Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Resenha Critica aula 1

Pré-visualização | Página 1 de 2

Universidade Estácio de Sá 
Pós Graduação em Engenharia Ambiental e Saneamento básico 
 
 
 
 
Disciplina: Sistema de Tratamento de Efluentes 
Professor: André Valadão 
Discente: Adriana Lina Silva 
Data: 30/04/2019 
 
 
 
 
Nanda, Ramana; A. Sahlman, William; Misra, Sid. Oasys Water: equilibrando parcerias 
estratégicas e decisões de financiamento. Rev. 3, Novembro/ 2014, pp.01-22-Harvard 
Business School - USA. 
 
 
 
Resenha Crítica: 
 O artigo refere-se ao estudo de viabilidade econômica da Oasys Wayer, uma 
empresa inglesa que estava desenvolvendo uma tecnologia exclusiva para tratamento de 
água por osmose direta. No decorrer da sua apresentação a Water fala sobre sua 
tecnologia transformadora e das empresas com as quais ela buscou parcerias. 
 “Apesar de cobrir três quartos da superfície terrestre, a água estava condenada a 
ser um dos recursos naturais mais escassos e desejados do mundo. A utilização da água 
estava crescendo duas vezes mais que o crescimento da população durante as ultimas 
décadas e a ONU previu que 1,8 bilhões de pessoas viveriam em regiões com escassez 
absoluta de água até 2025”. Diante desse cenário a Oasys viu na sua tecnologia uma 
porta para ampliação do sue negocio mediante ao cenário mundial da água. 
“De 2009 a 2011, a Oasys trabalhou no desenvolvimento do sistema de 
membranas que formaria a base da sua solução de dessalilização de água do mar por 
osmose direta. No entanto, até o verão de 2011, ficou claro que seria difícil entrar nesse 
mercado”. 
 Contudo a criação da Oasys se deu bem num período de crise financeira o que a 
levaria a refazer sua estrutura de gestão, reestruturação da estratégia de mercado de 
produtos interessantes além de angariação de mais capital. “Em julho de 2012, Matheson 
assumiu como o CEO interino da Oasys. Um financiamento adicional concedido pelos 
investidores de capital de risco naquele mês, somado a reduções significativas de 
Universidade Estácio de Sá 
Pós Graduação em Engenharia Ambiental e Saneamento básico 
 
despesas, devia ajudar a cobrir as despesas até meados de 2013. Esse período de tempo 
era muito curto para revigorar a empresa, refinar a estratégia e história, além de angariar 
um financiamento serie B”. 
A partir desses pontos de reestruturação a Oasys começou a estudar o mercado 
em potencial, a analisar sua tecnologia para água residual municipal e as estações de 
dessalinização de água do mar, o intuito era considerável no que tange novas parcerias, 
mas também não era de fácil ingresso tendo em vista o valor para viabilização do projeto 
e a difícil penetração no mercado municipal por ser uma empresa de pequeno porte. 
“Embora os usuários municipais e industriais consumissem água doce diretamente, 
esperava-se que a china também adicionasse 160 novas usinas termoelétricas a carvão 
as suas 620 usinas termoelétricas á carvão já existentes nas próximas décadas, um tipo 
de geração de energia que tinha uma demanda massiva de água doce”. 
Com chegada de meados de 2011 a Oasys percebeu que todo seu esforço para 
ingresso no mercado de dessalinização de água não iria acontecer devido ao fato da 
empresa não está munida financeiramente para tal projeto além do cliente municipal ser 
avesso a negócios de risco como pode ser assim definido o sistema de osmose reversa. 
“Aos poucos a empresa começou a mudar o seu foco para tratamento de água 
industrial, especialmente nas operações de O&G. Até o inicio de 2012, um sistema piloto 
da Oasys havia sido usado, com sucesso, para tratar 20 caminhões cheios de água 
produzida de uma operação de fraqueamento hidráulico de gás natural no xisto de 
Mercellus e o resultado foi muito promissor”. 
É nesse momento que vemos por mais uma vez a disponibilidade da empresa na 
busca de agentes de mercado e pelo tipo de tratamento que melhor pode atendê-lo. 
Agora a empresa buscar através de teste a sua inserção no tratamento de água 
produzido. É tocante como os investidores dessa empresa vão se articulando de modo a 
se moldar ao mercado sem perder sua essência inicial ao tratamento por sistema de 
osmose direta. 
“Outros testes do sistema de osmose direta da Oasys revelaram que ele tinha uma 
grande vantagem de desempenho em comparação a osmose reversa e ouras tecnologias 
existentes no tratamento dessa água produzida”. 
Universidade Estácio de Sá 
Pós Graduação em Engenharia Ambiental e Saneamento básico 
 
