A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
Sistemas Elétricos de Potencia

Pré-visualização | Página 1 de 5

1) A avaliação da grandeza elétrica e da função de proteção a ser avaliada foi classificada em funções de proteção. Essas funções apresentam uma classificação dada pela Tabela ANSI, em que:
I - A função 52 caracterizaria equipamento tipo disjuntor capaz de seccionar potência elétrica de curto circuito, ou seja, trata-se de disjuntor de corrente alternada.
II - As funções 51 e 50 apresentam comportamento de corrente elétrica com temporização ou não para atuação do equipamento de proteção, ou seja, tratam-se respectivamente de relé de fator de tempo e de relé de fator de campo.
III - A função 21 avalia proteção a distância em linhas de transmissão, ou seja, trata-se de relé receptor de sinal
Mediante a Tabela ANSI, está correto o que se afirma:
( ) Somente na alternativa III. 
( ) Nas alternativas I e III. 
( ) Nas alternativas II e III. 
( X ) Somente na alternativa I. 
( ) Somente na alternativa II. 
2) Com a evolução da eletrônica e a introdução de equipamentos digitais, os relés além dos requisitos básicos, é desejável que possuam ainda outras funções. A função que permite em relés digitais que os equipamentos de proteção situados mais próximos do local de ocorrência da falta possam atuar, eliminando-a em tempo muito pequeno, variando entre 50 ms a 100 ms é:
( ) Oscilografia 
( ) Watchdog 
( ) Breaker failure 
( ) Autocheck 
( X ) Seletividade lógica 
3) A avaliação da grandeza elétrica e da função de proteção a ser avaliada foi classificada em funções de proteção e atualmente apresenta uma classificação através da TABELA ANSI, na qual, para cada tipo de ação de equipamento ou de uma função, foi dado um número.
Qual a função que caracteriza equipamento do tipo disjuntor capaz de seccionar potência elétrica de curto circuito?
( ) Função ANSI 51
( ) Função ANSI 50 
( ) Função ANSI 49 
( X ) Função ANSI 52
( ) Função ANSI 48
4) A avaliação da grandeza elétrica e da função de proteção a ser avaliada foi classificada em funções de proteção e atualmente apresenta uma classificação através da TABELA ANSI, na qual, para cada tipo de ação de equipamento ou de uma função, foi dado um número.
Qual a função que avalia proteção a distância em linhas de transmissão? 
( X ) Função ANSI 21
( ) Função ANSI 86 
( ) Função ANSI 50 
( ) Função ANSI 51 
( ) Função ANSI 52 
5) A avaliação da grandeza elétrica e da função de proteção a ser avaliada foi classificada em funções de proteção e atualmente apresenta uma classificação através da TABELA ANSI, na qual, para cada tipo de ação de equipamento ou de uma função, foi dado um número.
Qual a função que dá proteção por diferenciação?
( ) Função ANSI 51
( ) Função ANSI 52 
( X ) Função ANSI 86 
( ) Função ANSI 50 
( ) Função ANSI 21
6) A avaliação da grandeza elétrica e da função de proteção a ser avaliada foi classificada em “funções de proteção” e atualmente apresenta uma classificação através da TABELA ANSI, na qual, para cada tipo de ação de equipamento ou de uma função, foi dado um número.
Qual a função que caracterizam atuações em função de grandezas elétricas apresentando comportamento de corrente elétrica com temporização ou não para atuação do equipamento de proteção? 
( ) Função ANSI 52 e 53
( ) Função ANSI 48 e 49
( X ) Função ANSI 51 e 50
( ) Função ANSI 52 e 49
( ) Função ANSI 51 e 53
6) No que se refere aos relés de proteção de sistemas elétricos de potência:
I - A denominação relés aplica-se somente a este tipo de equipamento, não havendo designando nenhuma outra função.
II - Há outros dispositivos denominados relés que não são avaliados como relés de proteção de sistemas elétricos de potência e estão mais voltados a acionamentos, automação e operação de sistemas elétricos.
III - Há relés que podem ser ou não de proteção, como os relés térmicos; relés de nível; de pressão; de temperatura, entre outros.
