LIVRO SAUDE MENTAL NO TRABALHO
678 pág.

LIVRO SAUDE MENTAL NO TRABALHO

Disciplina:Psicologia Organizacional e do Trabalho274 materiais2.009 seguidores
Pré-visualização50 páginas
em quatro aspectos que se confrontam no seu conteúdo: de um lado, o fator
social da concentração de poder e riqueza, responsável pelo contraste entre
possuidores e despossuídos, cuja melhor expressão se resume num binômio:
opressão / fome; de outro lado, o fato individual da sede de poder e riqueza
ao preço de qualquer escrúpulo, responsável pela sanha da competitividade,
cuja melhor expressão se resume noutro binômio: surmenage / estresse. Com-
binados, os dois binômios respondem pelo doloroso cruel paradoxo da terra:
a humanidade dominou firmemente todos os meios materiais para ser feliz,
dos quais são resultados emblemáticos a triplicação da expectativa de vida e
o gozo do máximo conforto físico e lúdico propiciados pelos engenhos tecno-
lógicos da chamada pós-modernidade, dilapidando-os, porém, pelo compro-
metimento da saúde mental e perda do senso moral das proporções em usá-lo.

6. O livro que prefaciamos dá vivo testemunho e inestimável contri-
buição de como as ferramentas das relações de trabalho têm a força de des-
bravadora dos caminhos que depositem a civilização humana no portal da
felicidade, uma conquista que somente a herança genética de violência da
mãe-natureza insiste em negar-lhe. Mais do que isso, é o fruto maduro e sucu-
lento de reflexões desenvolvidas em escritos de muitas das mais acreditadas
autoridades nacionais e estrangeiras nas múltiplas searas especulativas da já
acentuada multidisciplinaridade da matéria. Elas cristalizam as conclusões

mais avançadas que pode oferecer o estudo dos efeitos individuais e sociais
das agressões à saúde, sobretudo mental, dos trabalhadores, a exemplo do
assédio moral e sexual; do burnout; da depressão; das doenças ocupacionais
e acidentárias e dos mecanismos de prevenção e repressão das causas desses
transtornos pela ação do Ministério Público e do Judiciário Trabalhista; da
responsabilidade pela criação e prática de ambientes saudáveis de trabalho
como obrigação do Poder Público e da empresa; da moderna psicopatologia
do trabalho; dos fatores psicossociais de risco laboral e, por fim, dos paradig-
mas da gestão de recursos humanos aplicada à saúde mental do trabalhador,
entre tantos outros.

Sua organização e distribuição ao grande público colima o esforço sin-
cronizado do Fórum de Saúde e Segurança no trabalho no Estado de Goiás, do
Ministério Público do Trabalho da 18ª Região (Goiás) e do Instituto Goiano
de Direito do Trabalho de reuni-los numa sequência de cinco congressos de
âmbito internacional que promoveram em Goiânia, entre os anos de 2004 e
2012, especificamente dedicados à ampla discussão sobre a saúde mental do
trabalhador, nas quatro variações fundamentais da prevenção, da conservação,
da vulnerabilidade e da reabilitação.

Essa temática, como bem se vê, envolve todas as camadas de qualquer
comunidade, já que a higidez ou deterioração das relações de trabalho são
determinantes, ultima ratio, do equilíbrio familiar, da produtividade dos siste-
mas econômicos, da sensação psíquica de bem-estar, da substância, enfim, de
uma sociedade feliz.

Por tudo isso, muito mais do que à simples leitura atenta recomenda-se
à prática ardorosa das lições que veicula e à gratidão votada a todas as insti-
tuições e pessoas, que sem medir o preço do próprio sacrifício, idealizaram e
realizaram os conclaves de cujo seio nasceu, e a coordenação que lhe dá esta
perene forma didática.

