A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
Sistemas Imune e Hematológico

Pré-visualização | Página 5 de 10

na 
destruição das células –alvos e facilitam 
entrada de proteínas que induziram a 
apoptose( morte programada da célula ) 
das células –alvo. 
Assim eliminam células com alterações e 
infecções . 
Outro jeito de ativar as células NK é 
pelos macrófagos , quando fagocitam 
células infectadas auxiliam na remoção da 
infecção. Na resposta , macrófagos e 
neutrófilos liberam citocinas e quimiocinas 
que sinalizam recrutamento de células 
para combater substancias estranhas. 
Caso as células não consigam eliminar 
todas substancias , inicia-se processo de 
inflamação. 
 
Inflamação aguda segunda linha de 
defesa da resposta imune inata, e ocorre 
quando agentes agressores ultrapassam 
barreiras naturais e invade tecidos. 
Tem duração de 3 a 4 dias . Após esse 
período evolui para inflamação crônica = 
artrite, gastrite , laringite ,dentre outros. 
Na inflamação citocinas e quimiocina são 
proteínas que se ligam nos neutrófilos e 
monócitos formando um meio de 
comunicação entre eles , aumentando a 
permeabilidade de capilares sanguíneos 
no local da reação imune e estimulam 
também leucócitos que estão circulando 
no sangue a atravessar parede dos vasos 
sanguíneos e atingir o local onde estão 
as substancias estranhas . 
Quimiocina atrai mais células de defesa 
para local de reação. 
Outras substancias participam como 
mediadores químicos inflamatórios = 
Histamina aumenta irrigação 
sanguínea no local de reação 
Prostaglandina aumenta 
permeabilidade dos capilares sanguíneos 
próximos a inflamação 
Essas substancias são liberadas por 
células do sistema imunológico ou células 
que foram lesadas no local da inflamação. 
 
Sinais cardinais da inflamação= calor, 
rubor ,edema , dor e perda da função. 
 
Inflamação é gerada por reação tecidual 
frente a agressões sem necessariamente 
ter envolvimento de processo infeccioso.. 
Infecção tem quando processo de 
inflamação é causada por micro-
organismo,e as citocinas são produzidas 
em excesso causando febre, dor , mal 
estar , perda apetite e sonolência . 
Sistema complemento= constituído por 
glicoproteínas plasmáticas sintetizadas no 
fígado ,macrófagos e fibroblastos. 
Denominadas de proteínas C reativas C1, 
C2, C3, C4, C5, C6, C7, C8 e C9. 
Tais proteínas possuem atividade 
proteolítica , que ativa um evento 
cascata em que produz diversos 
mediadores que alteram a 
permeabilidade vascular contribuindo 
processo inflamatório. 
Entre os mediadores encontra-se 
complexo de ataque a membrana (MAC) 
que destrói a célula-alvo, eliminando o 
agente infeccioso . 
Existe 3 vias de ativação do sistema 
complemento = 
Via clássica = depende de anticorpos 
Via lectina e alternativa = são 
independentes de anticorpos , e todas 
atingem ataque lítico do antígeno 
 
Ataque lítico = destruição da célula 
 
Na maioria das vezes os micro-
organismos e substancias estranhas que 
invadem nosso corpo são combatidos e 
eliminados pelas células da resposta 
imune inata. 
Caso tenha resistência e potencia dos 
antígenos , a resposta imune adaptativa 
é ativada para ajuda a eliminá-lo 
 
