetição e superfícies neutras;
 Formas geométricas simples, unitárias, usadas como unidades independentes ou como uma série de unidades idênticas repetidas. 
Tema da Apresentação
AULA 10 - ARTE CONTEMPORÂNEA INTERNACIONAL
ESTÉTICA E HISTÓRIA DA ARTE CONTEMPORÂNEA
PRINCIPAIS ARTISTAS MINIMALISTAS
Os principais artistas minimalistas foram Donald Judd, Dan Flavin, Robert Morris, Frank Stella, Sol LeWitt e Carl André.
Você consegue ver algo de comum entre o minimalismo e o neoconcretismo?
Sol LeWitt 
Bólide, de Helio Oiticica
Tema da Apresentação
AULA 10 - ARTE CONTEMPORÂNEA INTERNACIONAL
ESTÉTICA E HISTÓRIA DA ARTE CONTEMPORÂNEA
ARTE CONCEITUAL
A Arte Conceitual foi iniciada nos anos 60 e estendeu-se pela década de 70, o que, a partir de então, implicou uma remodelação dos processos criativos e expressivos.
Nesta arte valoriza-se mais a ideia da obra do que o produto acabado, sendo que às vezes este produto nem mesmo precisa existir. É expressada através de fotografias, vídeos, mapas, textos escritos e performances. Não existem limites muito bem definidos para que uma obra seja considerada conceitual já que esta abrange vários aspectos, tendo como intenção desafiar as pessoas a interpretar uma ideia, um conceito, uma crítica ou uma denúncia. O objetivo é que o observador reflita sobre o ambiente, a violência, o consumo e a sociedade. 
Tema da Apresentação
AULA 10 - ARTE CONTEMPORÂNEA INTERNACIONAL
ESTÉTICA E HISTÓRIA DA ARTE CONTEMPORÂNEA
PRINCIPAIS ARTISTAS CONCEITUAIS
Os principais artistas da Arte Conceitual são Joseph Kosuth, Robert Barry, Douglas Huebler e Lawrence Weiner.
Para alguns artistas a linguagem atingiu um status quase formal, existindo como material e tema e a obra conceitual concentrou-se na questão de definir a arte.
Vito Acconti, Cris Burden e a equipe inglesa Gilbert e George, utilizam a linguagem em conjunto com seus corpos ou vidas.
Outros artistas registrando a passagem do tempo, também são considerados conceituais, como Robert Morris, com \u201cCaixa Com Som de Sua Própria Produção\u201d - uma caixa contendo uma fita com os ruídos de serrar e martelar.
Tema da Apresentação
AULA 10 - ARTE CONTEMPORÂNEA INTERNACIONAL
ESTÉTICA E HISTÓRIA DA ARTE CONTEMPORÂNEA
NEOEXPRESSIONISMO
Os Neoexpressionistas foram um grupo de artistas internacionais, com principais integrantes na Alemanha, Itália, Grã-Bretanha e Estados Unidos. O Neoexpressionismo, a partir da década de 80, volta a registrar os sentimentos pela arte. Foi fortemente influenciado pelo Expressionismo, Simbolismo e Surrealismo. Trouxe de volta a pintura e a escultura, com suas representações críticas, emocionais e subjetivas, após algumas décadas. A volta à figura, empreendida pelo Neoexpressionismo, pelo grafite e por parte da arte pública, diferencia-se da Pop Art e contrapõe-se a movimentos como a Arte Conceitual e o Minimalismo. O Neoexpressionismo, portanto, se comparado ao Expressionismo Abstrato, é a retomada da figuração na arte.
Tema da Apresentação
AULA 10 - ARTE CONTEMPORÂNEA INTERNACIONAL
ESTÉTICA E HISTÓRIA DA ARTE CONTEMPORÂNEA
PRINCIPAIS ARTISTAS NEOEXPRESSIONISTAS
Entre importantes artistas alemãs e italianos, o americano Jean-Michel Basquiat, foi originalmente um grafiteiro de rua, que revelou uma percepção sagaz da política e do mundo da arte. 
Já Erich Fischl revela a corrupção e a decadência do modo de vida subur-bano da classe média alta, que ilustrava o sonho americano. Seus quadros trazem sugestões de incesto, pedofilia, estupro entre outras perversões.
Tema da Apresentação
AULA 10 - ARTE CONTEMPORÂNEA INTERNACIONAL
ESTÉTICA E HISTÓRIA DA ARTE CONTEMPORÂNEA
AS TENDÊNCIAS DA ARTE CONTEMPORÂNEA E O NÃO LUGAR
A cidade contemporânea