A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
141 pág.
apostila+CNC_versão4 2

Pré-visualização | Página 15 de 29

O ciclo fixo pode ser programado no modo G90 ou G91. O retorno do eixo Z 
após a operação do ciclo fixo pode ser feita ao ponto inicial (G98) ou ponto R (G99) 
conforme mostra a figura 46. O ponto inicial é a posição presente do eixo Z 
memorizada ao entrar no ciclo fixo. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
figura 45 – seqüência de ciclo fixo 
figura 46 – posicionamento de ciclo fixo 
66 
 
Comandos Numéricos Computadorizados Prof. André Pimentel 
Versão 04 apmoreira@ifce.edu.br 
 
Função G33 – Roscamento manual 
 
A função G33 executa o roscamento no eixo X e Z, onde cada profundidade é 
programada explicitamente em bloco separado. Há possibilidade de abrir-se roscas 
em diâmetros internos e externos, sendo elas roscas paralelas ou cônicas, simples ou 
de múltiplas entradas, progressivas, etc. 
 
Sintaxe: 
 
N70 X (diâmetro com a profundidade da passada); 
N80 G33 Z F; 
 
X – diâmetro final 
Z = posição final do comprimento da rosca 
F = passo da rosca 
 
Não há necessidade de repetirmos o valor do passo (F) nos blocos posteriores 
de G33. Recomenda-se deixar, durante a aproximação, uma folga de duas vezes o 
valor do passo da rosca no eixo “Z”. A função G33 é modal. Na figura 47 pode ser 
visto as nomenclaturas utilizadas na função G33. 
 
 
 
 
 
 
A seguir é mostrado um exemplo de programação utilizando G33. 
Cálculos 
 
1. Altura do filete (he) 
 
he = ( 0.6495 x passo ) 
he = ( 0.64955 x 1.5 ) 
he = 0.97425 mm 
 
2. Diâmetro final X 
 
X = Diâmetro inicial - ( 2 x He) 
X = 30 - ( 0.97425 x 2 ) 
X = 28.0515 mm 
 
 
 
 
 
 
figura 47 – posicionamento de ciclo fixo 
67 
 
Comandos Numéricos Computadorizados Prof. André Pimentel 
Versão 04 apmoreira@ifce.edu.br 
 
 
 
Exemplo de programação: 
 
O0033 (Ciclo de rosca); 
N10 G21 G40 G90 G95; 
N20 G0 X300 Z300 T00; 
N30 T0505 (Rosca M30x1,5); 
N40 G54; 
N50 G97 S1000 M3; 
N60 G0 X35 Z83; 
N70 X29.4; 
N80 G33 Z48.5 F1.5; 
N90 G0 X35; 
N100 Z83; 
N110 X29.0; 
N120 G33 Z48.5; 
N130 G0 X35; 
N140 Z83; 
N150 X28.75; 
N160 G33 Z48.5; 
N170 G0 X35; 
N180 Z83; 
N190 G0 X28.5; 
N200 G33 Z48.5; 
N210 G0 X35; 
N220 Z83; 
N230 X28.25; 
N240 G33 Z48.5; 
N250 G0 X35; 
N260 Z83; 
N270 G0 X28.05; 
N280 G33 Z48.5; 
N290 G0 X35; 
N300 Z83; 
N310 G0 X250 Z250 T00; 
N320 M30; 
68 
 
Comandos Numéricos Computadorizados Prof. André Pimentel 
Versão 04 apmoreira@ifce.edu.br 
 
Função G37 - Ciclo de roscamento automático (Comando MACH) 
 
Esta função permite fazer roscas externas e internas, roscas paralelas ou 
cônicas, de uma ou múltiplas entradas usando apenas um bloco de informação. O 
comando calcula o número de passadas necessárias, mantendo o volume de cavaco 
retirado no primeiro passe. 
 
Esta função não é modal. 
Sintaxe: 
 N ___ G37 X___ Z___ K___ D___ E ___ (I___) (A___) (U___) (L___) 
 As funções entre parênteses só usar se necessário. 
 
Onde: 
 
N - Número seqüencial do bloco 
G37 - Roscamento automático 
X - Diâmetro final de roscamento (profundidade) 
X = Diâmetro nominal de rosca - altura do filete (H) 
Z - Posição final do comprimento da rosca (coordenada absoluta) 
K - Passo da rosca 
D - Profundidade para a primeira passada 
D = H: √Número de passos 
H - Altura do filete 
E = Diâmetro posicionado - Diâmetro externo de rosca (rosca externa) 
E = Diâmetro do furo - Diâmetro posicionado (rosca interna) 
I = Conicidade incremental no eixo X para rosca Cônica 
NOTA: Para rosca cônica interna o I deverá ser negativo. 
 
