Projeto Sistema monetário atualizado
10 pág.

Projeto Sistema monetário atualizado


DisciplinaPesquisa e Prática em Educação I387 materiais3.211 seguidores
Pré-visualização2 páginas
UNIVERSIDADE ESTACÍO DE SÁ 
CURSO DE PEDAGOGIA
COMO VAI SEU BOLSO? \u2013 CONHECENDO O SISTEMA 
MONETÁRIO BRASILEIRO
Autor
Shirlei Carvalho Pereira Dos Santos
Polo de Matrícula: Sâo Bernardo Do Campo \u2013 SP
2019
Autor
Shirlei Carvalho Pereira Dos Santos
Trabalho apresentado como exigência na disciplina PPE-Pré Projeto
Pedagogia, da ESTACÍO sob a Orientação da Orientadora: Regina Fatima Cury Azevedo
Polo de Matrícula: São Bernardo do Campo \u2013 SP
2019
TEMA:
O Sistema Monetário e Educação Financeira como auxiliar no processo de desenvolvimento do raciocínio matemático.
JUSTIFICATIVA:
O projeto surgiu da necessidade de desenvolver o conhecimento básico nos alunos a respeito do valor do dinheiro e seu uso diário e tem a finalidade de levar o aluno a refletir em suas atitudes no âmbito financeiro e na sociedade como um todo, sendo consciente de que toda e quaisquer ações pode ter consequências negativas e/ou positivas para o resto da vida.
Assim, unindo a necessidade identificada nos alunos com os currículos do ensino fundamental que preveem a aprendizagem das operações básicas matemáticas, este trabalho justifica-se por trazer aos alunos de forma lúdica e interdisciplinar a prática do uso matemático na vida cotidiana.
SITUAÇÃO-PROBLEMA:
Foi identificado através de atividades sobre o sistema monetário brasileiro que muitos alunos não sabiam quais tipos de representação de dinheiro, além da cédula e da moeda, nem que existiam outras formas de pagamentos além do dinheiro em espécie. 
PÚBLICO-ALVO:
Alunos do 4º ano do Ensino Fundamental
OBJETIVO GERAL:
Desenvolver no aluno a responsabilidade individual e social do uso do dinheiro, incitando uma mudança de hábitos e atitudes, fazendo-os refletir sobre suas atitudes em relação aos seus desejos e necessidades. Para tanto, contamos com os seguintes objetivos específicos:
OBJETIVOS ESPECÍFICOS: 
Favorecer o conhecimento e contato com o dinheiro, através das informações sobre tipos de moedas, formas de pagamento e seus respectivos usos;
Estimular no aluno o conhecimento e uso consciente do dinheiro, na compra e venda de produtos;
Confeccionar produtos para venda, promovendo o sentido de valorização do esforço individual e da equipe.
Fortalecer os conceitos curriculares nas disciplinas: da Matemática (uso das quatro operações), da Língua Portuguesa (apresentação do produto e propaganda), das Artes (processo de criação) e Ciências, História e Geografia (reciclagem e responsabilidade social).
EMBASAMENTO TEÓRICO
Com base no livro \u201cComo vai seu bolso?.\u201d de Neusa Letícia L. Schulz e Rute Maria M. da Silva (2006), podemos perceber que ensinar a noção do número e suas variações têm a ver com a interação que a criança tem com o número e a relação que ela faz com o uso do número e sua atribuição no dia-a-dia. Além disso, leva a criança a refletir em suas atitudes no âmbito financeiro como um todo. 
Ainda segundo as autoras, a matemática tem uma função especifica baseada em três princípios importantes, que vai permitir ao aluno tornar-se crítico em suas ações com o número e elas são: a) A criação de todos os tipos de relações, que permitirá a criança pensar sobre seu cotidiano e fazer raciocínios sobre outras situações ao mesmo tempo. b) A qualificação de objetos que favorecem a criança a criar sobre o próprio número a fazer relações entre eles, comparando as quantidades de objetos e suas relações. c) Interação social com colegas e professores, onde a criança possa conversar com os colegas e professor sobre suas descobertas e as ações realizadas durante seus raciocínios e tomadas de decisões em relação a suas descobertas matemáticas.
