testes de mocroeconomia
21 pág.

testes de mocroeconomia


DisciplinaEconomia I21.869 materiais182.917 seguidores
Pré-visualização21 páginas
1. Q uestão do Pro fes sor :A C ur va de de ma nda de um b e m A é dada por Q = 1 ,5P,
na q ua l Q é a qua nt id ade de ma ndad a, e P, o preço unir io.
A respe ito, j ulgue a s propos ições q ue s e gue m:
I. A e last ic idad e- preço da c ur va de de ma nda do be m A é a me s ma e m q ua lq ue r po nto
da cur va.
II. Q ua ndo o p reço fo r R$ 6,, a e las t ic idade - preço da de ma nda do be m “A” se rá - ,6.
III. Em eq uilíbr io co m a c ur va de o fe rta Q s = 3 + ,2P (na q ua l Q s é a qua nt id ade
ofe rtada ), a e last ic idade- preço da d e ma nda do be m A ” será - 1.
IV. Se o be m “A” fo r s ubs t it uto do be m “B”, o a ume nto de preço deste de verá
ocas io nar a ume nto d a q ua nt idade de ma nd ada do be m “A .
Est á corre to o q ue co ns ta AP EN AS e m:
a) I e I I.
b) I e I V.
c) II, I II e V.
d) III, IV e V.
e) III e IV.
A na lisa ndo ite m a ite m:
I FALSO . A c ur va de de ma nda e m q ues o é uma c ur va de de ma nda linear. De sta
fo r ma, a e las t ic idade var ia ao lo ngo d a c ur va, co mo no e xe mp lo aba ixo .
A c ur va de de ma nda linear ( i) é e lás t ica a c ima do ponto méd io; ( ii) poss ui e la st ic idade
unir ia no po nto d io ; ( ii i) é ine s t ica ab a ixo do po nto méd io.
II F ALSO . C o ns id era ndo a e xpres são da e las t ic idade, sabe mos q ue o te r mo repre se nta
a var iação na q ua nt idade de ma ndada e m fu nção da var iação de pr os (de r ivada da
funç ão de de ma nda e m re lação ao p reço). Des ta for ma, é pre c iso reso lve r a der ivada :
Ao preço igua l a $6,, a q ua nt idade de ma ndada será S ubs t it uindo os va lor es na e xp ressão
de e last ic id ade :
III VER DA DEIRO . N o eq uilíbr io, a o fe rta se igua l a de ma nda. O u seja :
Q ua ndo o preço é igua l a 1, a q ua nt idade de ma nd ada é igua l a :
Subs t it uindo os va lores na e xpres são de e la st ic idade :
IV VE R DA D EI RO . Bens s ubst itutos corre ta me nte de finidos. Is to é, o aume nto no
preço de um de les pro voca a ume nto na de ma nda do out ro be m. O cons umidor
respo nder ao a ume nto de p reço co m a s ubs t it uição de um be m pe lo o ut ro.
GABARI TO: L ETR A E
2. FC C - Ana lis ta do Teso uro Es tad ua l (S EFA Z PI) /215/
Confor me a t eor ia microeco nô mic a, o co nce ito d e e last ic idade de fine a se ns ib ilid ade de
uma va r iá ve l depe nde nt e a muda nças e m va r iá ve is q ue influe nc ia m o se u
co mporta me nto. No caso da de ma nda, va r iõe s no p reço do b e m e na re nda do
cons umido r a feta m a q ua nt idade de ma ndad a do prod uto no me rcado sob a ná lise. S obre
o conce ito da e las t ic idade é cor reto a fir mar q ue a
a) e la st ic idade- re nda da de ma nda pode se r pos it iva, nula o u ne gat iva, ao pa sso e m q ue a
e last ic idad e- preço da de ma nda é se mp re ne ga t iva ( fora do mód ulo) d e vido à le i gera l da
de ma nda.
b) dema nda é sens íve l e m re lação ao preço qua ndo a e las t ic idade e m mód ulo é
me nor q ue 1, de modo q ue a q ua nt idade var ia propo rc io na lme nte ma is do q ue a
mud a nça no preço.
c) de ma nda é per fe ita me nte e lá stica ao preço q ua ndo a e la st ic idadep reço da de ma nda é
igua l a , de modo q ue a q ua nt idade va r ia propo rc io na lme nte ma is do q ue o p reço.
d) de ma nd a é per fe ita me nte ine lás t ica à re nda q ua ndo a e las t ic idadere nda da d e ma nda
conve r ge ao infinito.
e) de ma nda é elást ica ao preço qua ndo a e las t ic idade em mód ulo é me nor q ue 1, de
fo r ma q ue a q ua nt id ade var ia proporc io na lme nt e me nos do q ue o preço.
