A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
61 pág.
sld_2

Pré-visualização | Página 2 de 3

parte das experiências 
visuais são medidas pelo sistema 
dos cones cuja perda produz 
cegueira. 
Produz a visão em cores. 
 
 Receptores sensoriais para a visão. 
 Localizados na retina. 
 2 tipos: bastonetes (120 milhões) e cones (6 milhões). 
Vias ópticas 
 Fibras do nervo óptico dos campos 
visuais nasais seguem sem cruzar. 
 
 Fibras dos campos visuais 
temporais do nervo óptico cruzam 
no quiasma óptico (A). 
 
A 
Vias ópticas 
Fonte: WIDMAIER, E. P.; RAFF, 
H.; STRANG, K. T. 2013. 
Sentidos especiais – audição 
Transdução das ondas sonoras em sinal elétrico 
transmitido ao SNC 
 O som é produzido por ondas de compressão e 
descompressão e é transmitido no ar ou na água. 
 Unidade expressa som: decibéis (dB). 
 Frequência do som: ciclos por segundo ou Hertz. 
 Ouvido humano: sensível a frequências entre 20 a 20.000 
Hertz (mais sensível entre 2.000 e 5.000 Hertz). 
Anatomia da orelha 
 Anatomia da orelha 
Fonte: TORTORA; DERRICKSON, 2010. 
aurícula 
 Transformação da 
pressão do som 
em sinal elétrico. 
 Orelhas externa e 
interna são cheias 
de ar. 
 Orelha interna 
contém o órgão 
de Corti – 
banhado pela 
endolinfa (escala 
média). 
Transdução auditiva 
Orelha externa 
Direciona as ondas 
sonoras para o canal 
auditivo 
Transmissão através da 
membrana timpânica 
Movimentação da membrana 
timpânica e dos ossículos 
Empurra a parte achatada do 
estribo contra a janela oval 
Desloca o líquido na orelha 
interna (cóclea) vibração 
Células ciliadas auditivas são 
mecanorreceptores situados 
no órgão de Corti 
 Orelha média e ossículos 
Fonte: TORTORA; DERRICKSON, 2010. 
Cóclea e órgãos de Corti 
2 tipos de células 
receptoras com cílios 
em contato com 
membrana tectorial: 
 Células ciliadas 
internas – menor 
quantidade. 
 Células ciliadas 
externas – maior 
quantidade. 
Inervação do órgão 
de Corti segue pelo 
nervo vestíbulo-coclear 
(VIII). 
 
 Órgão de Corti 
Fonte: TORTORA; DERRICKSON, 2010. 
Sistema vestibular 
 Manutenção do equilíbrio. 
 
 Imagem visual da retina 
(movimento da cabeça). 
 
 Ajustes da postura 
(manutenção do equilíbrio). 
 
Posição da cúpula 
Fonte: TORTORA; DERRICKSON, 2010. 
Equilíbrio 
 
Equilíbrio (balanço) 
 
 Estático: manutenção da 
posição do corpo (cabeça) 
em relação à gravidade. 
 Dinâmico: manutenção da 
posição do corpo (cabeça) e 
resposta a movimentos 
súbitos. 
 
Máculas 
 Receptores do equilíbrio 
estático, em um pouco no 
dinâmico (presentes no 
utrículo e no sáculo). 
 Posição da mácula 
Fonte: TORTORA; DERRICKSON, 2010. 
Interatividade 
Sobre os sentidos especiais é correto o que se afirma em: 
I. Olfato e paladar são sensações percebidas pela detecção 
do estímulo químico. 
II. Os cones e os bastonetes são fotorreceptores para visão 
no claro e no escuro. 
III. As células ciliadas auditivas são mecanorreceptores que 
permitem a percepção das ondas sonoras. 
a) Todas estão corretas. 
b) Todas estão incorretas. 
c) I e II estão corretas. 
d) I e III estão corretas. 
e) II e III estão corretas. 
 
 
Resposta 
Sobre os sentidos especiais é correto o que se afirma em: 
I. Olfato e paladar são sensações percebidas pela detecção 
do estímulo químico. 
II. Os cones e os bastonetes são fotorreceptores para visão 
no claro e no escuro. 
III. As células ciliadas auditivas são mecanorreceptores que 
permitem a percepção das ondas sonoras. 
a) Todas estão corretas. 
b) Todas estão incorretas. 
c) I e II estão corretas. 
d) I e III estão corretas. 
e) II e III estão corretas. 
 
 
Motricidade – mapeamento do córtex motor 
Principal região controladora para 
início dos movimentos voluntários: 
 
 Área motora primária. 
 Giro pré-central. 
 