A = Abertura ângulos entre as entradas da rosca 
U = Profundidade do último passe da rosca (incremental) 
L = Número de repetições do último passe (para acabamento) 
H = (0,65 x Passo) x 2 
 
Exemplo de programação: 
 
NOTA: O Z inicial para posicionamento da ferramenta deve ficar afastado no mínimo 2 
vezes o passo do início da rosca. 
 
Cálculo da Rosca 
 
H = (0,65 . P). 2 
H = (0,65 . 1,5) . 2 
H = 1,95 
 
X = Ø Incial - H 
X = 16 - 1,95 
X = 14,05 
 
E = Ø Posicionado - Ø nominal 
E = 21 - 16 
E = 5 
69 
 
Comandos Numéricos Computadorizados Prof. André Pimentel 
Versão 04 apmoreira@ifce.edu.br 
 
 
D = H: √número de passadas (será feito em 12 passes) 
D = 1,95: 12 
D = 1,95: 3,46 
D = 0,56 
 
N40 G0 X 21. Z58. # (posicionamento da ferramenta) 
N50 G37 X 14.05 Z22. 5 K1.5 E5. D.56 U.2 L2 B60.# 
N60 X150. Z150. # 
 
 
Programação para rosca com várias entradas 
 
Onde: K = Passo x número de entradas da rosca 
A = 360°: número de entradas da rosca 
 
 
Exemplo de programação: 
 
Rosca M16 x 1.5 - 3 entradas 
K = 1,5 x 3 = 4,5 
A = 360° : 3 = 120° 
 
N40 G0 X 21. Z 64.# 
N50 G37 X 14.05 Z22.5 K4.5 E5. D.56 A0# 
N60 G37 X 14.05 Z22.5 K4.5 E5. D.56 A120.# 
N70 G37 X 14.05 Z22.5 K4.5 E5. D.56 A240.# 
 
Função G66 – Ciclo automático de desbaste longitudinal (Comando MACH) 
Usando esta função o comando executa o desbaste completo da peça, usando 
apenas um bloco de programação. Esta função requer um sub-programa com as 
dimensões finais da peça. A função G66 não permite inversões de cotas nos eixos X e 
Z, em um ciclo de desbaste ou contorno. 
 Esta função não é modal. 
Sintaxe: 
N____ G66 X___ Z___ I___ K___ (U1) W___ P___ F___ 
 G66 = Ciclo automático de desbaste 
X - Diâmetro de referência para inicio de torneamento 
X = Maior diâmetro da peça em bruto + 4 
Z - Comprimento de referência para início de torneamento 
Z = Comprimento da peça em bruto + 2 
I - Sobremetal para acabamento no eixo X 
K - Sobremetal para acabamento no eixo Z 
W - Profundidade da passada no diâmetro 
P - Sub-programa que contém as dimensões finais do perfil da peça 
F - Avanço programado para desbaste 
70 
 
Comandos Numéricos Computadorizados Prof. André Pimentel 
Versão 04 apmoreira@ifce.edu.br 
 
U1 - Pré-acabamento ao perfil final, mantendo o sobremetal (opcional) 
 
Exemplo de programação: 
 
Posicionamento inicial 
 
X = Maior diâmetro da peça em bruto + 4 
X = 80 + 4 
X = 84 
 
Z = Maior comprimento da peça em bruto + 2 
Z = 70 + 2 
Z = 72 
 
N50 G66 X84. Z72. I1. K.3 U1 W3. F.3 P15 # 
 
Após executar o ciclo de desbaste a ferramenta retorna ao ponto de posicionamento 
inicial. Neste caso seria em X84. Z72. 
 
Sub-programa (P15) 
 
N10 G1 X16. Z70. F.2 # 
N20 X20. Z68. # 
N30 Z55. # 
N40 G2 X30. Z50. R5. # 
N50 X50. # 
N60 Z40. # 
N70 X80. Z25. # 
N80 M2 # 
 
NOTA: 
 
1- Durante o desbaste não é considerado o avanço deste sub-programa. 
2- O sub-programa só admite as funções preparatórias: G1, G2,G3, G4 e G73. 
3- Sempre a última medida de X no sub-programa tem que ser igual ao diâmetro em 
bruto da peça. 
 
OBSERVAÇÃO: Para usar o sub-programa para acabamento seguiremos a seguinte 
ordem: 
 
N50 G66 X84. Z72. I1. K.3 U1 W3. F.3 P15 # 
N60 GX16. # 
N70 G42 # - (compensação do raio da ferramenta) 
N80 P15 # - (chamada do sub-programa para execução) 
N90 G40 # - (descompensação do raio da ferramenta) 
N100 G1X83. # (espaço usado para descompensação) 
N110 G X150. Z150.# 
N120 M30# 
 
71

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.