A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
APOSTILA QUESTÕES OAB FGV

Pré-visualização | Página 50 de 50

distribuição, o encaminhou para a 132ª Vara 
do Trabalho do Rio de Janeiro. Entretanto, Paulo mudou de ideia e não compareceu à 
secretaria da Vara para reduzi-la a termo. No dia 24.12.2003, Paulo retornou ao distribuidor da 
Justiça do Trabalho e, decidido, apresentou novamente a sua reclamação verbal, cuja livre 
distribuição o encaminhou para a 150ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro. Desta vez, o 
trabalhador se dirigiu à secretaria da Vara, reduziu a reclamação a termo e saiu de lá ciente de 
que a audiência inaugural seria no dia 01.02.2004. Contudo, ao chegar o dia da audiência, 
Paulo mudou de idéia mais uma vez e não compareceu, gerando o arquivamento dos autos. 
Diante desta situação concreta, é correto afirmar que: 
 
Boa Viagem: Rua Visconde de Jequitinhonha, 76. tel: 34628989 e 33425049 
 Boa Vista: Rua Montevidéu, 276. Tel: 34230732. 
 falecom@espacojuridico.com 
 www.espacojuridico.com 
 
 
 
 a) Paulo não poderá ajuizar uma nova reclamação verbal, uma vez que a CLT proíbe o 
ajuizamento sucessivo de três reclamações desta modalidade. 
 b) Paulo poderá ajuizar uma nova reclamação verbal, uma vez que somente a segunda foi 
reduzida a termo, gerando apenas um arquivamento dos autos por ausência do autor na 
audiência inaugural. 
c) Paulo não poderá ajuizar uma nova reclamação verbal, uma vez que deu ensejo à 
perempção prevista no CPC, aplicável subsidiariamente ao processo do trabalho. 
 d) Paulo poderá ajuizar nova reclamação trabalhista, mas apenas na forma escrita e assisti do 
obrigatoriamente por advogado. 
 
71. (FGV – OAB 2011.1) Em audiência de conciliação, instrução e julgamento, o reclamado não 
respondeu ao pregão, mas compareceu o seu advogado, munido de procuração e dos atos 
constitutivos da empresa. Dada a palavra ao reclamante, seu advogado requereu que a 
empresa fosse considerada revel e confessa, pelo que o juiz indeferiu a juntada da defesa 
escrita que o advogado da parte reclamada pretendia apresentar. Assinale a alternativa 
correta, indicando como deve o advogado da parte reclamada proceder. 
(A) Deve lançar em ata o protesto, alegando que, no processo do trabalho, a revelia decorre 
da falta de apresentação de defesa, pelo que a presença do advogado, munido de 
procuração, supre a ausência da parte. 
(B) Deve conformar-se, pois, no processo do trabalho, a revelia decorre da ausência da parte 
ré, importando em confissão quanto a qualquer matéria, pelo que a presença do advogado 
da parte ausente, munido de procuração e defesa, é irrelevante. 
(C) Deve lançar em ata o protesto, alegando que, no processo do trabalho, a revelia decorre 
da ausência da parte ré, importando em confissão quanto à matéria de fato, pelo que o juiz 
deve receber a defesa apresentada pelo advogado da parte ausente, desde que munido de 
procuração, para o exame das questões de direito. 
(D) Deve conformar-se, pois, no processo do trabalho, a revelia tanto pode decorrer da 
ausência da parte ré quanto da falta de apresentação da defesa, estando ou não presente o 
advogado da parte ausente (ainda que munido de procuração) e sempre importa em 
confissão quanto a qualquer matéria, de fato ou de direito. 
 
