Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Estudo dirigido - Célula Vegetal UnB

Pré-visualização | Página 1 de 1

Célula Vegetal – Estudo Dirigido 
Características dos tecidos e órgãos dos vegetais são consequência principalmente da 
constituição das paredes de suas células. 
CITOESQUELETO 
Nome dado ao plastídeo (plasto) que tem cor (cromo), em contraposição aos leucoplastos, que 
não têm cor. Cloroplasto, xantoplasto e carotenoplasto são tipos desta organela. 
CROMOPLASTO 
Organelas presentes em células dos animais, das briófitas e das pteridófitas, mas ausentes na 
maioria das espermatófitas (gimnospermas e angiospermas). Forma o fuso acromático nas 
divisões celulares. Constitui os flagelos dos gametas móveis . 
CENTRÍOLOS 
Região arredondada e não membranosa dentro do núcleo, que se cora mais facilmente, devido 
a ser rica em nucleotídeos e proteínas. É onde um gene está sendo transcrito. Quanto mais 
organelas destas, mais síntese proteica está ocorrendo na célula. 
NUCLÉOLO 
Organelas onde ocorre a respiração das células vegetais (assim como nos animais). Formada 
por membrana dupla, onde a interna se dobra em cristas, onde estão mergulhadas proteínas da 
cadeia transportadora de elétrons. Uma matriz rica em enzimas e substratos preenche a parte 
interna desta organela. Sem ela, não há respiração e a célula eucariótica (vegetal ou animal) 
morre. 
MITOCÔNDRIAS 
Plastídeo incolor, podendo ser amiloplasto (com grão-de-amido), ou elaioplasto (com óleos em 
seu interior) 
LEUCOPLASTO 
Substância que não faz parte do metabolismo vegetal naquele momento. Podem ser reservas 
energéticas (grãos-de-amido) ou de cálcio (cristais de carbonato ou oxalato de cálcio), ou 
produtos descartados pelo metabolismo 
ERGÁSTICAS 
Retículo endoplasmático (de dentro do citoplasma) que possui ribossomos associados, 
possibilitando a organização da síntese proteica 
RUGOSO 
Plastídeo delimitado por membrana dupla, onde a mais interna se invagina, formando tilacoides. 
As moléculas de clorofila ficam mergulhadas na membrana dos tilacoides. 
CLOROPLASTO 
Organelas não membranosas, constituídas por proteínas e ácido ribonucleico (RNA). Estão no 
citoplasma celular, mitocôndrias, cloroplastos e no retículo endoplasmático rugoso. Organiza a 
síntese proteica. 
RIBOSSOMOS 
Plastídeo incolor, que armazena amido e é delimitado por duas membranas, assim como o 
cloroplasto. O grão-de-amido é constituído de hilo (ponto inicial de deposição) e lamelas (= 
camadas), que são adicionadas ao hilo. Hilo e lamelas são discerníveis sob microscópio ótico. 
Na presença de luz, este plastídeo pode-se converter em cloroplasto, pois possui DNA próprio. 
AMILOPLASTO 
Organela que regula as relações hídricas da célula vegetal, sendo rica em água, sais minerais e 
enzimas. Quanto maior, mais diferenciada é a célula vegetal. 
VACÚOLO 
Organelas comuns em células animais, mas ausentes ou raras em vegetais, ricas em enzimas 
digestivas. Nas células de algumas sementes, elas digerem as reservas 
LISOSSOMOS 
Organela delimitada pela carioteca e que contém o material genético da célula vegetal (e também 
animal). Do grego nux (= semente). 
NÚCLEO 
Região interna da célula, constituída por organelas e citossol (porção fluida). Ocupa o espaço 
dentro da célula, exceto o núcleo. Plasma da célulua (cito). 
CITOPLASMA 
Complexo formado por vesículas achatadas. Armazena, transforma e secreta substâncias, entre 
eles as pectinas (polissacarídeos mucilaginosos), que fazem parte da lamela média e da parede 
celular. 
GOLGI 
Retículo que não possui ribossomos associados. Rede tridimensional de tubos e vesículas 
interligados, formada a partir da invaginação da membrana plasmática até a carioteca. Sintetiza 
fosfolípidos e outros lípidos, aumenta a superfície celular interna e é uma via de transporte 
intracelular. Seu nome é retículo endoplasmático... 
LISO