A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
Historiografia Brasileira_Aulas_06 à 10-Exercícios

Pré-visualização | Página 2 de 5

Seu livro Evolução Política do Brasil, primeira obra de Caio Prado Júnior, é também a primeira 
análise marxista e materialista da história nacional. 
 
 4a Questão 
 
 
Sobre Caio Prado Jr, marque a alternativa INCORRETA: 
 
 
Assinalou que a dominação de Portugal, EUA e Inglaterra sobre o Brasil, através da história, foi 
uma escolha das elites da aristocracia. 
 
Foi o disseminador da necessidade de uma aliança entre a classe dos trabalhadores e a classe 
burguesa nacional. 
 
Caio Prado foi um autor profundamente marcado pelo marxismo e participou ativamente da 
vida política brasileira. 
 Foi membro do IHGB, onde foi pioneiro nos estudos marxistas e econômicos. 
 
 5a Questão 
 
 
Uma obra de grande valor para a historiografia brasileira é o livro Formação do Brasil Contemporâneo, 
publicado pelo pesquisador Caio Prado Jr em 1942. Sobre esse autor e sua obra é INCORRETO afirmar que: 
 
 Caio Prado procura identificar na cultura brasileira as origens para os problemas econômicos da 
colônia 
 
 6a Questão 
 
 
Gilberto Freyre com Casa Grande e Senzala (1933), Caio Prado Júnior com Evolução Política do Brasil (1933) e 
a sua principal obra Formação do Brasil Contemporâneo (1942) e Sérgio Buarque de Holanda com Raízes do 
Brasil (1936) formam o elenco de uma geração de grandes intérpretes do país, os quais surgiram nos anos 30. 
Identifique os modelos de interpretação para a história do Brasil que estes autores introduziram conforme a 
ordem abaixo: 
 
 Freyre e a tese da democracia racial; Prado Júnior e a matriz historiográfica marxista; Holanda e 
o conceito de homem cordial 
 
 7a Questão 
 
 
Sobre Caio Prado Jr, marque a afirmativa correta: 
 
 
Caio Prado considera que a colonização do Brasil seria o equivalente ao feudalismo europeu. 
 Esse autor assinalou a importância e a necessidade de uma política de industrialização para o 
desenvolvimento econômico do Brasil. 
 
 8a Questão 
 
 
O texto a seguir elaborado por Caio Prado Júnior, em sua obra História Econômica do Brasil se refere ao 
sentido da colonização na América portuguesa: "(...) No seu conjunto, e vista no plano mundial e 
internacional, a colonização dos trópicos toma o aspecto de uma vasta empresa comercial, mais complexa 
que a antiga feitoria, mas sempre com o mesmo caráter que ela, destinada a explorar os recursos naturais de 
um território virgem em proveito do comércio europeu. É este o verdadeiro sentido da colonização tropical, 
de que o Brasil é uma das resultantes; (...) Se vamos à essência da nossa formação, veremos que na 
realidade nos constituímos para fornecer açúcar, tabaco, alguns outros gêneros; mais tarde ouro e 
diamantes; depois, algodão, e em seguida café, para o comércio europeu. (...)" (Boulos Jr, Alfredo. História-
Sociedade e Cidadania) Assinale a alternativa que apresenta corretamente as características do modelo 
colonizador implantado no Brasil de acordo com a descrição do autor: 
 
 
Dinâmica do sistema colonial mercantilista, utilização de mão-de-obra escrava entremeada com a 
assalariada, caráter monocultor e de importação, a fim de garantir a produção excedente. 
 
Mecanismo do antigo regime de feitorias, utilização de mão-de-obra escrava, agromanufatura, 
constante presença de concorrentes, complementariedade das colônias espanholas para garantir 
o ideário de sustentação da união Ibérica. 
 
Sistema colonial baseado em pequenas e médias propriedades, sustentado pelo trabalho 
assalariado ou familiar, de caráter monocultor para a sustentação do mercado interno. 
 
Estruturação do processo colonizador com base na complementariedade, uma vez que a produção 
privilegiava a produção para o mercado interno e para a burguesia mercantil. 
 Estrutura latifundiária, destinada a explorar o território para o comércio exterior, utilização de 
mão-de-obra escrava, predominantemente de origem africana, com a qual paralelizava o 
lucrativo tráfico. 
HISTORIOGRAFIA BRASILEIRA - 7a aula 
 
 
 1a Questão 
 
 
Sobre a Escola dos Annales, analise as afirmativas abaixo: I. A história problema era uma forma dos 
historiadores dos Annales se diferenciarem e lançarem uma crítica ao narrativismo da história metódica. II. O 
diálogo com a sociologia, estimulado pelos Annales, era uma forma de inserir a História definitivamente no 
campo das Ciências Sociais. III. A Escola dos Annales é um movimento bastante heterogêneo, mas a influência 
do marxismo é algo que perpassa todas as suas gerações. Está(ão) correta(s): 
 
 As alternativas I e II. 
 
 2a Questão 
 
 
O movimento dos Annales, que surgiu a partir da fundação de uma revista em 1929, apareceu trazendo 
como proposta estudar os homens (no plural) em sociedade. Essa abordagem, explicitada, por exemplo, no 
livro Apologia da História, de Marc Bloch, é uma resposta a certa historiografia de fins do século XIX e 
primeiras décadas do XX, entendida pelos Analles como como narrativista e ligada aos interesses dos 
Estados-Nacionais. Em contrapartida, os Annales propunham o que chamavam de história-problema. Essa 
noção certamente se constituiu numa das principais contribuições trazidas por esta corrente historiográfica e 
válida ainda hoje para os estudos históricos. Assinale a alternativa que melhor define a proposta de uma 
história-problema: 
 
 
A noção de história-problema valorizava o trabalho poético e literário do historiador, 
problematizando os pressupostos científicos da historiografia. 
 
A ideia de história-problema propunha problematizar e valorizar os grandes heróis que 
fizeram parte do passado francês. 
 
A história-problema tinha seu foco nas ações dos grandes indivíduos e nas biografias das 
nações europeias (e não apenas francesa). 
 
A ideia de história-problema pressupunha que o historiador deveria se posicionar 
politicamente frente aos problemas sociais de sua época. 
 A história-problema pressupõe investigação e problematização do passado a partir de 
questões levantadas pelo historiador no presente. 
 
 3a Questão 
 
 
Sobre a influência da Escola dos Annales na historiografia brasileira, podemos afirmar: 
 
 A influência dos Annales associou-se a uma série de mudanças que ocorriam na sociedade 
brasileira dos anos 1930, mudanças essas que abriram caminho para a emergência de novos 
atores sociais. 
 
 4a Questão 
 
 
Sobre a Escola dos Annales e a sua influência no Brasil, analise as alternativas abaixo: I. O estudo acerca da 
influência da Escola dos Annales no Brasil deve levar em consideração as mudanças pelas quais a sociedade 
brasileira passou nos anos 1930/ 40, como a emergência de novos atores sociais. II. A Escola dos Annales e o 
Marxismo representavam, para os historiadores brasileiros, um contraponto bastante produtivo em relação à 
historiografia tradicional e positivista. III. Um dos pontos mais importantes trazidos pela Escola dos Annales foi 
o diálogo com outras áreas do conhecimento, em especial com a Antropologia, a economia e a sociologia. 
Está(ão) correta(s): 
 
 Todas as alternativas. 
 
 5a Questão 
 
 
Qual das opções abaixo apresenta os principais propósitos da escola de Annales? 
 
 
Incentivaram estudos políticos, principalmente aqueles relativos às biografias dos reis. 
 Romperam com as abordagens positivistas que não permitiam análises mais densas, pautadas no 
processo histórico, e, para isso, incorporaram os métodos das Ciências Sociais à História. 
 
 
 6a Questão 
 
 
Ao escrever sobre a tarefa de elaborar um projeto de pesquisa, Ciro Flamarion Cardoso remete a um dos pais 
fundadores da Escola dos Annales, Lucien Febvre, para abordar a questão da relevância de uma pesquisa 
histórica: Lucien Fevbre afirmou certa vez que a História é ao mesmo tempo a ciência