A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
Questões de prova de Sociedade Anônima

Pré-visualização | Página 2 de 4

identifique a alternativa correta.
R.: De acordo com o conceito legal de sociedade controlada, a sociedade Z tem possibilidade de ser controlada por Y.
13. Caio, César, Cláudio e Cícero são os únicos acionistas de determinada companhia e condôminos de um imóvel situado na área rural do município onde vivem. Após a aprovação da reforma estatutária para aumento de capital social, os quatro acionistas subscreveram ações que serão integralizadas com a incorporação ao patrimônio da companhia do referido imóvel. O acionista Cláudio também subscreveu ações que serão integralizadas com equipamentos agrícolas de sua propriedade exclusiva. Foi dispensada a avaliação do imóvel rural por se tratar de bem em condomínio de todos os subscritores e impedimento de voto dos subscritores, nesse caso. Para a avaliação dos equipamentos agrícolas, foi aprovada em assembleia a contratação de sociedade avaliadora, que apresentou laudo fundamentado. No laudo apresentado, o valor apontado para os equipamentos foi superior ao atribuído pelo acionista Cláudio no momento da subscrição. Como advogado consultado para opinar sobre a legalidade dos atos praticados, responda aos itens a seguir. Explique se a dispensa da avaliação do imóvel sob as justificativas apresentadas é procedente. Diante da divergência entre o valor apontado no laudo da sociedade avaliadora e aquele que lhe atribuiu o subscritor, aponte qual é a solução a ser dada.
R.: A questão tem por objetivo aferir o conhecimento do aluno sobre as regras pertinentes à avaliação dos bens que serão incorporados ao capital social de uma companhia quando da subscrição de ações em aumento de capital social, em especial a obrigatoriedade da avaliação mesmo se todos os subscritores forem condôminos do mesmo bem e a proibição de incorporação de bem ao patrimônio da companhia por valor superior ao dado subscritor. Não. O fato de todos os subscritores serem condôminos do imóvel não dispensa a avaliação do bem, que é obrigatória mesmo neste caso. Deve ser nomeado avaliador pessoa jurídica ou três peritos para avaliar o imóvel em condomínio e os subscritores poderão aprovar o laudo. Se o valor apresentado no laudo for superior ao que tiver sido dado pelo subscritor, o bem não poderá ser incorporado ao patrimônio da companhia por esse valor e a companhia deverá devolver/pagar ao subscritor o excesso (ou a importância superior ao valor das ações).
14. Na hora de investir na bolsa de valores, muitas pessoas ficam com dúvidas sobre a classe de ação em que devem investir, se ordinárias ou preferenciais. Os preços diferentes podem confundir, e não é simples decidir qual é a melhor opção. A venda da participação da Portugal Telecom para a Telefônica foi um exemplo claro de uma das vantagens das ações ordinárias. Entretanto, nem sempre as reestruturações societárias são tão claras assim. Tendo em vista a legislação societária, exemplifique quais são preferências ou vantagens das ações preferenciais.
R.: Pela legislação, os detentores dessas ações podem votar nas assembleias das companhias, e os minoritários donos desses papéis têm direito a receber pelo menos 80% da oferta feita aos controladores no caso de reestruturação societária. Alguns analistas defendem a escolha das ações ordinárias para os investidores que miram o longo prazo ou quando há risco elevado de venda do controle da empresa, mas outros dizem que a decisão não é tão simples e deve ser avaliada para cada empresa em particular. Fatores como volume de negócios e pagamento de dividendos são aspectos a serem considerados e ajudam a explicar as diferenças entre os papéis ordinários e preferenciais. As preferências ou vantagens das ações preferenciais podem consistir em: prioridade na distribuição de dividendo, no reembolso do capital, com ou sem prêmio, e na acumulação das vantagens antes enumeradas.