O envolvimento das outras disciplinas surgiu da necessidade de descompartimentar o uso da matemática e permear a ideia de que a mesma faz parte do nosso cotidiano, mesmo que não a percebamos a todo momento, nos fazendo optar assim, por um trabalho interdisciplinar. 
A interdisciplinaridade surge na segunda metade do século passado, nos campos das ciências humanas e da educação, quando se verificou a necessidade de superar a fragmentação e o caráter de especialização do conhecimento, que vinham de uma tendência positivista, nascidas com o empirismo, o naturalismo e o mecanicismo científico do início da modernidade Pombo (2003). Diversos pensadores modernos como Galileu, Bacon, Descartes, Newton, Darwin foram especializando-se em suas áreas, o que causou uma compartimentação das disciplinas, de forma que se construísse uma concepção mais científica de mundo (POMBO, 2003). Segundo a autora Ivani Fazenda:
A interdisciplinaridade, como um movimento contemporâneo que emerge na perspectiva da dialogicidade e da integração das ciências e do conhecimento, vem buscando romper com o caráter de hiperespecialização e com a fragmentação dos saberes (2004, p.49).
Acreditando nessa perspectiva de um mundo mais integrado, onde o uso da matemática passa a ser uma ferramenta no desenvolvimento integral dos nossos alunos, os projetos escolares em grupo, de forma interdisciplinar e prática, aumentam a possibilidade da formação de cidadãos mais reflexivos e autônomos.
PERCURSO METODOLÓGICO:
Como ferramenta de trabalho para alcançar os objetivos enunciados propomos um projeto interdisciplinar, a ser aplicado durante todo o segundo semestre de 2018 e que culminará em uma \u201cfeira do empreendedor\u201d aberto à família e convidados. 
As disciplinas envolvidas serão Matemática, Língua Portuguesa, Artes, Ciências, História e Geografia. O professor da turma será mentor dos grupos e deverá auxiliá-los nas pesquisas, compreensão e desenvolvimento dos trabalhos. O professor de Artes deverá auxiliar os alunos nos métodos e ferramentas artísticas usadas nas confecções dos produtos.
Os alunos, divididos em grupos de até 4 membros, serão responsáveis pela leitura do livro e por coletar material reciclável que possa ser utilizado no projeto.
Durante os meses de Fevereiro a Abril de 2019, durante duas horas na semana, os professores dos 4° anos deverão trabalhar o projeto. O mês de Março de 2019 será dedicado à leitura do Livro \u201cComo vai seu bolso\u201d e às discussões em sala sobre a compreensão do mesmo, a ser intermediada pela professora da turma. Sobre a leitura do livro, cada professora avaliará de acordo com as necessidades da sua turma se o livro deve ser lido em casa em sala de aula.
Em seguida, a professora elaborará um plano de pesquisas e aulas que envolvam os conteúdos de:
	*Matemática: Quatro operações básicas, noções de Lucro bruto e líquido, tipos de moedas e formas de pagamentos.
	* Ciências e Geografia: tipos de materiais renováveis e não renováveis, reciclagem e reutilizagem de materiais, problemas de poluição nos centros urbanos.
	* História: história monetária do Brasil.
Cada grupo então deverá produzir produtos (brinquedos, utilidades domesticas, enfeites, etc.) com ajuda dos professores de Artes, para serem vendidos na feira do empreendedor, assim como os convites para familiares e amigos. O dinheiro arrecadado será dividido igualmente entre os componentes do grupo.
RECURSOS 
Livro: Como vai seu bolso? ( A ser adquirido por cada aluno ou na biblioteca da escola)
Vídeos sobre os temas 
Material de papelaria: EVA, Cola quente; Cartolina, tesoura, cola, revistas, etc.
Material para reciclagem: Caixas, potes, vidros, garrafas PETs ( Coletados pelos alunos).
CRONOGRAMA DE ATIVIDADES:
	Mês
	Atividades propostas
	fevereiro
	Leitura e discussão do livro \u201cComo vai seu bolso\u201d
	Março
	Divisão dos grupos.
Pesquisas e aulas expositivas sobre o tema
	Março 
	Confecção dos produtos
Calculo de gastos e preço de venda
	Abril
	Confecção dos convites
Feira do Empreendedor
AVALIAÇÃO:
A avaliação é uma importante etapa do processo de ensino-aprendizagem, já que, permite ao professor observar as necessidades individuais e da turma,