Veja mos as a lte r nat ivas :
a) C orre to. A e lastic ida de re nd a da d e ma nda, co nce ito q ue apres e nta a var iação
perce nt ua l da q ua nt idade de ma ndad a e m função de uma var iação perce nt ua l na re nda,
pode ser pos it iva, nula ou ne ga t iva. N o enta nto, a e last ic id ade - preço da dema nd a de
bens nor ma is é se mpre ne gat iva, de vido à le i ge ra l d a de ma nda (p reços ma is e le vados
res ulta m e m me nore s qua nt id ades de ma ndad as). É impo rta nt e ape nas fa zer a se guinte
me nção : a q ue stão é ve rdade ira po is a e las t ic idadepreço d a de ma nda s erá S EMPR E
ne ga tiva ( fora do mód ulo) no caso da le i gera l da de ma nd a, que é o abo rdado pe la
ques o. Em o utros ca sos, não.
b) I ncorr eto. A de ma nda é se ns íve l (e lá stica) ao pr eço q ua ndo a e lastic ida de, e m
mód ulo, é ma io r do que 1. Isto ind ica que uma va r i ão de 1% no preço i re s ultar e m
var iação e m ma is de 1% na q ua nt idade de ma nd ada.
c) Incorre to. A de ma nda é per fe ita me nte e lás t ic a ao preço qua ndo a e last ic ida de é
infin ita.
d) I nco rreto. A de ma nda é per fe it a me nte ine lá st ica à re nda q ua ndo a e la stic idade - re nda
da de ma nda co nver ge a zero.
e) I ncor reto. A de ma nda é e lás t ica ao p reço q ua ndo a e last ic id ade e m mód ulo é
ma ior q ue 1.
GABARI TO : L E TR A A
3. FGV - Téc nico S uper ior Espec ia lizado ( DP E RJ )/ Eco no mia /214/
Supo nha uma função de ma nda do t ipo x=a/p, e m q ue p é o p reço de um b e m x, e a uma
cons ta nte po s it iva. A e la st ic idade p reço da de ma nda é igua l a
a) 1.
b) - 1.
c) - a/p2.
d) - a.
e) a.
A e last ic id ade- preço da de ma nda me ns ura a va r ião perc e nt ua l da de ma nda, dada uma
var iação pe rce nt ua l ma r gina l (1% ) no preço.
A e xpres são bás ica para o cá lc ulo é a se guinte :
O 2o ter mo da e xpress ão mos tra a d ivis ão e nt re a va r iação na q ua nt idade de ma ndada e a
var iação no preço. C o mo a q ues tão info r ma ape na s va lore s pont ua is (preço = p;
qua nt idade de ma ndada = x), de ve mos ut ili zar o conce ito de der ivada para e nco ntrar a
e last ic idad e preço da de ma nda.
GABARI TO: L ETR A B
4. FC C - Aud itor F isca l da R ece ita Estad ua l (S EFA Z RJ) /214/
Cons ide re as s e guint es asse rt ivas re lat ivas à e las t ic idade − pre ço da de ma nda :
I. A de ma nda é co ns iderad a e lá st ica q ua ndo a e las t ic idade é ma ior q ue 1, o q ue s igni fica
que a q ua nt idade var ia p roporc io na lme nte ma is q ue o preço.
II. A de ma nd a é cons ide rada ine st ica q ua ndo a e la stic idade é me no r q ue 1, o que
s ignifica q ue a q ua nt idad e var ia proporc io na lme nte me nos q ue o p reço.
III. Q ua nto ma is hor izo nt a l for uma c ur va de de ma nda q ue passa por de ter minado
ponto, me nor será a e las tic idade- preço da de ma nd a.
IV. Q ua nto ma is ver t ica l for uma c ur va de de ma nda q ue pa ssa por dete r minado po nto,
ma ior será a e las t ic idade - preço da de ma nd a.
Est á corre to o q ue se a fir ma em: