A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Aula 1 2 - Introduction to the Study of Complexity

Pré-visualização|Página 1 de 2

Aula 1.2 - Introduction to the Study of Complexity Aula 1.2
O que é sistema complexo?
É uma pergunta dificil de responder, mas de certa forma, o estudo dos sitemas complexos envolvem
o estudo de indivíduos que solitários possuem um comportamento simples, mas em grupos possuem
um comportamento complexo e sem um controle central.
Exemplos de sistemas complexos:
Formigas
As formigas, segundo Nigel Franks1, um pesquisador de formigas, escreveu que uma formiga de
um exército solitária é comportamentalmente um dos animais menos s ofisticados imagináveis. Em
números extremamente altos no entanto, é uma história diferente. Cada formiga sozinha é muito
simples, mas a colônia como um todo trabalham de forma cooperativa para realizar tarefas muito
complexas sem qualquer controle central, que é, sem qualquer formiga ou grupo de formigas,
sendo responsável. Em outras palavras, colônias de formigas se organizam para produzir
estruturas muito mais complicadas(como pontes de formigas) do que qualquer formiga
sozinha pode produzir. Elas constroem pontes de formiga, adicionando-se à própria ponte
formando uma estrura estável que as permitem ‘completar’ o objetivo delas. Cada formiga está
secretando substâncias químicas para se comunicar com as outras formigas, e toda ponte é
construída sem nenhum controle central. Você pode chamar isso de um exemplo de auto
organização descentralizada ou sistema de auto-montagem.
Cerébro
Outro exemplo clássico de um sistema complexo é o cérebro. Aqui, os agentes
individuais são simples neurônios. O cérebro humano é composto de cerca de
100 bilhões de neurônios, com 100 trilhões de conexões entre esses neurônios. Cada neurônio é
relativamente simples em comparação com o cérebro inteiro, e, novamente, não há controle
central. De alguma forma, o enorme conjunto de neurônios e conexões dão orige m aos
comportamentos complexos que chamamos de cognição, inteligência, ou mesmo criatividade.
Imagens do cérebro mostraram que esses neurônios se organizam em diferentes áreas funcionais.
Assim como as formigas ou cupins, os neurônios podem se auto-organizar-se em complexo.
Redes
A ideia das redes é fundamental para o estudo da complexidade na natureza, como: teias
alimentares, redes sociais e também redes aplicadas à ecônomia, exemplo: se um banco detém ações
de outro banco, os dois estão ligados. Acontece que a quantidade de conexão numa rede deste tipo,
bem como os tipos de ligações presentes, podem ter um efeito grande sobre a forma estáve l da rede
um exemplo dia é quando um banco sai do negócio, o que pode modificar toda a rede.
Cidades
Vemos o estudo de cidades como sistemas complexos. Muitas vezes é dito que uma c idade é como
um organismo vivo de muitas maneiras.
Registro pessoal
Ao que parece um sistema complexo é de certa forma a união de vários agentes simples, que
sózinhos possuem um comportamento simples e as vezes até padrão(sem variações), porém em
grupo se comportam de formas complexas e variadas(dependendo do grupo). Obs: Um sistema
complexo não é necessáriamente um sistema dificil, uma máquina sofisticada, com grande número
de partes, é complicada, mas não complexa, pois terá comportamento previsível2.
1 Nigel Franks: Página Pessoal do Dr. Nigel Franks
2 - Trecho de um mini artigo do CBPF: Artigo: Sistemas Complexos - CBPF

Questionamentos
Um sistema complexo pode ser reduzido a um sistema normal, se diminuído o o número de
elementos(agentes) no sistema?
Um sistema complexo existe em vários ramos da ciência, seria possível que um modelo que é
aplicado para bactérias, possa funciona de forma semelhante a um modelo apli cado a civilizações?
Pergunto, porque na matemática ramos que aparentemente não têm ligação nenhuma, após muitos
estudos descobrem-se pontes entre eles e um novo ramo é eventualmente cr iado.