JOSÉ AUGUSTO RODRIGUES PINTO
Da Academia Nacional de Direito do Trabalho

suMário
JUSTIFICATIVAS PARA INICIAR O DEBATE JURÍDICO NO BRASIL SOBRE A
SAÚDE MENTAL NO TRABALHO

Luiz Eduardo Guimarães Bojart .................................................................................. 19

SAÚDE MENTAL NO TRABALHO: ESCLARECIMENTOS METODOLÓGICOS
PARA JURISTAS

Laís de Oliveira Penido e Giancarlo Perone ............................................................... 33

ADMINISTRANDO OS PROBLEMAS DE SAÚDE EMERGENTES NO LOCAL DE
TRABALHO

David Gold .................................................................................................................. 45

VIAGEM EM TORNO DA SEGURANÇA E DA SAÚDE NO TRABALHO
José Augusto Rodrigues Pinto ..................................................................................... 53

A INCIDÊNCIA DO CAMPO DA SAÚDE MENTAL NA RELAÇÃO DE EMPREGO NA
UNIÃO EUROPEIA

José Luis Goñi Sein ..................................................................................................... 69

A PROTEÇÃO DA SAÚDE MENTAL NO TRABALHO NO ORDENAMENTO
JURÍDICO ITALIANO

Giancarlo Perone e Laís de Oliveira Penido ............................................................... 95

SAÚDE MENTAL NO TRABALHO: DESAFIOS E SOLUÇÕES
Lys Esther Rocha ....................................................................................................... 107

AMBIENTES SAUDÁVEIS DE TRABALHO
José Augusto Rodrigues Pinto ................................................................................... 127

SAÚDE MENTAL PARA E PELO TRABALHO
Ricardo Tadeu Marques da Fonseca ......................................................................... 137

PERCEPÇÃO DE JUSTIÇA E SAÚDE MENTAL NO TRABALHO
Helenides Mendonça e Ana Magnólia Mendes ......................................................... 157

A FALTA DE ESTABILIDADE NO EMPREGO E O DESEMPREGO COMO FATORES
DE RISCO PARA A SAÚDE MENTAL DO TRABALHADOR

Ellen Mara Ferraz Hazan ........................................................................................... 177

ALGUMAS TESES (E IDEIAS) SOBRE OS SENTIDOS DO TRABALHO
Ricardo Antunes ....................................................................................................... 201

PSICOPATOLOGIA NO TRABALHO: ASPECTOS CONTEMPORÂNEOS
Edith Seligmann-Silva ............................................................................................... 209

ACIDENTES E DOENÇAS OCUPACIONAIS: IMPLICAÇÕES PSÍQUICAS
Maria da Graça Jacques ............................................................................................. 239

ERGONOMÍA, PSICOPATOLOGÍA Y TRABAJO
Yolanda García Rodríguez ........................................................................................ 249

FATORES PSICOSSOCIAIS DE RISCO NO TRABALHO
Liliana Andolpho Magalhães Guimarães ................................................................. 273

PRECARIZAÇÃO DA SAÚDE MENTAL NO TRABALHO PRECARIZADO
Edith Seligmann-Silva ............................................................................................... 283

ASSÉDIO MORAL
Alice Monteiro de Barros .......................................................................................... 333

ASSÉDIO MORAL, SAÚDE MENTAL DO TRABALHADOR E ATUAÇÃO DO
MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO

Manoel Jorge e Silva Neto ........................................................................................ 353

ASSÉDIO SEXUAL: QUESTÕES CONCEITUAIS
Rodolfo Pamplona Filho ........................................................................................... 369

A SÍNDROME DE BURNOUT
Ana Maria T. Benevides-Pereira ............................................................................... 389

STRESS E FADIGA MENTAL NO ÂMBITO DO TRABALHO
Maria José Giannella Cataldi .................................................................................... 403

A GESTÃO DO ESTRESSE NO AMBIENTE DE TRABALHO NOS MODELOS
EUROPEU E NO ITALIANO

Laís de Oliveira Penido ............................................................................................. 415

A INCIDÊNCIA DE DEPRESSÃO NO MUNDO DO TRABALHO
Cláudio Garcia Capitão ............................................................................................. 445

TRABALHO EM TURNOS E NOTURNO: REPERCUSSÕES SOBRE A SAÚDE E
MEDIDAS DE INTERVENÇÃO

Frida Marina Fischer, Lucia Rotenberg, Claudia Roberta de Castro Moreno
Flavio Notarnicola
Carregar mais