15. Preço de emissão é o valor pago por quem subscreve a ação quando de sua emissão pela companhia. Esse valor é fixado pelos fundadores da companhia no ato da sua constituição e não poderá ser inferior ao valor nominal das ações, se houver. O preço de emissão da ação representa o limite da responsabilidade subsidiária do acionista. Tendo em vista essa especificidade na emissão de ações pelas sociedades anônimas, identifique uma disposição normativa, no universo da legislação societária, para a emissão de ações pelas companhias:
R.: A possibilidade de emissões sem aprovação da assembleia geral.
16. O conceito de valor mobiliário é altamente relevante para o mercado. Se determinado título for considerado um valor mobiliário, isso significa dizer que ele deve se sujeitar às regras e à fiscalização da Comissão de Valores Mobiliários – CVM. Isso implica uma mudança significativa na forma como esses títulos podem ser ofertados. Existem valores mobiliários que garantem a seus titulares um direito de crédito contra a companhia e cujas características, inclusive eventual garantia real ou flutuante, encontram-se estabelecidas na escritura de emissão. Assinale a alternativa que apresenta corretamente os valores mobiliários descritos no texto.
R.: Debêntures.
17. Preço de emissão significa o valor da ação no ato da subscrição (lançar novas ações para aumento do capital). Os emissores de ações de uma companhia devem estabelecer um valor fixo de emissão de suas ações. Depois disso, a assembleia ou o conselho de administração deverão aprovar esse preço. Com relação às ações emitidas pelas sociedades anônimas, é correto afirmar que:
R.: Tanto as companhias abertas como as fechadas somente podem emitir ações nominativas.
18. Aos acordos de acionistas, é dispensado o mesmo tratamento dado aos contratos em geral. No entanto, quando esses acordos versam sobre o exercício do direito de voto, a compra e venda de ações ou a preferência na aquisição destas, a Lei das Sociedades por Ações oferece-lhes tutela diferenciada. Assim, é correto afirmar que:
R.: Os acionistas poderão promover a execução específica do avençado, mediante ação judicial.
19. A lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976, dispõe sobre as características das sociedades anônimas, além de suas obrigatoriedades e peculiaridades. De acordo com a lei, uma sociedade anônima deve possuir três órgãos sociais, deliberativos e/ou executivos e pode possuir um quarto órgão: o conselho fiscal. O conselho fiscal é o quarto órgão considerado obrigatório de uma sociedade anônima, porém seu funcionamento é facultativo, ou seja, se os acionistas consideram desnecessário o seu funcionamento, o órgão fica desativado. Identifique a alternativa correta em relação às funções do conselho fiscal em face dos demais órgãos das sociedades por ações.
R.: Somente funcionará se assim dispuser o estatuto ou a pedido de acionista.
20. A formação do capital social, de como será a parcela de cada sócio, como entrarão na sociedade esses recursos, valor das ações, valor nominal, ágio, prazo para o capital subscrito e outras decisões relativas ao patrimônio social da pessoa jurídica, serão deliberados entre os sócios. Há três formas de integralizar o capital social em uma sociedade anônima: dinheiro, bens ou crédito. O mais usado e menos complexo é o dinheiro. Para a integralização de bens (móveis ou imóveis, corpóreos ou incorpóreos), é necessária uma avaliação desses bens, de acordo com as formalidades legais. Explique como é feita a avaliação dos bens que irão formar o capital social.
R.: A Lei das Sociedades Anônimas é minuciosa. A avaliação dos bens será feita por três peritos ou por empresa especializada, nomeados em assembleia geral dos subscritores, convocada pela imprensa e presidida por um dos fundadores, instalando-se em primeira convocação com a presença de subscritores que representem pelo menos metade do capital social e, em segunda convocação, com qualquer número. Os peritos ou a empresa avaliadora deverão apresentar laudo fundamentado, com a indicação dos critérios de avaliação e dos elementos de comparação adotados, também instruído com os documentos relativos aos bens avaliados,

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.