72. (FGV OAB 2011.1) Em audiência de conciliação, instrução e julgamento, o reclamado não 
respondeu ao pregão, mas compareceu o seu advogado, munido de procuração e dos atos 
constitutivos da empresa. Dada a palavra ao reclamante, seu advogado requereu que a 
empresa fosse considerada revel e confessa, pelo que o juiz indeferiu a juntada da defesa 
escrita que o advogado da parte reclamada pretendia apresentar. 
Assinale a alternativa correta, indicando como deve o advogado da parte reclamada 
proceder. 
a) Deve lançar em ata o protesto, alegando que, no processo do trabalho, a revelia decorre 
da falta de apresentação de defesa, pelo que a presença do advogado, munido de 
procuração, supre a ausência da parte. 
b) Deve conformar-se, pois, no processo do trabalho, a revelia decorre da ausência da parte 
ré, importando em confissão quanto a qualquer matéria, pelo que a presença do advogado 
da parte ausente, munido de procuração e defesa, é irrelevante. 
c) Deve lançar em ata o protesto, alegando que, no processo do trabalho, a revelia decorre 
da ausência da parte ré, importando em confissão quanto à matéria de fato, pelo que o juiz 
deve receber a defesa apresentada pelo advogado da parte ausente, desde que munido de 
procuração, para o exame das questões de direito. 
 
Boa Viagem: Rua Visconde de Jequitinhonha, 76. tel: 34628989 e 33425049 
 Boa Vista: Rua Montevidéu, 276. Tel: 34230732. 
 falecom@espacojuridico.com 
 www.espacojuridico.com 
 
 
 
d) Deve conformar-se, pois, no processo do trabalho, a revelia tanto pode decorrer da 
ausência da parte ré quanto da falta de apresentação da defesa, estando ou não presente o 
advogado da parte ausente (ainda que munido de procuração) e sempre importa em 
confissão quanto a qualquer matéria, de fato ou de direito. NULA 
 
73. (FGV – OAB 2011.3) No processo trabalhista, a compensação ou retenção 
(A) só poderá ser arguida como matéria de defesa. 
(B) poderá ser arguida em qualquer fase do processo, mesmo na execução definitiva da 
sentença. 
(C) poderá ser arguida em qualquer momento, até que a sentença seja proferida pelo juiz de 
1ª instância. 
(D) poderá ser arguida em qualquer momento, até que a sentença tenha transitado em 
julgado. 
 
74. (FGV – OAB 2011.3) Numa reclamação trabalhista, o autor teve reconhecido o direito ao 
pagamento de horas extras, sem qualquer reflexo. Após liquidado o julgado, foi homologado o 
valor de R$ 15.000,00, iniciando-se a execução. Em seguida, as partes comparecem em juízo 
pleiteando a homologação de acordo no valor de R$ 10.000,00. Com base no narrado acima, 
é correto afirmar que 
(A) o juiz não pode homologar o acordo porque isso significaria violação à coisa julgada. 
(B) é possível a homologação do acordo, mas o INSS será recolhido sobre R$ 15.000,00. 
(C) a homologação do acordo, no caso, dependeria da concordância do órgão 
previdenciário, pois inferior ao valor homologado. 
(D) é possível a homologação do acordo, e o INSS será recolhido sobre R$ 10.000,00. 
 
75. (FGV – OAB 2012.1) Nos processos trabalhistas submetidos ao rito sumaríssimo, é correto 
afirmar que 
A) não cabe a produção de prova pericial. 
B) a citação por edital somente será permitida se efetivamente for comprovado pelo autor que 
o réu se encontra em local incerto ou desconhecido. 
C) o recurso ordinário terá parecer circunstanciado escrito do Ministério Público do Trabalho nos 
casos em que o desembargador relator entender estritamente necessário, diante da existência 
de interesse público a ser tutelado. 
D) se submetem ao rito sumaríssimo as causas cujo valor não exceda a quarenta vezes o salário 
mínimo vigente na data do ajuizamento da ação. 
 
76. (FGV – OAB 2012.2) A respeito do procedimento sumaríssimo no processo do trabalho, 
assinale a afirmativa correta. 
A) A apreciação da reclamação trabalhista deverá ocorrer no prazo máximo de quinze dias da 
data de seu ajuizamento. 
B) A citação por edital somente é cabível se esgotadas todas as tentativas de se localizar o 
reclamado. 
C) As partes devem ser intimadas da sentença por notificação postal. 
D) Não cabe a interposição de recurso de revista. 
 
Boa Viagem: Rua Visconde de Jequitinhonha, 76. tel: 34628989 e 33425049 
 Boa Vista: Rua Montevidéu, 276. Tel: 34230732. 
 falecom@espacojuridico.com

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.