PEDIDO DE DISSOLUÇÃO DE UNIÃO ESTÁVEL CONSENSUAL
2 pág.

PEDIDO DE DISSOLUÇÃO DE UNIÃO ESTÁVEL CONSENSUAL


DisciplinaIntrodução ao Direito I88.292 materiais532.251 seguidores
Pré-visualização1 página
PEDIDO DE DISSOLUÇÃO DE UNIÃO ESTÁVEL CONSENSUAL
Exmo Sr. Dr. Juiz de Direito da Comarca de ...............................................
(nome, qualificação e endereço), e (nome, qualificação e endereço), pelo comum advogado in fine assinado, ut instrumento de procuração em anexo (doc. n.º 01), com escritório situado nesta cidade, à rua...., onde recebe intimações, vêm, respeitosamente, promover de forma consensual a rescisão da união estável firmada entre as partes, através da presente PEDIDO DE HOMOLOGAÇÃO DE DISSOLUÇÃO DE UNIÃO ESTÁVEL, pelo que passam a expor e ao final requerer:
I - OS FATOS
01. Os requerentes viveram em regime de união estável desde dezembro de 1.0000001 até abril de 1.000000000. Desde então, restaram frustradas as tentativas da vida a dois, em virtude das constantes incompatibilidades de temperamentos entre o casal, gerando brigas e constantes desavenças, não sobrando outra alternativa, senão dissolver a sociedade conjugal.
02. Deste relacionamento nasceu em.... o filho........, menor impúbere (doc. n.º 01).
II - OS TERMOS DA DISSOLUÇÃO
03. Por livre vontade e interesse comum, resolvem as partes dissolver por rescisão amigável a sociedade conjugal, mediantes os termos abaixo:
II.1 - PENSÃO ALIMENTÍCIA
04. O requerente..... pensionará mensalmente ao filho ......com a importância de......, depositada todo dia \u201c16\u201d (dezesseis), a partir de ......., na conta corrente da requerente....... ou entregando-lhe diretamente o dinheiro (ou cheque) mediante contra entrega de recibo.
No mês de dezembro, o pagamento será em dobro.
05. Pagará o requerente..... à requerente..... exclusivamente no período de 24 (vinte e quatro) meses, ou seja, de ..... a ......., a título de pensão alimentícia mensal, o valor de R$....., mediante contra entrega de recibo. 
II.2 - PARTILHA DOS BENS IMÓVEIS
06. Os únicos 02(dois) bens imóveis do casal serão assim partilhados:
Ficará para o requerente.... a casa situada à rua ...... bairro......, registrado na matrícula n.º...., perante o Cartório de Registro de Imóveis local - doc. n.º 02.
II.3 - PARTILHA DOS BENS MÓVEIS
07. O requerente...... retirará da casa seus pertences pessoais, permanecendo o mobiliário na residência onde continuará residindo a requerente..... com o filho......
II.4 - INDENIZAÇÃO À REQUERENTE
08. Nesta oportunidade, o requerente..... paga à requerente.... a importância de ....... a título de indenização pelos serviços domésticos prestados no período da convivência, dando ao pagador, plena, rasa e geral quitação, nada mais havendo a receber ou reclamar.
II.5 - GUARDA E VISITA DO FILHO MENOR
0000. O filho menor ..... residirá com a mãe, a quem lhe incumbirá a guarda.
10. A visita do pai ao filho será em fins de semanas alternados, pegando no sábado pela manhã e retornando no domingo até as 20:00 horas.
Também o filho passará 01 (um) dia útil no transcorrer da semana com o pai.
11. O filho ficará metade das férias escolares de janeiro e julho com o pai, o restante retornará para a mãe.
12. À noite de natal passará com a mãe, e o almoço do dia 25 de dezembro com o pai.
III - PEDIDOS
13. Ex positis, os suplicantes requerem:
a) seja por sentença homologado os termos acima da dissolução da UNIÃO ESTÁVEL, decretando-a rescindida, para que produza seus jurídicos e legais efeitos; 
b) a manifestação do Ministério Público;
c) a produção de provas em direito admitidas.
Dá-se à causa o valor de.........
Pede deferimento.
(local e data)
(assinam as partes, com firmas reconhecidas e o advogado)