Resistencia e reparo do 
organismo 
 
Imunidade adquirida: uma resposta 
especifica de defesa do organismo 
 
Anticorpos agem contra diversos 
agentes patológicos que tentam invadir o 
corpo humano 
Células apresentadoras de antígenos 
(APCs) especializadas em capturar 
antígenos e apresenta-los aos linfócitos 
para serem destruídos. 
Quando antígeno agride o tecido, ele 
permanece 3 a 5 dias , significa que a 
resposta imune inata não foi capaz de 
destruí-lo dando inicio a terceira linha de 
defesa que corresponde a resposta 
imune adquirida . 
Propriedades da resposta imune 
adquirida= 
Diversidade ou especificidade = 
atinge grande numero de diferentes 
antígenos, essa resposta é ativada para 
cada tipo de antígenos. 
Memória= capacidade de guarda 
memoria do antígeno para casos de 
novo contato futuro, acontecendo a 
resposta de forma rápida e intensa . Tal 
mecanismo realizado pelas células 
linfócitos T e B, chamado células da 
memória. 
A imunidade adquirida divide-se = 
 Resposta imune humoral= 
Mediada por anticorpos e células 
linfócitos B 
Sua defesa ocorre no ambiente 
extracelular 
 Resposta celular= 
Resposta celular é mediada pelos 
linfócitos T 
Sua defesa ocorre ambiente intracelular 
 
Para ter a resposta imune adquirida 
humoral, tem reconhecimento , ou seja; 
antígeno é capturado e apresentado aos 
linfócitos T CD4(helper) pelas células 
apresentadoras de antígenos 
(macrófagos e dendriticas) 
Em seguida tem proliferação clonal, os 
linfócitos T CD4 ativam pela citocinas os 
linfócitos B e T tendo expansão clonal, 
formando linfócitos de memoria e 
diferenciação de linfócitos B em 
plasmócitos , com produção de 
anticorpos. 
Há fase efetora da resposta imune 
adquirida, ocorrendo na resposta celular, 
onde os anticorpos que foram 
produzidos inativam o antígeno e 
linfócitos CD8 citotóxicos que foram 
ativados eliminando células afetadas e 
que tem alterações. 
Células de memória são armazenadas na 
medula óssea, linfonodos e baço. 
Caso tenha segundo contato com o 
mesmo antígeno, elas serão ativadas 
novamente. 
 
Os linfócitos B de memória ficam 
marcados com anticorpos que 
produziram especificamente para os 
antígenos.. Assim caso o antígeno 
retorne, ira se ligar ao anticorpo das 
células de memória , que se 
multiplicaram, diferenciam-se em 
plasmócitos liberando grande quantia de 
anticorpos, neutralizando o antígeno de 
forma rápida e eficaz. 
Células de memoria são renovadas sem 
haver necessidade da apresentação ao 
antígeno novamente. 
Anticorpos são glicoproteínas da classe 
das imunoglobulinas produzidas pelos 
linfócitos B e plasmócitos , circulam pelo 
sangue e plasma e tem função 
reconhecer e inativar patógenos que 
invade o organismo. 
São diversificados e específicos na 
capacidade de reconhecer formas 
estranhas . 
Constituem principais mediadores da 
resposta imune adquirida humoral contra 
vários micro-organismos. 
Interação anticorpos com antígenos , 
forma o complexo antígeno-anticorpo, 
que é a barragem da ação do antígeno 
no organismo . Tal comportamento só 
acontece no ambiente extracelular. 
São estruturas globulares em forma de Y 
Constituídas por 4 cadeias polipeptídicas 
com dois sítios de ligação para antígeno . 
Tais cadeias são unidas por pontes 
dissulfetos= 
2 Cadeias menores = cadeias leves= 1 
domínio variável e 1 constante 
2 Cadeias maiores = cadeias pesadas= 1 
dominio variável e 3ou4 constantes 
Cada domínio forma uma alça de cadeia 
polipeptídica com 110 aminoácidos. 
A molécula do anticorpo tem estrutura 
chamada de fragmento, que se ligam ao 
antígeno (Fab) e ao fragmento 
cristalizável (Fc). 
O Fab forma 2 braços do Y sendo o 
local onde os antígenos se ligam , e o Fc 
forma a haste do Y local de interação 
com os receptores. 
Os anticorpos ou imunoglobulinas (lg) 
tem 5 classes= 
IgA / IgM / IgG / IgE / IgD 
 
IgA = Neutralizam toxinas e bloqueiam 
ligações de antígenos nas superfícies de 
mucosas. Encontra-se nas secreções. 
Possuem funções de defesa contra 
patógenos invasores das mucosas 
 
IgM = São maiores dos anticorpos , 
restringem-se ao sangue . Tem função 
defender sangue contra patógenos . É o 
1º anticorpo produzido em resposta a 
entrada do antígeno ,o aumento no 
sangue significa exposição recente , fase

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.