 Área somatossensorial primária 
(giro pós-central) – contribui com as 
fibras motoras para as vias 
descendentes. 
Área motora primária 
Fonte: TORTORA; DERRICKSON, 2010. 
Sistemas motores 
Postura e movimento dependem 
da combinação: 
 Reflexos involuntários 
 coordenados pela medula espinhal. 
 
 Reflexos voluntários 
 centros cerebrais elevados. 
 Vista lateral do encéfalo 
Fonte: WIDMAIER, E. P.; RAFF, H.; 
STRANG, K. T. 2013. 
Vias motoras somáticas 
 Controle dos movimentos corporais envolve 
diversas regiões do encéfalo. 
 
 Partes motoras do córtex cerebral: 
 Iniciação de movimentos (importante). 
 Movimentos precisos e discretos. 
 
 Gânglios da base: 
 Tônus muscular normal. 
 Movimentos automáticos semivoluntários. 
 
 Cerebelo: 
 Movimentos corporais regulares e 
coordenados. 
 Manutenção da postura, equilíbrio. 
Vista transversal do 
encéfalo 
Fonte: WIDMAIER, E. P.; 
RAFF, H.; STRANG, K. T. 
2013. 
Vias motoras somáticas diretas 
 
 Movimentos voluntários precisos. 
 
 Estendem do córtex cerebral até 
a medula espinhal. 
 
 Movimentos voluntários precisos 
da mm esquelética. 
Via corticoespinhal anterior 
Fonte: TORTORA; DERRICKSON, 2010. 
Complexa 
 
 Movimentos automáticos. 
 Movimentos com estímulos 
visuais. 
 Tônus do músculo esquelético. 
 Postura e equilíbrio. 
 
Vias motoras somáticas 
Fonte: TORTORA; DERRICKSON, 2010. 
Vias motoras somáticas indiretas 
Reflexos 
 Respostas rápidas, automáticas, previsíveis às 
alterações do ambiente. 
 
 Reflexo suprassegmentar: 
 cérebro e cerebelo. 
 
 Reflexo segmentar: 
 medula espinhal e tronco encefálico. 
 
 Reflexos cranianos (tronco encefálico). 
 Reflexos espinhais (medulares). 
 Reflexos somáticos (contração de músculo esquelético). 
 Reflexos autonômicos (viscerais). 
Arcos reflexos 
 Receptor sensorial. 
 Neurônio sensorial. 
 Centro integrador: 
 1 ou mais interneurônios. 
 Arco reflexo 
monossináptico. 
 Arco reflexo 
polissináptico. 
 Neurônio motor. 
 Efetor: 
 mm esq. 
 mm liso, cardíaco, 
glândula, víscera. 
Componentes gerais do arco reflexo 
Fonte: TORTORA; DERRICKSON, 2010. 
Cerebelo 
 Centro de controle dos movimentos (avalia os movimentos 
iniciados pela área motora e corrige os erros). 
 Controle da postura. 
 Controle do equilíbrio. 
 Envolvimento com a aprendizagem. 
Vista lateral do encéfalo 
Fonte: WIDMAIER, E. P.; RAFF, H.; STRANG, K. T. 2013. 
Tronco encefálico 
 Formação reticular 
 Recebe, integra e processa 
impulsos aferentes de todo o SNC. 
 Funções motoras. 
 Controle cardiovascular e respiratório. 
 Regulação do sono e da vigília. 
 
Sono e vigília: ciclo circadiano 
 Vigília: aumento da atividade do sistema reticular ativador –
SRA – estado de consciência. 
 Sono: estado de alteração da consciência, 
ou inconsciência parcial – baixa atividade do SRA. 
 
Estruturas envolvidas no 
sono e na vigília 
Fonte: WIDMAIER, E. P.; 
RAFF, H.; STRANG, 
K. T. 2013. 
Tronco encefálico 
BULBO PONTE MESENCÉFALO 
Centro cardiovascular 
 Centro respiratório 
 Controle dos 
reflexos: 
 vômito 
 tosse 
 deglutição 
 espirro 
 soluço 
 Núcleo de tratos 
sensitivos e 
motores 
 Centro respiratório 
(áreas 
pneumotáxica e 
apnêustica) 
 Centros reflexos de 
atividades visuais 
 Reflexo do susto 
Sistema límbico 
Encéfalo emocional 
 Estruturas: 
 Córtex do lobo frontal, lobo 
temporal, tálamo e hipotálamo 
interconectadas. 
 Hipocampo: 
 Junto com partes do cérebro 
atua na memória (eventos 
recentes). 
 Dor, prazer, docilidade, 
afeição e raiva. 
 Aprendizado, variedade de 
funções viscerais e 
endócrinas. 
 
Estruturas do sistema límbico 
Fonte: WIDMAIER, E. P.; RAFF, H.; 
STRANG, K. T. 2013.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.