“A demanda de água na produção de O&G havia aumentado consideravelmente 
em áreas onde a nova tecnologia de perfuração horizontal permitia que recursos de óleo e 
gás inexplorados fossem explorados usando técnicas de fraqueamento”. 
Ainda buscando aplicar sua tecnologia a Oasys viu nas operações de O&G um 
nicho de atuação onde poderiam auxiliar o setor no reaproveitamento da água do refluxo 
e do fraqueamento. Tendo em vista a localização desses poços de O&G é possível 
entender quanto essas empresas ficaram interessadas nesse negocio que a Oasys 
estava moldando para as mesmas, pois permitiriam fazer a filtragem da água de forma 
eficaz e possivelmente de forma econômica em relação a técnica inicial desenvolvida por 
eles. 
“A água produzida é um mercado enorme, mas a grande maioria dos gastos se 
concentra no transporte da água, descarte de água e poços de descarte. As tecnologias 
de tratamento de água usadas no fraqueamento têm tipo uma missão difícil, pois o custo 
do tratamento é geralmente mais caro que o descarte. Dessa forma, a adoção tem se 
limitado a poucos lugares onde ele é forçado pela estrutura de políticas ou forçada pela 
escassez de água naquela área”. 
Diante desses possíveis ganhos financeiros a Oasys, tanto no contexto de O&G e 
chinês, potencializou sua estratégia de crescimento financeiro influenciando na 
capacidade da empresa. Desse modo o estudo aborda algumas hipóteses sobre as 
diversas parcerias que a Oasys foi construindo no passar dos anos. São elas: o mercado 
municipal, sendo um mercado difícil pelo conservadorismo e confiabilidade; O O&G deve 
poderia ser o alicerce para longevidade da empresa, mas que o deixa também restrita a 
essa ramo de atividade; a água residual industrial, que era uma fonte de muita 
importância para China, pois resolvia o problema de contaminação de seus rios obrigando 
as indústrias a tratar suas águas residuais. 
“A água produzida é um mercado enorme, mas a grande maioria dos gastos se 
concentra no transporte da água, descarte da água e poços de descarte. As tecnologias 
de tratamento da água usadas no fraqueamento tem tido uma missão difícil, pois o custo 
do tratamento é geralmente mais caro que o uso do descarte...”. 
“Enquanto o mercado industrial ficava interessante no mundo todo conforme os 
padrões ambientais ficavam mais rígidos, aproximadamente metade da água residual 
industrial do mundo era produzida na China”. 
Universidade Estácio de Sá 
Pós Graduação em Engenharia Ambiental e Saneamento básico 
 
De forma geral, a Oasys estava dentro de um cenário incomodo, pois eles sentiam 
que precisavam aumentar capital para desenvolvimento de novas tecnologias visto que os 
gastos poderia levar a mesma a pouco mais para frente não conseguir manter 
funcionários e despesas. Ela passou por longos ciclos para desenvolver a tecnologia sem 
grandes contratos fazendo que a mesma chegasse a uma estrutura que não só o dinheiro 
contasse como também o progresso comercial da mesma. 
“A Oasys também estava tendo siscussões comum grupo de empresas de 
produção de O&G que havia demonstrado interesse em uma parceria com Oasys, para 
ajudar a tratar a sua água produzida que era uma preocupação cada vez maior para elas. 
Ao mesmo tempo, Matheson se preocupava com como
Página12