Está correto somente o que se afirma: 
( ) Nas alternativas I e II. 
( X ) Nas alternativas II e III. 
( ) Na alternativa I. 
( ) Na alternativa III. 
( ) Na alternativa II. 
7) Quanto ao funcionamento dos principais tipos de relés de proteção elétrica, pode-se afirmar que:
( ) Para o relé a sobrecorrente, a tensão de referência é o fator mais importante, pois é o que indica a circulação na bobina e que traz a corrente que circula no circuito de alimentação a ser protegido. 
( ) Apresentam nos dias de hoje uma unidade independente exclusiva para cada grandeza, como consequência da evolução eletrônica. 
( ) Estes dispositivos funcionam hoje exclusivamente como medidores de energia elétrica, que possuem um disco de indução rotativo, discos estes acionados por forças mecânicas provocadas por circuitos magnéticos com bobinas alimentadas por corrente de carga e por uma tensão de referência. 
( X ) No caso de relé a sobrecorrente, não importa a tensão de referência, mas a corrente real que circula na bobina e que traz a corrente que circula no circuito de alimentação a ser protegido. 
( ) Um relé de proteção à sobrecorrente abre a grandeza de falta “corrente”, cabendo essa função para equipamento específico, normalmente disjuntores de baixa e média tensão. 
8) Atualmente, com a evolução da eletrônica e a introdução de equipamentos digitais, além dos requisitos básicos, quais sejam: confiabilidade de proteção, seletividade entre equipamentos de proteção, sensibilidade e velocidade de atuação de funções específicas, suportabilidade às solicitações térmicas e suportabilidade às solicitações dinâmicas; é desejável que os relés de proteção elétrica também possuam, entre outros:
( ) Um dispositivo com função de disparar um autodelete ao sistema em condição de erro no programa de rotina principal. 
( ) Uma impossibilidade de se conectar à rede, o que protegeria a integridade do relé. 
( X ) Uma verificação própria que examina se todas as funções do relé estão operando de forma correta. 
( ) Dispositivos eletrônicos que, por serem microprocessados e com baixa velocidade de processamento (> 600 MHz), englobam uma série de funções. 
( ) A possibilidade de enviar um sinal a uma entrada para que possa ser enviada ao disjuntor à montante. 
9) Vimos alguns requisitos básicos e adicionais dos relés de proteção eletrônica. Dentre eles:
I - Breaker failure, autocheck, seletividade lógica, oscilografia, quantidade de entradas e saídas digitais (E/S digitais) adequada.
II - Seletividade entre equipamentos de proteção, sensibilidade e velocidade de atuação de funções específicas, suportabilidade às solicitações térmicas e suportabilidade às solicitações dinâmicas.
III - Deve-se sempre avaliar baixo custo de implantação, operação e manutenção.
Está correto o que se afirma:
( X ) Em todas as afirmativas. 
( ) Apenas nas alternativas I e III. 
( ) Apenas na alternativa II. 
( ) Apenas na alternativa I. 
( ) Apenas nas alternativas II e III. 
10) Com a evolução e o desenvolvimento da eletrônica, os relés também evoluíram, e um dos frutos dessa evolução são os relés digitais microprocessados. Quanto a eles, pode-se afirmar que: 
( X ) Podem ser associados em redes de comunicação de proteção, podendo ser equipamentos IED que atuam independentes ou em redes com protocolos adequados. 
( ) Há quebras de requisitos básicos com a utilização deste dispositivo, não sendo, portanto, recomendado. 
( ) São capazes de interromper grandes potências de curto circuito, mas falta a eles inteligência, necessitando assim de um relé auxiliar, que são classificados de relés secundários. 
( ) Suas características ainda não foram profundamente estudadas, o que gera insegurança em seu uso. Devemos optar por modelos mais ultrapassados e confiáveis. 
( ) Por questão de segurança, não permitem parametrizações via local ou softwares de parametrização e programação complexa. 
11) Em relação aos relés de proteção direcionais, podemos afirmar:
I - São habilitados para atuarem em grandezas elétricas em vários sentidos.
II